Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Programa de apoio à redução do valor dos passes é uma “medida perversa, injusta e iniqua”
Carlos Silva lembra que este programa deixa de fora 6 milhões de portugueses que não vivem nos grandes centros urbanos.
No debate do Projeto de Resolução do Bloco que recomenda a adoção de medidas que garantam o acesso de todos os utilizadores de transporte público ao programa de apoio à redução tarifária, Carlos Silva começou por reconhecer que esta media foi gizada a coberto de boas intenções, dá incentivos corretos à melhoria da qualidade do ar, melhora a mobilidade nas cidades, diminui a importação de combustíveis e automóveis, contribuindo para a redução do défice da balança comercial.
Contudo, adianta o social-democrata, para serem levadas a sério estas medidas têm de estar articuladas, com a melhoria da oferta de transporte público, mais e melhores comboios metros e barcos, melhoria das práticas de gestão destas empresas que se encontram completamente subfinanciadas e vítimas das cativações, e devem ser medidas estendidas a todo o país sem exceção, inclusive zonas onde hoje em dia os cidadãos não têm transporte público como opção possível, viável ou desejável.
De seguida, o parlamentar afirmou que o Orçamento para 2019 “é um instrumento reforçado do eleitoralismo do governo socialista”, acrescentando que “a cereja no topo do bolo desta ferramenta de caça ao voto, é o Programa de Apoio à Redução do valor dos passes, medida perversa e desigual, injusta e iniqua, pois deixa de fora 6 milhões de portugueses que não vivem nos grandes centros urbanos”.
Depois de elencar um conjunto de perguntas a que o governo continua sem dar uma resposta, Carlos Silva concluiu a sua intervenção recordando que a redução tarifária nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto têm data marcada: 1 de abril. “Já no resto do país a operação parece ter ficado para as calendas. O governo socialista cria desigualdades ao promover cidadãos de primeira e de segunda, e não tem qualquer preocupação com a promoção da universalidade, equidade e justiça social. Enfim, temos um verdadeiro «forrobodó eleitoralista» à solta.”

31-01-2019 Partilhar Recomendar
31-05-2019
Governo sabia que estava a “enganar os portugueses” quando fazia cativações
    Fátima Ramos recordou as consequências das cativações nos transportes públicos.
31-05-2019
O PSD tem a obrigação de denunciar o caos em que se transformou todo o serviço de transporte público em Portugal
    Carlos Silva afirmou que o PSD tem a obrigação de dar voz aos cidadãos que se sentem prejudicados por este caos.
29-05-2019
Duarte Pacheco: linha ferroviária do Oeste “está numa situação caótica”
    O social-democrata recordou que o governo das esquerdas adiou as obras previstas no projeto de requalificação.
29-05-2019
Soflusa: Bruno Vitorino exige respeito pelas pessoas
    O social-democrata lamentou que os governantes que podem resolver os problemas continuem a “enfiar a cabeça na areia”.
29-05-2019
Transportes: “o governo tenta disfarçar as suas responsabilidades atrás de uma propaganda panfletária”
    Carlos Silva afirmou que os constantes anúncios do governo não saíram do papel.
13-05-2019
Cativações e cortes no investimento. “Chama a isto boa gestão das contas públicas?”
    Fernando Negrão acusou António Costa de fazer um “brilharete nas contas” à custa de corte no investimento.
08-05-2019
PSD defende a construção de uma ligação rodoviária em perfil de autoestrada entre Viseu e Coimbra
    Pedro Alves frisou que esta é a maior e mais urgente prioridade nacional em investimento rodoviário.
03-05-2019
“Pedro Marques passava os dias a anunciar comboios fantasmas e a repetir anúncios”
    De acordo com Carlos Silva tudo acabou “num verão catastrófico, com comboios a caírem aos bocados e a serem suprimidos”.
03-05-2019
“Nunca um governo fez tão pouco investimento público”
    Fátima Ramos considera que “os portugueses foram condenados à degradação dos Serviços Públicos”.
03-05-2019
“BE assiste tranquilamente ao descarrilamento do setor ferroviário”
    Helga Correia acusou a esquerda ter “fechado os olhos e aplaudido” as cativações.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas