Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Rui Rio: “Portugal precisa de menos impostos”
No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, esta quarta-feira, o Presidente do PSD criticou o Governo por agravar a vida dos portugueses com mais impostos, nomeadamente a intenção de englobar, em sede de IRS, mais rendimentos, acabando com a taxa autónoma para os rendimentos prediais.
“Portugal não precisa de mais impostos. Portugal precisa de menos impostos”, sintetizou o social-democrata.
O líder do PSD começou por questionar o Primeiro-Ministro sobre o desincentivo à poupança praticada pelos governos socialistas: “Portugal tem, hoje uma taxa de poupança igual à dos anos 1950. (…) Estamos com uma taxa de poupança absolutamente miserável. (…) Hoje, quem põe dinheiro num banco, quem poupa, tem um juro absolutamente ridículo. Quem poupa em Portugal não tem qualquer incentivo para o continuar a fazer”, apontou.
Rui Rio insiste que “Portugal precisa de um modelo de crescimento assente nas exportações e no investimento”, modelo que depende do “incentivo à poupança”. “Se tivéssemos ganho as eleições, estaríamos a fazer exatamente o contrário. Não só a taxa liberatória se mantinha como baixava de 28% para os 25%. A receita, se calhar, era maior do que a que temos neste momento”, frisou.
No terceiro debate quinzenal da legislatura, o Presidente do Grupo Parlamentar do PSD inquiriu ainda o Primeiro-Ministro sobre se pretende reintroduzir o imposto sucessório, eliminado durante o Executivo de Durão Barroso.
Este debate quinzenal teve como temas a erradicação da pobreza e as alterações climáticas.

27-11-2019 Partilhar Recomendar
19-02-2010
PSD pede divulgação dos dados referentes ao registo e licenciamento de patentes
    Deputados querem acesso ao número de pedidos nacionais, europeus e internacionais
19-02-2010
OPINIÃO / Ajuste de Contas
    De acordo com a Universidade Católica, o valor de 9,3 por cento de défice nas contas do Estado é “surpreendente” e poderia corresponder a um “esforço do Governo no sentido de imputar às contas de 2009 o máximo de défice possível” com vista a “tornar mais evidente a trajectória de redução do défice em 2010 e nos próximos anos”.
15-02-2010
Almeida Henriques interroga extinção da actividade de certificação da instalação de infra-estruturas de telecomunicações em edifícios
    Deputado quer conhecer motivos para concentração na mesma entidade da instalação e certificação de edifícios
12-02-2010
Orçamento da Cultura é “parco”
    Afirmação é de Raquel Coelho que lançou várias questões à Ministra sobre a aplicação do seu Orçamento.
11-02-2010
PSD aponta falhas nos Programas de Apoio ao Empreendedorismo Jovem
    Deputados supervisionam desempenho do Programa FINICIA Jovem
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores interrogam Ministro das Finanças
    Mota Amaral e Joaquim Ponte levantam dúvidas sobre empréstimo do Estado e sobre a aplicação da Lei das Finanças Regionais
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores questionam actuação do BPN e BPP
    Mota Amaral e Joaquim Ponte preocupados com ressarcimento dos clientes destes bancos
11-02-2010
Miguel Frasquilho acusa o Governo de fazer “uma marosca”
    Deputado do PSD refere-se às alterações na forma de contabilização das contribuições dos funcionários públicos para a Caixa Geral de Aposentações
05-02-2010
Deputados eleitos pelos Açores alertam para falta de crédito para empresas no arquipélago
    Mota Amaral e Joaquim Ponte pedem respostas concretas do Governo para evitar colapso de empresas
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas