Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Rui Silva: Governo não pode continuar a adiar a resolução dos inúmeros problemas que grassam no setor social das Forças Armadas
O deputado considera ainda ser urgente implementar políticas que levem os nossos jovens a ingressar na carreira militar.
No debate da Petição que solicita igualdade na contagem do tempo de serviço de ex-militares, Rui Silva afirmou que as nossas Forças Armadas sofrem de um gravíssimo problema no seu pilar basilar, com o reduzido número de efetivos. “Todos reconhecemos que é urgente implementar políticas de atratividade, que levem os nossos jovens a ingressar na carreira militar. Um desses fatores é a implementação de uma carreira estável, o que não tem acontecido, e que esta petição bem revela”.
De seguida, o deputado recordou que a Petição faz referência a ex-militares que, após a cessarem os seus regimes de contrato e voluntariado, não viram contabilizado esse tempo de serviço para efeitos de progressão da carreira, bem como tiveram prejuízos remuneratórios nos subsídios de desemprego. “O Estatuto dos Militares das Forças Armadas é claro no seu artigo 48º, que o tempo de serviço prestado em regime de contrato ou voluntariado se deve contar como tempo de serviço efetivo. Determina, também, o artigo 46º do EMFAR que se deve contar como tempo de serviço prestado ao estado, o tempo de serviço militar, acrescido do prestado no exercício de funções públicas. O PSD, já na anterior legislatura se revelou favorável à valorização do tempo de serviço efetivamente prestado a qualquer organismo do Estado, como é o caso das Forças Armadas”.
Tendo em conta o conteúdo desta Petição, Rui Silva foi perentório em afirmar que “fica claro que este governo não pode mais adiar a resolução dos inúmeros problemas que grassam no setor social das Forças Armadas. Ao fim de 4 anos, este Governo não pode fechar mais os olhos à constante degradação do IASFA, num estado de asfixia financeira total. Ao fim de 4 anos, este Governo não pode mais deixar que o Hospital das Forças Armadas, não cumpra os serviços para o qual está vocacionado, com um quadro médico de excelência, porque essa asfixia financeira não permite uma gestão adequada dos recursos, como bem atesta o facto de nem um único utente do SNS ter sido operado no Hospital das Forças Armadas, em resultado do protocolado. Ao fim de 4 anos, este Governo não pode continuar a esquecer os Deficientes das Forças Armadas, em que ADFA se vê, todos os dias, coartada na sua atividade, porque não lhe são transferidas as verbas respetivas”.
A concluir, Rui Silva frisou que o governo tem de, rapidamente, contribuir para que “as nossas Forças Armadas mantenham intacto o prestígio alcançado ao longo de séculos , imortalizado nas mais belas páginas da nossa história e literatura, que percorrem o nosso imaginário coletivo e que, hoje, se confirmam com a bravura, profissionalismo, eficácia, nos cenários de guerra da República Centro Africana e nas Missões de Paz no Afeganistão, no Mediterrâneo”.

14-11-2019 Partilhar Recomendar
14-02-2020
Sérgio Marques: “aprovar o Estatuto do Antigo Combatente é um imperativo nacional”
    O social-democrata refere que “é o mínimo que podemos fazer em jeito de reconhecimento e solidariedade”.
14-02-2020
PSD defende a criação do Estatuto do Antigo Combatente
    Ana Miguel dos Santos apresentou a proposta do PSD que visa prestar o “justo reconhecimento” aos Antigos Combatentes.
04-02-2020
Sandra Pereira manifesta a preocupação do PSD com a morosidade e burocracia em torno dos produtos de apoio para pessoas com deficiência
    A deputada alerta que os prazos para o deferimento dos produtos não estão a ser cumpridos.
04-02-2020
PSD apresenta proposta para garantir que nenhum soldado aufira menos que o salário mínimo nacional
    Ana Miguel dos Santos frisa que desta forma se está a dar um sinal claro aos jovens de que a escolha por uma carreira militar é uma aposta viável para o seu futuro.
12-12-2019
“A consagração de um Estatuto dos Antigos Combatentes é um dever que não pode mais ser adiado”
    Ana Miguel dos Santos manifestou o empenho do PSD para que seja possível encontrar um Estatuto o mais consensual possível.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
03-07-2019
Tancos: PS procurou branquear o desempenho do ex-Ministro da Defesa Nacional e do Primeiro-Ministro
    Berta Cabral refere que o relatório traduz “uma visão incompleta e parcial” do que se passou durante os trabalhos da Comissão de Inquérito.
02-07-2019
“A prioridade política do mundo ocidental deve apontar para a não proliferação das armas nucleares”
    José Cesário enfatiza que este é o tempo para uma “diplomacia ativa, sensata e realista”.
07-06-2019
Criação do estatuto do antigo combatente “é um verdadeiro dever da Pátria”
    Luís Pedro Pimentel enfatizou que este reconhecimento “deve ser inequívoco e abrangente”.
09-05-2019
Lei de Infraestruturas Militares não prevê mecanismos de transparência
    Pedro Roque deixou algumas críticas à proposta do governo e frisou que o PSD pretende contribuir para que o resultado final seja “mais consentâneo com a real necessidade das missões e do desempenho dos militares”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas