Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Lei de Programação Militar: PSD questiona o Ministro sobre duplo uso dos equipamentos a adquirir
Marco António Costa quis saber quais são esses equipamentos, qual o seu custo e qual a sua dupla utilização.
Marco António Costa iniciou a sua intervenção, esta quarta-feira, no debate sobre a Lei de Programação Militar, manifestando o orgulho do PSD nas nossas Forças Armadas, não só pelo seu desempenho nas missões internacionais, mas também nos momentos de maior urgência nacional.
De seguida, o social-democrata declarou o apoio dos sociais-democratas ao primeiro dos objetivos constantes desta Lei, que consiste no duplo uso dos equipamentos a adquirir. Já no que respeita ao objetivo de promoção do duplo uso das capacidades militares, permitindo responder a necessidades no âmbito de missões civis, o deputado afirmou que a questão que se coloca é a de saber se há uma lista de equipamentos classificados como de duplo uso e assim perspetivada a sua aquisição. “A segunda questão é saber se o governo tem noção do valor a que essa lista poderá corresponder. Em terceiro, se há uma previsão da potencial afetação de tais equipamentos ao dito uso militar e civil”, elencou o parlamentar. Dirigindo-se ao Ministro da Defesa, Marco António Costa afirmou que a resposta a estas questões permitirá aferir com maior rigor o que de facto constituirá a aquisição de equipamento militar. “A resposta a estas questões permitirá ainda aferir para o futuro o que é a opção militar, e com isso evitar uma descaracterização da Lei de Programação Militar e ainda perceber o real crescimento do investimento em equipamento militar”.
No que respeita ao objetivo de potenciar a economia nacional, respeitando as regras em matéria de concorrência, Marco António Costa reiterou a concordância do PSD, acrescentando o deputado que “se hoje temos indústria naval a servir a nossa Marinha, muito se deve à intervenção do governo do PSD com o que fez pelo Estaleiros Navais de Viana do Castelo”.

23-01-2019 Partilhar Recomendar
03-07-2019
Tancos: PS procurou branquear o desempenho do ex-Ministro da Defesa Nacional e do Primeiro-Ministro
    Berta Cabral refere que o relatório traduz “uma visão incompleta e parcial” do que se passou durante os trabalhos da Comissão de Inquérito.
02-07-2019
“A prioridade política do mundo ocidental deve apontar para a não proliferação das armas nucleares”
    José Cesário enfatiza que este é o tempo para uma “diplomacia ativa, sensata e realista”.
07-06-2019
Criação do estatuto do antigo combatente “é um verdadeiro dever da Pátria”
    Luís Pedro Pimentel enfatizou que este reconhecimento “deve ser inequívoco e abrangente”.
09-05-2019
Lei de Infraestruturas Militares não prevê mecanismos de transparência
    Pedro Roque deixou algumas críticas à proposta do governo e frisou que o PSD pretende contribuir para que o resultado final seja “mais consentâneo com a real necessidade das missões e do desempenho dos militares”.
09-05-2019
Defesa: cativações de Centeno afetam cumprimento da Lei de Infraestruturas Militares
    O alerta foi deixado por Rui Silva.
11-04-2019
Pedro Roque alerta para efeitos negativos para a instituição militar resultantes de um sistema de avaliação desadequado
    O alerta foi deixado no debate de uma Petição da Associação Nacional de Sargentos.
20-03-2019
Rui Silva: preservação da soberania nacional é intocável
    O deputado alertou ainda para o efeito das cativações no setor da Defesa.
13-03-2019
Com a privatização dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a Empordef passou a dar lucro
    Leonel Costa recordou que as receitas da Empordef eram canalizadas para tapar os prejuízos dos Estaleiros.
15-02-2019
Bruno Vitorino contesta morosidade do processo de atribuição de pensões de preço de sangue
    O deputado considera que “é inaceitável e imoral a demora e burocracia associadas a situações tão sensíveis como esta”.
07-02-2019
PSD evoca memória dos membros do Congresso da República Portuguesa mortos na Grande Guerra
    Conceição Bessa Ruão declarou o apoio do PSD à iniciativa que visa consagrar a memória de João Francisco de Sousa, José Afonso Palla e José Botelho de Carvalho Araújo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas