Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Portugal tem hoje a maior carga fiscal de sempre, mas também a despesa fiscal nos máximos de sempre”
Leonel Costa alerta que com a geringonça o montante de benefícios e isenções fiscais atingiu os 12 mil milhões de euros.
No debate da Proposta de Lei do governo que visa estabelecer o regime fiscal aplicável às competições UEFA Nations League Finals 2019 e UEFA Super Cup Final 2020, Leonel Costa referiu que o que está em causa é a aprovação de um regime fiscal de isenção para os rendimentos auferidos por pessoas coletivas e singulares não residentes no âmbito de dois eventos organizados pela UEFA, que se realizarão no nosso território e que, por regra, estão sujeitos a tributação.
Para que não existissem dúvidas, o social-democrata começou por enfatizar que o PSD “a realização destas competições em Portugal é uma mais-valia. São inegáveis as vantagens, sobretudo para a dinamização e projeção da imagem das cidades do Porto e Guimarães e do nosso País no mundo”.
Contudo, adianta o deputado, também não deixa de ser verdade “que, com a Geringonça, a carga fiscal aumentou para a mais elevada de sempre. Já o disse aqui, a respeito doutra matéria, e volto a repetir: nesta legislatura, este Governo já produziu 34 aumentos de impostos e taxas. Ora, quando se atingiu e a maioria de esquerda pretende manter para os próximos anos uma carga fiscal máxima e os portugueses não têm como fugir à muito bem montada e afinada máquina de caça fiscal deste Governo, entendemos que se deve olhar com particular cautela quanto à equidade de, neste contexto particular, conceder benefícios e isenções aos não residentes, quando os portugueses estão amarrados a este enorme monstro fiscal”.
Face a este cenário, Leonel Costa considera que qualquer norma que signifique uma criação de benefícios ou qualquer forma de criação de despesa fiscal tem que merecer as reticências dos portugueses. “Aliás, este é um bom momento para perguntar ao Governo onde está o tão prometido relatório dos Benefícios Fiscais e a reforma para a sua reestruturação também prometida. Para o PSD que não fiquem dúvidas: temos hoje, em Portugal, não só a maior carga fiscal de sempre, mas também a despesa fiscal nos máximos de sempre. Com a Geringonça, o montante de Benefícios e isenções fiscais, atingiu 12 mil milhões de euros. Praticamente o valor da fatura de IRS paga pelos portugueses”.

09-05-2019 Partilhar Recomendar
04-12-2019
PSD pede ao Governo e ao PS que “deixem em paz” a poupança dos portugueses
    Álvaro Almeida frisa que “é o bem-estar e o futuro dos portugueses que está em causa”.
27-11-2019
Rui Rio: “Portugal precisa de menos impostos”
   
20-11-2019
“Foram transferidos 30 mil milhões de euros para offshores nos últimos 3 anos”
    Carlos Silva questionou onde andam agora os “megafones da esquerda parlamentar”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
14-11-2019
Emília Cerqueira: “política e futebol não devem misturar-se”
    A deputada entende ainda que “urge que o Governo atue para que o futebol seja cada vez mais um desporto de família”.
30-10-2019
Cristóvão Norte: “o crescimento económico não é prioridade para este governo”
    A acusação foi deixada pelo deputado no debate do Programa do Governo.
04-07-2019
Governo transpõe diretivas europeias fora de prazo e sem os pareceres das entidades especializadas
    Inês Domingos fala em desrespeito pelo Parlamento.
03-07-2019
Maioria parlamentar trata as matérias relevantes “de forma avulsa”
    Cristóvão Crespo censura a política fiscal do governo e fala numa estratégia “colada com cuspo”.
02-07-2019
20 países da União Europeia cresceram mais do que Portugal em 2018
    Apontando vários exemplos do falhanço governativo do PS, Inês Domingos adiantou que é tempo de “escolher uma alternativa reformista”.
19-06-2019
Governo das esquerdas é “forte com os fracos e fraco com os fortes”
    António Leitão Amaro fala numa “carga fiscal máxima para serviços e investimento público no mínimo”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas