Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Saúde: Distrito do Porto “está doente”
Luís Vales refere que essa é a consequência das políticas do PS, PCP e BE.
Luís Vales considera que o debate que teve lugar esta quarta-feira, por iniciativa do PCP, não passa de “mais um exemplo da farsa política da atual maioria parlamentar”. Uma maioria, adianta o deputado, “que só foi possível graças ao engano, à hipocrisia e ao interesse particular dos partidos da situação”.
De seguida, o parlamentar confrontou a Ministra da Saúde com o estado da saúde no distrito do Porto, que o parlamentar considera que “está doente”. “Desde o Centro Hospitalar de Povoa/Vila do Conde, cujo estado de degradação das instalações elétricas provocou já dois incêndios, ao Hospital de São João, que continua sem ala pediátrica dois anos depois de a atual Ministra da saúde se ter comprometido com essa construção até 2019, passando pela degradação do Centro Hospitalar Gaia/Espinho, cujos profissionais experimentam uma insatisfação sem paralelo”.
Outra situação reportada pelo social-democrata prende-se com o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa. Segundo Luís Vales este é um dos hospitais mais eficientes do País e presta cuidados de saúde a uma população de cerca de 550 mil pessoas, mas devido ao garrote das Finanças tem-se assistido a um adiar constante de projectos fundamentais, como o da ampliação da urgência, a ampliação da consulta externa ou o projecto de eficiência energética. “A unidade de Penafiel está sob uma pressão enorme e a unidade de Amarante, apesar de ter aumentado o número assistencial, é a solução para aliviar esta pressão. Por isso, aproveito a presença da senhora ministra da Saúde para questionar se é intenção do Ministério da Saúde apostar no aumento da capacidade da Unidade de Amarante do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, quer ao nível das infraestruturas, quer ao nível dos recursos humanos”, questionou.
Em seguida, Luís Vales adiantou que o reflexo desta degradação e deste desinvestimento são os elevados tempos de espera para consultas nos hospitais do SNS do distrito do Porto. “No Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, uma simples consulta de Pneumologia tem um tempo de espera de 706 dias. Já uma consulta de Gastrenterologia tem nesse Centro Hospitalar um tempo de espera de 308 dias. No Centro Hospitalar de São João, consulta de cirurgia pediátrica demora 158 dias, tempo que sobe para 208 dias no caso de cirurgia geral e mesmo para 508 dias na especialidade de pneumologia. Estes são apenas alguns exemplos do resultado das políticas do Partido Socialista, do Partido Comunista e do Bloco de esquerda. Esta é a vossa herança, a herança de que são corresponsáveis e pela qual serão julgados pelos portugueses nas próximas eleições”.

27-02-2019 Partilhar Recomendar
10-07-2019
“O Primeiro-Ministro falhou na proteção da saúde dos portugueses”
    Ricardo Baptista Leite enumerou um conjunto de promessas que António Costa fez e não cumpriu.
05-07-2019
PSD defende a inclusão nos currículos escolares do ensino de suporte básico de vida e desfibrilhação
    Simão Ribeiro enfatiza que “a literacia em saúde é fundamental” e ajuda a salvar vidas.
04-07-2019
PSD disponível para contribuir para uma boa lei sobre ensaios clínicos de medicamentos para uso humano
    Sublinhando a inegável complexidade da matéria, Isaura Pedro sinalizou matérias que merecem uma ponderação cuidada.
02-07-2019
“Este governo é o campeão da destruição dos serviços públicos”
    Clara Marques Mendes afirmou que “o Governo fala dos pobres, mas desfavorece-os; prega a solidariedade, mas não a pratica”.
27-06-2019
Saúde: Miguel Santos considera que “foram 4 anos perdidos”
    O social-democrata considera que são 4 anos que vão ser muito complicados de recuperar.
27-06-2019
Saúde: “governo falha todos os dias para com os cidadãos mais vulneráveis”
    Ricardo Baptista Leite sublinhou que “quem não vai ao terreno, quem não fala com os doentes, quem não ouve os profissionais, nunca poderá ter noção das dificuldades dos cidadãos, nem de como governar adequadamente o país”.
27-06-2019
“Não há! Não há! Não há!” é a palavra de ordem no setor da Saúde
    Ângela Guerra fez eco das inúmeras falhas no sector e das consequências para os portugueses.
21-06-2019
Não é aceitável que em pleno século XXI os utentes do Hospital de Évora não tenham acesso a água quente
    Miguel Santos enfatiza que isto “não é aceitável” e desafiou o Secretário de Estado a ir ver o que se passa.
19-06-2019
Financiamento do novo Hospital da Madeira “não ata nem desata”
    Sara Madruga da Costa e Paulo Neves acusam o governo de continuar a querer "fazer contas com o património alheio".
14-06-2019
O SNS encontra-se num real “ponto de rotura”
    Ana Oliveira fala numa “guerra de ideologias” para ver quem tem mais dividendos políticos, “ignorando e desrespeitando os portugueses”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas