Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Rui Silva: preservação da soberania nacional é intocável
O deputado alertou ainda para o efeito das cativações no setor da Defesa.
O Parlamento assistiu, esta terça-feira, a um debate, com a participação do Governo, relativamente às prioridades da presidência do Conselho da União Europeia e à participação de Portugal na Cooperação Estruturada Permanente. Em nome do PSD, Rui Silva começou por sublinhar que todos as situações de conflito que neste momento se registam justificam a atenção do nosso país e, principalmente, a concretização da Cooperação Estruturada Permanente (CEP). “Portugal, na sua afirmação europeia, deve participar do espírito da CEP, desenvolver conjuntamente capacidade de defesa, investir em projetos cooperativos europeus e fortalecer a prontidão operacional das nossas forças armadas. Portugal deve sempre reafirmar a nossa oposição às tentativas de criação de um exercito europeu. Intocável, para o PSD, é a preservação da soberania nacional, a nossa vocação atlântica e a nossa relação privilegiada com os países da CPLP”.
De seguida, o social-democrata recordou que Portugal aderiu a 6 dos 17 projetos operacionais apresentados pela CEP. Dirigindo-se ao Ministro da Defesa, Rui Silva questionou qual o estado de concretização destes projetos, adiantando que as informações que o PSD tem são de que nenhum terá começado e que o Ministério da Defesa equaciona mesmo repensar a participação em alguns. “Será por causa das famosas cativações que impedem a libertação de verbas para a sua concretização”, questionou.
A terminar, Rui Silva ironizou em torno do facto de a adesão de Portugal ao CEP ter sido aprovada com os votos contra de BE, PCP e PEV. “Faz lembrar a célebre rábula do saudoso Raul Solnado, em que o senhor Primeiro-Ministro seria o General que telefona ao inimigo a informar que vai atacar por cima, e os seus ajudantes de campo, a deputada Catarina e o deputado Jerónimo, desertariam e não participariam nessa estratégia”.

20-03-2019 Partilhar Recomendar
03-07-2019
Tancos: PS procurou branquear o desempenho do ex-Ministro da Defesa Nacional e do Primeiro-Ministro
    Berta Cabral refere que o relatório traduz “uma visão incompleta e parcial” do que se passou durante os trabalhos da Comissão de Inquérito.
02-07-2019
“A prioridade política do mundo ocidental deve apontar para a não proliferação das armas nucleares”
    José Cesário enfatiza que este é o tempo para uma “diplomacia ativa, sensata e realista”.
07-06-2019
Criação do estatuto do antigo combatente “é um verdadeiro dever da Pátria”
    Luís Pedro Pimentel enfatizou que este reconhecimento “deve ser inequívoco e abrangente”.
09-05-2019
Lei de Infraestruturas Militares não prevê mecanismos de transparência
    Pedro Roque deixou algumas críticas à proposta do governo e frisou que o PSD pretende contribuir para que o resultado final seja “mais consentâneo com a real necessidade das missões e do desempenho dos militares”.
09-05-2019
Defesa: cativações de Centeno afetam cumprimento da Lei de Infraestruturas Militares
    O alerta foi deixado por Rui Silva.
11-04-2019
Pedro Roque alerta para efeitos negativos para a instituição militar resultantes de um sistema de avaliação desadequado
    O alerta foi deixado no debate de uma Petição da Associação Nacional de Sargentos.
13-03-2019
Com a privatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a Empordef passou a dar lucro
    Leonel Costa recordou que as receitas da Empordef eram canalizadas para tapar os prejuízos dos Estaleiros.
15-02-2019
Bruno Vitorino contesta morosidade do processo de atribuição de pensões de preço de sangue
    O deputado considera que “é inaceitável e imoral a demora e burocracia associadas a situações tão sensíveis como esta”.
07-02-2019
PSD evoca memória dos membros do Congresso da República Portuguesa mortos na Grande Guerra
    Conceição Bessa Ruão declarou o apoio do PSD à iniciativa que visa consagrar a memória de João Francisco de Sousa, José Afonso Palla e José Botelho de Carvalho Araújo.
23-01-2019
PSD disponível para contribuir para a construção de um consenso alargado nas matérias relativas à Defesa Nacional
    José de Matos Correia afirmou que, contrariamente ao que o PS fez no passado, os sociais-democratas atuarão com coerência e responsabilidade.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas