Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
António Topa acusa o governo de “nada ter feito” pelos hospitais do distrito de Aveiro
O deputado recorda que durante esta legislatura nada foi resolvido e tudo foi adiado.
O deputado do PSD António Topa acusou esta quinta-feira o Ministério da Saúde de nada ter feito pelos hospitais do distrito de Aveiro. Intervindo no plenário da Assembleia da República, o parlamentar social-democrata elencou o conjunto dos problemas que afetam as diversas unidades de saúde, cuja solução disse ter sido adiada “com o argumento da necessidade de novos projetos”.
“Os serviços hospitalares do distrito de Aveiro têm grandes problemas e durante esta legislatura nada foi resolvido. Tudo foi adiado, algumas das vezes com o argumento da necessidade de novos projetos. Os cortes no investimento nos serviços hospitalares a tal obrigaram. E quem sofre são as pessoas” – vincou António Topa, numa intervenção na interpelação ao governo sobre a “situação da Saúde em Portugal”.
António Topa referiu-se à premência da ampliação da urgência do hospital de Santa Maria da Feira, que no início do mandato “tinha tudo preparado” para avançar e havia “meios para tal acontecer”, mas que ainda não aconteceu. Para o deputado aveirense, “a urgência do hospital de Santa Maria da Feira não tem dimensão para a população da região que serve de cerca de 350.000 habitantes”, constituindo-se como “o maior problema” da unidade de saúde, pelo que “sem a sua resolução o hospital presta um mau serviço”.
“Com o argumento da necessidade de realização de novo projeto, a obra continua adiada e nada foi feito” – lamentou António Topa, abordando, também, o facto de não terem sido reabertos outros serviços de urgências: “depois da reabertura do serviço de urgência do Hospital de S. João da Madeira, que defendemos, aguardava-se uma atitude semelhante para diversos hospitais do distrito, que servem populações em número superior, com resoluções aprovadas pela Assembleia da República. Tudo continua adiado”.
O deputado aveirense deu exemplos de como “tudo foi adiado e nada foi feito”, ao referir-se à reabertura do serviço de urgência básica e remodelação do bloco operatório do hospital de Ovar, e à reabertura dos serviços de urgências básica dos hospitais de Estarreja e de Espinho. A outro nível, António Topa recordou que o hospital de Oliveira de Azeméis, “tem possibilidades físicas de possuir um maior número de camas, servindo como apoio e retaguarda para descongestionar os serviços de saúde da região”, mas que “não teve qualquer atenção do governo para que tal acontecesse, dada foi feito”.
“O Hospital Distrital de Aveiro tem enormes problemas de funcionamento, nomeadamente de recursos humanos e de dimensão física para albergar serviços. É o hospital distrital do País talvez a funcionar com piores condições. Temos assistido a muitas promessas, de que se vai resolver o problema, nomeadamente no que se refere à sua ampliação. Quatro anos se passaram e nada foi feito” – atirou António Topa na sua intervenção no plenário.
30-05-2019 Partilhar Recomendar
27-06-2019
“Não há! Não há! Não há!” é a palavra de ordem no setor da Saúde
    Ângela Guerra fez eco das inúmeras falhas no sector e das consequências para os portugueses.
21-06-2019
Não é aceitável que em pleno século XXI os utentes do Hospital de Évora não tenham acesso a água quente
    Miguel Santos enfatiza que isto “não é aceitável” e desafiou o Secretário de Estado a ir ver o que se passa.
19-06-2019
Financiamento do novo Hospital da Madeira “não ata nem desata”
    Sara Madruga da Costa e Paulo Neves acusam o governo de continuar a querer "fazer contas com o património alheio".
14-06-2019
O SNS encontra-se num real “ponto de rotura”
    Ana Oliveira fala numa “guerra de ideologias” para ver quem tem mais dividendos políticos, “ignorando e desrespeitando os portugueses”.
14-06-2019
“O Serviço Nacional de Saúde está doente”
    José de Matos Rosa falou em “quatro anos de degradação, de desinvestimento e de falta de acesso dos utentes”.
14-06-2019
Luís Vales desafia o PS “a preocupar-se com as pessoas e concentrar-se nos gravíssimos problemas do SNS”
    O social-democrata considera que é altura de acabar com o “sectarismo ideológico da extrema-esquerda”.
14-06-2019
Populismo leva o BE a apresentar uma iniciativa já aprovada
    Simão Ribeiro recordou que o fim da cobrança de taxa moderadora nos cuidados de saúde primários já foi aprovado no Grupo de Trabalho da Lei de Bases da Saúde.
12-06-2019
O PS fingiu pretender abrir a farmácia que funcionava no Hospital de Loures
    Ana Oliveira contestou este comportamento e frisou que “a grave situação que o País vive em termos de acesso aos serviços e prestações de saúde só poderá ser ultrapassada com um governo que esteja verdadeiramente ao serviço das pessoas”.
07-06-2019
Deputados do PSD eleitos pela Madeira reúnem com estruturas sindicais dos enfermeiros
    Os parlamentares assinalaram que António Costa “tem maltratado os enfermeiros”.
04-06-2019
Fernando Negrão: não é só discutindo os grandes problemas que os cidadãos se reveem na política
    O Grupo Parlamentar do PSD arrancou com a iniciativa "+Cidadão+Democracia".
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas