Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
A filosofia da esquerda “é tributar”
Segundo Virgílio Macedo estes partidos pretendem “tributar tudo o que mexe, o que não mexe e o que pode vir a mexer”.
“Todos reconhecemos que a digitalização da economia traz novos e grandes desafios ao nível da fiscalidade. A nossa fiscalidade sempre tem sido pensada, mais num ponto de vista tangível do que intangível. Mas o mundo mudou, e cada vez mais estamos num mundo virtual, num mundo intangível. Todos temos consciência que a digitalização da economia provoca, ao nível fiscal, quer uma erosão da base tributável, quer uma maior facilidade deslocalização de lucros. Esse reconhecimento de que a inovação tecnológica em conjugação com a expansão dos mercados, levanta desafios ao Direito Fiscal Internacional, o que fez com que este assunto entrasse nas agendas políticas de diversos países e de organizações internacionais como a OCDE e a EU”. Foi com estas palavras que Virgílio Macedo iniciou a sua intervenção, esta quarta-feira, no debate do Projeto de Lei do Bloco que visa criar o imposto sobre determinados serviços digitais.
De seguida, o social-democrata afirmou que a mudança que se está a produzir na forma como se realiza uma cada vez maior parcela da atividade económica, também a forma de tributação, direta e indireta, “tem que mudar, tem que se modernizar, tem que se ajustar, sob pena de ficar obsoleta”.
Contudo, adianta o deputado, o que o BE nos apresenta com o seu Projeto de Lei não é mais do que “uma tentativa de criação de um novo imposto, para uma nova economia, mas com velhos pecados. A criação de novos impostos sempre foi uma matéria com grande apreço por parte dos partidos de esquerda. A sua filosofia é tributar: tributar tudo o que mexe, o que não mexe e o que pode vir a mexer. O PSD reafirma que chega de aumento da carga fiscal.
O nível de tributação da nossa economia é já demasiado elevado”.
A terminar, Virgílio Macedo considerou que num mundo global, virtual, intangível, sem fronteiras, tentar encontrar soluções de tributação intrafronteiras, é óbvio que estas não vão ser eficazes, e só vão trazer mais discricionariedade e eventualmente injustiça fiscal. “Soluções de tributação da economia digital isolacionistas, pensadas à pressa, com pouco racional e com objetivos mais do que equacionáveis, como é o caso da consignação de receitas proposto pelo BE, têm, por parte do PSD, as mais sérias reservas”, concluiu.

20-03-2019 Partilhar Recomendar
24-04-2019
PSD rejeita o fardo que o governo nos lega de estarmos a caminhar para a cauda da Europa
    Emídio Guerreiro recorda que BE, PCP e PEV são cúmplices dos “orçamentos de mentira”.
24-04-2019
Programa de Estabilidade será chumbado pelos portugueses em outubro
    António Leitão Amaro lembra que “o apoio ao PS tem andado como o crescimento”, mês após mês a cair e sempre a ser revisto em baixa.
12-04-2019
Tratado Orçamental: “comunistas não são bons alunos da Europa, são catedráticos”
    Teresa Leal Coelho recordou que o PCP está ao lado da política orçamental do Ministro das Finanças em Portugal e na Europa.
10-04-2019
PS deve um pedido de desculpas aos portugueses
    António Leitão Amaro não compreende que os socialistas estejam “a dormir” e a desaproveitar as boas conjunturas económicas externas.
20-03-2019
Bloco de Esquerda é “fiscalmente insaciável”
    Jorge Paulo Oliveira afirmou que esse é mais um motivo para os bloquistas apoiarem um governo que é “campeão da carga fiscal”.
20-03-2019
PSD contra impostos europeus: “queremos a nossa autonomia fiscal”
    A posição dos sociais-democratas foi reiterada por Cristóvão Norte.
20-03-2019
“Governo, PS, BE e PCP têm vindo a competir para ver qual consegue ser mais eficaz a «depenar» os contribuintes”
    Em sentido contrário, Cristóvão Crespo afirmou que o objetivo devia passar pela redução da carga fiscal.
20-03-2019
“Não aceitamos aumentar mais a carga fiscal”
    Leonel Costa recordou que são já 34 os aumentos de impostos e taxas nesta legislatura.
19-03-2019
Passe Único: “medida eleitoral como nunca se viu”
    Fernando Negrão acusou o governo de apresentar a redução dos preços dos passes apenas para Lisboa e Porto e de não aumentar o número de transportes.
13-03-2019
Tratado Orçamental: quando se ignoraram as regras o país ficou à beira da falência
    Maria Luís Albuquerque sublinhou a importância de termos finanças públicas sustentáveis.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas