Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Programa de Estabilidade não tem reformas, ambição nem estratégia
António Costa Silva fala numa gestão a “curtíssimo prazo”.
De acordo com António Costa Silva, das 153 medidas previstas no Programa de Estabilidade que ainda decorre, só 35 se encontram concluídas. No debate do Programa de Estabilidade 2019-2023, o deputado considerou que esta é uma “legislatura com a marca da negativa da governação socialista, mas com a novidade de ter o apoio de toda a esquerda. Todos são responsáveis pelos atrasos provocados a Portugal: PS, BE, PCP e PEV.
Uma governação socialista que, mais uma vez, provocou atrasos no desenvolvimento de Portugal. Uma governação sem reformas, um Portugal com menos perspetivas de futuro. Portugal atrasou-se perante os outros países da União Europeia”.
No entender do Vice-Presidente da bancada do PSD, o “Programa de Estabilidade vai precisamente no mesmo sentido: sem verdadeiras reformas, sem ambição, sem estratégia, com o futuro altamente condicionado”. “Quase 4 anos de atraso, envoltos numa política feita de enganos, mas sempre criando a espectativa que tudo vai bem, mesmo quando o desastre está bem à frente dos nossos olhos. Esta política da governação socialista não passou da gestão dos acordos dos partidos da geringonça. Uma gestão do curtíssimo prazo. Negativa para o País”.
De seguida, o parlamentar referiu que a gestão de António Costa/Mário Centeno é demasiado simples: “ceder nos transportes públicos e na TAP às vontades do PCP, dando sempre a ideia que existem grandes ganhos salariais para os funcionários públicos e que os pensionistas também tiveram melhorias significativas. Sempre na base da ilusão e da propaganda. O mote foi cativar e mais cativar, até estas cativações se transformarem em verdadeiros cortes do investimento público. Bateram-se recordes negativos ao nível do investimento público. Evidentemente que os resultados só poderiam ser desastrosos: incêndios em 2017 e 2018 com uma gravidade nunca antes vistas, desastres com helicópteros do INEM, assalto ao paiol de Tancos, Estradas que colapsam, motores dos comboios que caem, comboios sistematicamente avariados, atrasados e suprimidos”.
A terminar, António Costa Silva questionou ao Ministro do Planeamento onde é que estão as reformas de que Portugal necessita.

24-04-2019 Partilhar Recomendar
24-04-2019
“Ministro das Finanças tem vergonha de defender o Programa de Estabilidade”
    De acordo com Duarte Pacheco, isso acontece porque este Programa “é uma verdadeira obra de ficção”.
24-04-2019
Maria Luís Albuquerque alerta contra “filmes” do PS que acabam em pântano ou bancarrota
    A deputada alertou que o país já viu “filmes de produção socialista” que acabaram em pântano ou em bancarrota, criticando o caminho económico seguido pelo atual governo.
24-04-2019
Governo tem “falta de visão e ambição” para Portugal
    Margarida Balseiro Lopes lamenta que o Programa de Estabilidade não contenha “uma única referência aos jovens”.
24-04-2019
PCP e BE vão reiterar o apoio à estratégia orçamental do governo
    Inês Domingos considera que estes partidos não poderão continuar a fingir que são oposição.
24-04-2019
PSD rejeita o fardo que o governo nos lega de estarmos a caminhar para a cauda da Europa
    Emídio Guerreiro recorda que BE, PCP e PEV são cúmplices dos “orçamentos de mentira”.
24-04-2019
Programa de Estabilidade será chumbado pelos portugueses em outubro
    António Leitão Amaro lembra que “o apoio ao PS tem andado como o crescimento”, mês após mês a cair e sempre a ser revisto em baixa.
17-04-2019
PSD desafia todos os partidos para resolver o problema da Segurança Social
    Fernando Negrão frisou que a resolução deste problema não pode continuar a ser adiada.
24-04-2018
Caminho proposto pelo governo atrasa o desenvolvimento do País
    Fernando Negrão sublinhou que o Programa de Estabilidade apresentado pelo governo é, na verdade, um “Programa de Instabilidade”.
19-04-2017
O governo reconheceu o fracasso da sua estratégia
    Miguel Morgado considera que estamos perante um governo sem coerência estratégica e sem capacidade reformista.
19-04-2017
Sem reformas, o governo limita-se a falar e a esperar que as coisas aconteçam
    Segundo Duarte Pacheco os resultados comprovam que 2016 foi um ano perdido.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas