Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Debate sobre Fake News era o local apropriado para um “ato de contrição” do PS
Carlos Abreu Amorim recordou a ligação socialista a um blogue anónimo difusor de Fake News.
O Parlamento realizou, esta quinta-feira, um debate sobre o “combate à desinformação - em defesa da Democracia”. Em nome do PSD, Carlos Abreu Amorim começou por sublinhar a importância deste tema, adiantando, contudo, que as Fake News não nasceram hoje na política portuguesa, como bem sabe o PS. A este propósito, o parlamentar afirmou que “esperava que o PS aproveitasse este debate para fazer um apropriado ato de contrição. Ou, em alternativa, pelo menos, uma catarse no sentido que lhe era dado na Grécia Antiga, quando Aristóteles dizia que «a catarse é a purificação das almas através de uma descarga emocional provocada por um trauma»”.
Contudo, lamenta o social-democrata, nada disso vai acontecer neste debate. “Infelizmente, o PS não reconhece os benefícios da purificação e em lugar do ato de contrição ou da catarse, o PS parece ter optado por uma verdadeira cataplana parlamentar, ainda por cima sem o encanto de uma Cristina, e em que tudo é amalgamado, confundido e, sobretudo, muito bem cozido para que ninguém se lembre das origens do cozinheiro e dos seus ajudantes”.
De seguida, Carlos Abreu Amorim sublinhou que existem questões prévias a serem respondidas se quisermos que o debate seja sério e para levar a sério. “A revista Sábado, através de documentos obtidos na investigação da Operação Marquês, imputa ao ex-primeiro-ministro socialista Sócrates a existência de um blogue, o Câmara Corporativa, pago pelo «amigo» Santos Silva, que, entre outras atividades pouco recomendáveis, fazia a difusão de Fake News. E diz também a revista que membros do governo de então e, também do atual, colaboravam nessa autêntica agência de Fake News. Designadamente, o então Secretário de Estado de Sócrates, Pedro Marques, depois ministro de António Costa e agora candidato a deputado europeu e, quiçá, a Comissário”.
Face a este histórico, Carlos Abreu Amorim disse à bancada socialista que se pretendem ser sérios e levados a sério têm de dizer aos portugueses se essa notícia é verdadeira. “Está o PS disposto a assumir esse seu passado reprovável e a mostrar o competente arrependimento público”, questionou o parlamentar.

06-03-2019 Partilhar Recomendar
10-03-2010
Comissão de Ética pediu explicações a Zeinal Bava
    O Presidente da Portugal Telecom prestou declarações sobre o exercício da liberdade de expressão em Portugal
09-03-2010
Mota Amaral e Joaquim Ponte contestam actual situação da RTP/RDP Açores
    Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores consideram ambiente “deplorável”
09-03-2010
José Eduardo Moniz e Henrique Granadeiro ouvidos na Comissão de Ética
    O anterior Director-Geral da TVI e o chairman da Portugal Telecom prestaram declarações sobre o exercício da liberdade de expressão em Portugal
04-03-2010
Deputados do PSD questionam Presidente do Sindicato dos Jornalistas
    Alfredo Maia foi ouvido, na Assembleia da República, sobre o exercício da liberdade de expressão em Portugal
03-03-2010
Manuela Moura Guedes e Pinto Balsemão foram ouvidos na Comissão de Ética
    A ex-pivot do Jornal de Sexta da TVI e o Presidente do Grupo Impresa prestaram declarações sobre exercício da liberdade de expressão em Portugal
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas