Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
OPINIÃO / A escola em Permiö
«Os professores têm um horário de 36 horas semanais, aulas e actividades (incluindo preparação de aulas). Os alunos começam às 8.00h e terminam às 14.00h. Depois das 14 horas, os alunos calendarizam actividades como a música, o teatro ou o desporto. Podem pedir sessões de apoio aos professores.

Entre as 14horas e as 16horas, os professores marcam com os alunos as várias actividades de acordo com as necessidades. Nada está definido à partida. Os professores estão disponíveis para o que forem solicitados. As turmas têm 16 a 20 alunos. Como se trata de uma Upper School, pode haver grupos maiores já que, neste nível de ensino, a progressão dos alunos se faz por acumulação de créditos.

A comida no refeitório vem de um serviço de catering. Há 1 funcionária que coloca a comida nas cubas, os alunos servem o seu próprio prato, limpam o prato e os talheres que arrumam num balcão, as mesas ficam sem uma migalha e suspendem as cadeiras nas mesas para que tudo fique arrumado e reduza o trabalho da funcionária. Os alunos não pagam a refeição. Ao lado da sala dos professores está a reprografia sem funcionário: São os professores que preparam o seu material. Os professores são avaliados anualmente pela directora da escola que se limita a observar o trabalho dos docentes durante o ano nas várias vertentes. Só têm aulas assistidas pela directora quando surge algum problema relativo ao seu trabalho. Esse problema pode vir de queixa apresentada pelos alunos, pelos pais ou até mesmo por outros professores (mais experientes) que podem detectar irregularidades ou dificuldades.

Uma Secondary School(frequentada por alunos dos 12/13 aos 15/16 anos) correspondente ao nosso 3º Ciclo: 234 alunos e 23 professores, 3 ou 4 funcionárias (de limpeza) e a directora. Existe também uma Upper Secondary School (alunos dos 16 aos 18/19 anos) correspondente ao nosso ensino secundário: 90 alunos e 10 professores, 2 funcionárias (de limpeza) e a directora. A escola situa-se na pequena localidade de Perniö, na região de Salo, a 2 horas de camioneta da capital Helsínquia.»

Esta é a descrição feita por uma professora de inglês que visitou Permiö num projecto de intercâmbio e permite-nos compreender o desperdício nas nossas escolas. O que em Permiö se faz bem e serenamente com um professor por cada 10 ou 9 alunos e pouquíssimos funcionários não docentes, nós fazemos mal e com muito stress tendo mais professores e funcionários não docentes. Permiö é um pequeno povoado rural. A média na Finlândia (OCDE) é de um professor para 13,1 alunos enquanto em Portugal temos um professor para 8,1 alunos. Em Permiö há uma directora e nem sequer há secretaria! Entre nós temos secretaria e os professores mais ocupados em burocracia do que no ensino de qualidade. Pelos últimos números da OCDE, Portugal gasta 3,6% do PIB na educação não superior e a Finlândia 3,8% (sendo a média da OCDE de 3,7%). Teremos de melhorar a qualidade das aprendizagens e trazer à escola muitos jovens hoje extraviados, tudo isto sem aumento de encargos. Um desafio para todos!

José Ferreira Gomes

22-04-2010 Partilhar Recomendar
05-07-2019
Duarte Marques: “os estudantes de Fátima não têm culpa da vossa cegueira ideológica”
    Para o deputado, seja público ou privado, o que importa é que os jovens tenham acesso uma escola de qualidade.
02-07-2019
PSD propõe a criação de uma Comissão para preparar o Futuro
    Margarida Mano lembrou que os deputados estão no Parlamento “para servir o Presente e preparar o Futuro”.
02-07-2019
Gratuitidade dos manuais escolares: PSD alertou que a medida estava mal desenhada e ia ser mal implementada
    Ana Sofia Bettencourt enfatiza que o tempo veio dar razão às preocupações manifestadas pelos sociais-democratas.
21-06-2019
Governo prometeu 1000 novos assistentes operacionais nas escolas. Não colocou nenhum.
    Pedro Pimpão questionou ao executivo quando é que cumpre a sua palavra e dota as escolas de meios técnicos e humanos.
12-06-2019
“O PSD é a favor do empréstimo de manuais escolares aos alunos do ensino obrigatório”
    Ana Sofia Bettencourt reiterou a posição dos sociais-democratas, mas apontou algumas das reservas relativamente à forma e modo da sua implementação.
10-05-2019
António Costa revelou a sua falta de sentido de Estado e de responsabilidade
    Fernando Negrão sustentou ainda que “confiar ao PS a garantia das boas contas é como confiar à raposa a guarda do galinheiro”.
10-05-2019
Professores: proposta do PSD traduzia um firme compromisso de responsabilidade e de confiança do país para com a educação
    Em sentido contrário, lamenta Margarida Mano, temos um PS que considera “ludibriar as pessoas um talento digno de elogio”.
08-05-2019
Pedro Pimpão: “estamos perante uma crise encenada, uma farsa”
    O deputado acusou o governo de ter instrumentalizado os professores por mero “tacticismo político”.
08-05-2019
“António Costa pretende acabar a Legislatura como a começou: com um golpe parlamentar”
    Adão Silva sublinhou que para o PSD “o equilíbrio das contas públicas é inegociável”.
08-05-2019
Para o governo o PCP passou a ser um “zero à esquerda”
    Álvaro Batista considera que se trata de uma “desconsideração” por um partido que tem sido “muleta do governo”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas