Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Transporte não urgente de doentes: PSD defende um regime justo, equilibrado e que respeite as necessidades dos utentes
Ana Oliveira teceu críticas às iniciativas apresentadas pelo BE, PEV e PCP.
No debate sobre o transporte não urgente de doentes, Ana Oliveira considerou que debater este tema implica falarmos de pilares estruturais nas políticas de saúde: a universalidade e igualdade dos cidadãos no acesso ao SNS. Tendo em conta esta associação, a parlamentar questionou aos deputados do BE, PEV e PCP se considera que as iniciativas que apresentaram são garante de equidade e justiça social enquanto pilares base da atuação do estado de direito. “Assim não é. O BE e o PCP, na sua visão ideológica de dar tudo a todos sem qualquer limite ao financiamento, não condicionam, sequer, o transporte não urgente a uma situação clínica que o justifique. Já o PEV, vai ainda mais longe: assume a gratuitidade deste tipo de transporte, sem qualquer critério de analise, remetendo para uma decisão governamental posterior.”
Depois de recordar que, aquando da última governação socialista, o PSD não acompanhou “o regime altamente restritivo criado pelo governo de José Sócrates”, a deputada frisou que o PSD continua a rever-se no regime do transporte não urgente de doentes, nos termos do qual “o transporte não urgente de doentes que seja instrumental à realização das prestações de saúde no âmbito do SNS é isento de encargos para o utente quando a situação clínica o justifique (…) e desde que seja comprovada a respetiva insuficiência económica.”
A terminar, Ana Oliveira afirmou que esse é um regime justo, equilibrado e que respeita as necessidades e as condições de saúde dos utentes do Serviço Nacional de Saúde, sem por em causa a desejável transparência e equidade do esforço financeiro dos contribuintes portugueses. “Defender a gratuitidade universal do transporte não urgente, independentemente da situação económica, é defender um igualitarismo socialmente injusto e que só desfavorece os mais vulneráveis”, concluiu a social-democrata.

01-02-2019 Partilhar Recomendar
11-09-2019
“Fracasso, ilusão e desorganização é a trilogia triste que caracteriza a forma como António Costa governou”
    Adão Silva declarou que “nunca um governo cobrou tanto dinheiro em impostos e nunca um governo deixou degradar tanto os serviços públicos que deviam servir os cidadãos”.
19-07-2019
Nova Lei de Bases da Saúde não vai melhorar o acesso à saúde dos portugueses
    Ricardo Baptista Leite criticou os socialistas por se terem “encostado à esquerda radical”.
19-07-2019
“Esquerdas-unidas demonstraram o seu total desprezo pelos técnicos superiores das áreas de diagnóstico e terapêutica”
    Na base da acusação de José António Silva está o chumbo da iniciativa do PSD.
19-07-2019
“Vivemos a fase mais negra da história do SNS”
    Ricardo Baptista Leite fala em degradação do acesso dos utentes, numa crescente tensão social dos profissionais e numa desumanização do SNS.
10-07-2019
“O Primeiro-Ministro falhou na proteção da saúde dos portugueses”
    Ricardo Baptista Leite enumerou um conjunto de promessas que António Costa fez e não cumpriu.
05-07-2019
PSD defende a inclusão nos currículos escolares do ensino de suporte básico de vida e desfibrilhação
    Simão Ribeiro enfatiza que “a literacia em saúde é fundamental” e ajuda a salvar vidas.
04-07-2019
PSD disponível para contribuir para uma boa lei sobre ensaios clínicos de medicamentos para uso humano
    Sublinhando a inegável complexidade da matéria, Isaura Pedro sinalizou matérias que merecem uma ponderação cuidada.
02-07-2019
“Este governo é o campeão da destruição dos serviços públicos”
    Clara Marques Mendes afirmou que “o Governo fala dos pobres, mas desfavorece-os; prega a solidariedade, mas não a pratica”.
27-06-2019
Saúde: Miguel Santos considera que “foram 4 anos perdidos”
    O social-democrata considera que são 4 anos que vão ser muito complicados de recuperar.
27-06-2019
Saúde: “governo falha todos os dias para com os cidadãos mais vulneráveis”
    Ricardo Baptista Leite sublinhou que “quem não vai ao terreno, quem não fala com os doentes, quem não ouve os profissionais, nunca poderá ter noção das dificuldades dos cidadãos, nem de como governar adequadamente o país”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas