Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Rui Silva: preservação da soberania nacional é intocável
O deputado alertou ainda para o efeito das cativações no setor da Defesa.
O Parlamento assistiu, esta terça-feira, a um debate, com a participação do Governo, relativamente às prioridades da presidência do Conselho da União Europeia e à participação de Portugal na Cooperação Estruturada Permanente. Em nome do PSD, Rui Silva começou por sublinhar que todos as situações de conflito que neste momento se registam justificam a atenção do nosso país e, principalmente, a concretização da Cooperação Estruturada Permanente (CEP). “Portugal, na sua afirmação europeia, deve participar do espírito da CEP, desenvolver conjuntamente capacidade de defesa, investir em projetos cooperativos europeus e fortalecer a prontidão operacional das nossas forças armadas. Portugal deve sempre reafirmar a nossa oposição às tentativas de criação de um exercito europeu. Intocável, para o PSD, é a preservação da soberania nacional, a nossa vocação atlântica e a nossa relação privilegiada com os países da CPLP”.
De seguida, o social-democrata recordou que Portugal aderiu a 6 dos 17 projetos operacionais apresentados pela CEP. Dirigindo-se ao Ministro da Defesa, Rui Silva questionou qual o estado de concretização destes projetos, adiantando que as informações que o PSD tem são de que nenhum terá começado e que o Ministério da Defesa equaciona mesmo repensar a participação em alguns. “Será por causa das famosas cativações que impedem a libertação de verbas para a sua concretização”, questionou.
A terminar, Rui Silva ironizou em torno do facto de a adesão de Portugal ao CEP ter sido aprovada com os votos contra de BE, PCP e PEV. “Faz lembrar a célebre rábula do saudoso Raul Solnado, em que o senhor Primeiro-Ministro seria o General que telefona ao inimigo a informar que vai atacar por cima, e os seus ajudantes de campo, a deputada Catarina e o deputado Jerónimo, desertariam e não participariam nessa estratégia”.

20-03-2019 Partilhar Recomendar
11-04-2019
Pedro Roque alerta para efeitos negativos para a instituição militar resultantes de um sistema de avaliação desadequado
    O alerta foi deixado no debate de uma Petição da Associação Nacional de Sargentos.
13-03-2019
Com a privatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a Empordef passou a dar lucro
    Leonel Costa recordou que as receitas da Empordef eram canalizadas para tapar os prejuízos dos Estaleiros.
15-02-2019
Bruno Vitorino contesta morosidade do processo de atribuição de pensões de preço de sangue
    O deputado considera que “é inaceitável e imoral a demora e burocracia associadas a situações tão sensíveis como esta”.
07-02-2019
PSD evoca memória dos membros do Congresso da República Portuguesa mortos na Grande Guerra
    Conceição Bessa Ruão declarou o apoio do PSD à iniciativa que visa consagrar a memória de João Francisco de Sousa, José Afonso Palla e José Botelho de Carvalho Araújo.
23-01-2019
PSD disponível para contribuir para a construção de um consenso alargado nas matérias relativas à Defesa Nacional
    José de Matos Correia afirmou que, contrariamente ao que o PS fez no passado, os sociais-democratas atuarão com coerência e responsabilidade.
23-01-2019
Lei de Programação Militar: PSD questiona o Ministro sobre duplo uso dos equipamentos a adquirir
    Marco António Costa quis saber quais são esses equipamentos, qual o seu custo e qual a sua dupla utilização.
19-12-2018
Rui Silva: “tratar, cuidar, amparar e curar os nossos militares é um imperativo nacional”
    O deputado manifestou o apoio do PSD à reafetação dos Hospitais Militar Principal e de Belém aos serviços de retaguarda do Hospital das Forças Armadas.
26-10-2018
“PCP é conivente com as políticas que têm destruído as Forças Armadas”
    Bruno Vitorino frisa que a Polícia Marítima precisa de mais operacionais, mais meios e de modernos equipamentos.
24-10-2018
Tancos: “é preciso apurar politicamente tudo, doa a quem doer”
    Carlos Peixoto realça a gravidade do caso e enumerou algumas das questões que o PSD quer ver esclarecidas na Comissão de Inquérito.
10-10-2018
Tancos: “senhor Primeiro-Ministro, não acha que já fomos longe demais?”
    Fernando Negrão considera que este caso exigia intervenção imediata da hierarquia militar e da tutela política.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas