Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Número de crianças em regime de Acolhimento Residencial devia envergonhar o Estado Português
Laura Magalhães lembrou que apenas cerca de 3% das crianças que estão em regime de colocação se encontram em Acolhimento Familiar.
Laura Magalhães enfatizou, esta sexta-feira, que a temática do Acolhimento Familiar é uma matéria que diz muito ao PSD. No debate do Projeto de Resolução que recomenda ao Governo que tome medidas para alterar a política de proteção das crianças e jovens em risco relançando o acolhimento familiar como medida privilegiada entre as medidas de colocação, a deputada começou por recordar que foi com um governo do PSD e do CDS que ficou contemplado na Lei que o Acolhimento Familiar deve ser privilegiado em detrimento do Acolhimento Residencial. Contudo, adianta, mesmo assim, em Portugal, apenas cerca de 3% das crianças que estão em regime de colocação se encontram em Acolhimento Familiar. “Situação completamente díspar com o panorama internacional, onde há países que a taxa ronda os 80 e 90%. E para nós, para o PSD, isto só pode envergonhar o Estado Português”, referiu.
Apesar desta realidade, a social-democrata afirmou que da parte deste governo do PS, apoiado pelo PCP e pelo BE, “não temos visto rigorosamente nada para inverter esta situação. Muito pelo contrário. Chegamos ao cúmulo de ver uma Secretária de Estado a duvidar das boas práticas profissionais e a rotular estas famílias da necessidade de fiscalização. Não, estas famílias que de forma altruísta mostram-se disponíveis para ajudar outras famílias que estão em perigo biopsicossocial não precisam de fiscalização. Precisam isso sim de formação, de capacitação, de supervisão e acompanhamento. Precisam de apoio.”
A este propósito, recorda Laura Magalhães, o PSD já por diversas vezes questionou o governo e o nada subsiste. “Falta regulamentação da nova Lei. A regulamentação por vontade deste governo ainda não saiu da gaveta. Essa é uma componente única e exclusivamente da competência deste Governo. E esta não ação está a condicionar e muito as boas práticas de quem está a trabalhar no terreno.”
A terminar, a parlamentar declarou que é preciso mais do que acompanhar o projeto da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que tem um trabalho bastante meritório pronto arrancar. “É preciso acompanhamento científico, nomeadamente na seleção, formação e acompanhamento das famílias. Tal como o PSD propôs na semana passada e não foi aceite por puro preconceito ideológico, não querendo reconhecer o mérito da ciência. Há injustiças que podem e devem ser corrigidas o mais depressa possível.”

18-01-2019 Partilhar Recomendar
19-12-2018
O Grupo Parlamentar do PSD deseja a todos umas Boas Festas
   
20-06-2018
“O PSD não permite que se volte a esquecer as regiões e as populações do interior”
    Nas Jornadas Parlamentares do PSD, dedicadas ao interior, Fernando Negrão sublinhou que o interior pode e deve ser uma terra de oportunidades para todos”.
05-05-2016
Ignorar os problemas demográficos seria um erro que custaria muito caro ao país
    Amadeu Albergaria afirmou que as matérias da demografia, natalidade e família dizem respeito ao nosso futuro coletivo.
05-05-2016
“PS continua completamente alheado das políticas de natalidade”
    Clara Marques Mendes lamenta que os socialistas não acordem para o problema grave da demografia.
05-05-2016
Teresa Morais: “o país tem que adotar um verdadeiro plano estratégico de promoção da natalidade”
    A deputada considera que o Governo deve dar prioridade a este tema.
05-05-2016
Supressão do quociente familiar foi uma das maiores injustiças impostas pelo Orçamento de 2016
    Nilza de Sena considera que a revogação desta medida foi um retrocesso.
25-11-2013
PSD pretende desagravar impostos das famílias com maior agregado familiar
    Nilza de Sena afirmou que os sociais-democratas pretendem incentivar a natalidade.
18-10-2013
Natalidade: António Prôa alerta que a sustentabilidade do País está seriamente comprometida
    O deputado considera essencial inverter a atual tendência e implementar políticas que promovam as potencialidades da família.
18-10-2013
“Apoiar as famílias numerosas é uma questão de justiça social”
    Nuno Serra entende que “chegou a hora de fazer justiça com aqueles que optaram por ter filhos”.
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas