Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Bruno Vitorino contesta morosidade do processo de atribuição de pensões de preço de sangue
O deputado considera que “é inaceitável e imoral a demora e burocracia associadas a situações tão sensíveis como esta”.
O Parlamento debateu, esta quinta-feira, um Projeto de Lei referente ao valor da pensão de preço de sangue quando esta resulte de falecimento de deficiente das forças armadas. Em nome do PSD, Bruno Vitorino começou por referir que o princípio de apoiar as famílias daqueles que perderam a vida ao serviço do país é o correto.
Segundo o parlamentar, o Projeto em debate pretende que não seja reduzido o valor da pensão do preço de sangue, quando esta resulte do falecimento de deficiente das forças armadas. “Quem escolhe na sua vida um caminho de servir a pátria, sabe que em muitas situações põe em risco a sua própria vida. Mas tem de saber que, se algo mau acontecer, o Estado que este decidiu servir, não lhe vai falhar. Nem a si, nem aos seus. Este princípio é válido para quem se sacrificou no Ultramar. Mas também para quem hoje serve nos 3 ramos das Forças Armadas em cenários difíceis como a República Centro Africana, o Afeganistão, o Iraque, o Mali, ou a Colômbia, entre tantos outros locais onde ajudamos a defender populações, a manter a paz. E onde damos o nosso contributo no combate global ao terrorismo.”
Sublinhando que o “Estado tem de ser capaz de cuidar dos seus”, Bruto Vitorino alertou que os problemas do IASFA atingem proporções alarmantes, a ADM atravessa os problemas que atravessa e o Hospital das Forças Armadas, por falta de verbas e meios humanos, não dá resposta às necessidades da família militar. “Estes exemplos demonstram a incapacidade do atual governo fazer o que lhe compete e honrar com os nossos militares, esse princípio básico: cuidar dos seus. Esperemos que, pelo menos nesta proposta, possa haver unanimidade.”
15-02-2019 Partilhar Recomendar
03-07-2019
Tancos: PS procurou branquear o desempenho do ex-Ministro da Defesa Nacional e do Primeiro-Ministro
    Berta Cabral refere que o relatório traduz “uma visão incompleta e parcial” do que se passou durante os trabalhos da Comissão de Inquérito.
02-07-2019
“A prioridade política do mundo ocidental deve apontar para a não proliferação das armas nucleares”
    José Cesário enfatiza que este é o tempo para uma “diplomacia ativa, sensata e realista”.
07-06-2019
Criação do estatuto do antigo combatente “é um verdadeiro dever da Pátria”
    Luís Pedro Pimentel enfatizou que este reconhecimento “deve ser inequívoco e abrangente”.
09-05-2019
Lei de Infraestruturas Militares não prevê mecanismos de transparência
    Pedro Roque deixou algumas críticas à proposta do governo e frisou que o PSD pretende contribuir para que o resultado final seja “mais consentâneo com a real necessidade das missões e do desempenho dos militares”.
09-05-2019
Defesa: cativações de Centeno afetam cumprimento da Lei de Infraestruturas Militares
    O alerta foi deixado por Rui Silva.
11-04-2019
Pedro Roque alerta para efeitos negativos para a instituição militar resultantes de um sistema de avaliação desadequado
    O alerta foi deixado no debate de uma Petição da Associação Nacional de Sargentos.
20-03-2019
Rui Silva: preservação da soberania nacional é intocável
    O deputado alertou ainda para o efeito das cativações no setor da Defesa.
13-03-2019
Com a privatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a Empordef passou a dar lucro
    Leonel Costa recordou que as receitas da Empordef eram canalizadas para tapar os prejuízos dos Estaleiros.
07-02-2019
PSD evoca memória dos membros do Congresso da República Portuguesa mortos na Grande Guerra
    Conceição Bessa Ruão declarou o apoio do PSD à iniciativa que visa consagrar a memória de João Francisco de Sousa, José Afonso Palla e José Botelho de Carvalho Araújo.
23-01-2019
PSD disponível para contribuir para a construção de um consenso alargado nas matérias relativas à Defesa Nacional
    José de Matos Correia afirmou que, contrariamente ao que o PS fez no passado, os sociais-democratas atuarão com coerência e responsabilidade.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas