Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O SNS está em situação de falência, incapaz de responder às necessidades dos cidadãos”
Ricardo Baptista Leite resumiu a governação das esquerdas a “3 anos de ilusões, habilidades, promessas por cumprir e austeridade encapotada”.
“A confiança entre os cidadãos e quem governa os destinos de um país é um dos pilares fundamentais do Estado de direito democrático. Agora que o Governo se aproxima do fim do seu mandato, volvidos mais de 3 anos no poder, confirma-se que essa confiança foi quebrada. Três anos de ilusões e habilidades. Três anos de promessas vãs e por cumprir. Três anos de austeridade encapotada. Três anos que deixaram os cidadãos, nomeadamente os mais pobres e vulneráveis, ao Deus dará.” Estas foram as palavras iniciais de Ricardo Baptista Leite, esta quarta-feira, numa declaração política em nome do PSD.
Centrando-se na “situação dramática que se vive no Serviço Nacional de Saúde”, o social-democrata alertou que o SNS “está hoje em situação de falência, incapaz de responder às necessidades dos cidadãos.” “Não há memória de uma situação tão grave como aquela que vivemos hoje na saúde. Veja-se o caso da Maternidade Alfredo da Costa. Esta instituição de referência nacional fechou portas por falta de meios no dia de Natal. É caso para se dizer que o diabo não está para chegar. O diabo chegou e está no Serviço Nacional de Saúde. Ainda ontem, a Comissão de Saúde visitou o Hospital Dona Estefânia, onde os diretores de serviço se demitiram em bloco. O que motivou a demissão destes profissionais foi claro: uma situação de insustentável falta de médicos e enfermeiros que perdura desde 2017 com promessas múltiplas do Governo que nunca foram cumpridas”.
De seguida, o parlamentar recordou que nunca como nestes três últimos anos, ocorreram tantas demissões de responsáveis hospitalares do SNS, de norte a sul do País. “Todos se demitiram por terem esgotado a paciência perante as constantes promessas não cumpridas do Governo. Quebrou-se a confiança, deixando a gestão da saúde sem rei nem roque e, no final, quem paga são os Portugueses”, alertou.
Ricardo Baptista Leite enumerou, de seguida, algumas das promessas falhadas do governo. “O governo prometeu um médico de família para todos. Realidade: há mais de meio milhão de portugueses ainda sem médico de família. O governo prometeu acabar com as listas de espera. Realidade: tempos de espera que se estão a degradar de mês para mês, havendo casos de doentes que esperam 1300 dias. O governo prometeu que a saúde seria a sua primeira prioridade. Realidade: nunca se verificou uma tão grande redução do investimento público no SNS. O governo prometeu devolver a paz social ao país e aprovar as carreiras dos profissionais. Mas na realidade não há memória de tantas greves na saúde. O Primeiro-Ministro prometeu que todas as cirurgias adiadas por causa das greves seriam realizadas até março de 2019. Realidade: para se fazerem essas cirurgias, os hospitais vão adiar as cirurgias que já estavam agendadas. A estratégia do Governo é simples: os doentes que esperem”.
Dirigindo-se às bancadas da esquerda, o social-democrata alertou que os utentes e os profissionais estão no limite e que, se nada for feito, a segurança dos doentes pode vir a ser comprometida. “Exige-se que o governo reconheça que falhou e que ative um Plano de Intervenção de Emergência no Serviço Nacional de Saúde”.
A terminar, Ricardo Baptista Leite enfatizou que o PSD está preparado para intervir e garantir que o acesso aos cuidados de saúde de qualidade seja uma realidade. “Estamos ao lado dos portugueses, apresentando soluções que devolvam dignidade, qualidade e humanidade ao Serviço Nacional de Saúde. Está na hora do governo fazer o mesmo”, rematou.


16-01-2019 Partilhar Recomendar
20-02-2019
“O PSD tem sido a mãe solteira que verdadeiramente criou o SNS ao longo destes 40 anos”
    Ricardo Baptista Leite recordou que foi o PSD que implementou o SNS por todo o território nacional, que integrou os serviços de saúde materno infantil, que aprovou a lei de Bases da Saúde e que pagou as dívidas deixadas.
20-02-2019
“Menos 1.500 milhões de euros em investimento público. É isto o fim da austeridade?”
    No debate da Moção de Censura, Emídio Guerreiro frisou que “os problemas do país resolvem-se cumprindo com o que se promete e não com palavras, anúncios e propaganda”.
08-02-2019
“Participação dos cidadãos no processo de decisão em saúde é fundamental para se alcançarem decisões justas, equilibradas e transparentes”
    Essa preocupação, adianta Isaura Pedro, está refletida na Lei de Bases da Saúde que o PSD apresentou.
08-02-2019
“Requisição civil decretada simboliza a falência da capacidade negocial de um governo em desespero”
    Ângela Guerra apelou ao governo para que “emende a mão” e deixe de tentar “virar portugueses contra portugueses”.
08-02-2019
Hospital do Senhor do Bonfim é o espelho do “exagero, irresponsabilidade e irracionalidade” da governação socialista
    Simão Ribeiro colocou em evidência “a diferença abissal” entre as promessas socialistas e a realidade.
06-02-2019
“Aguardar 1000 dias por uma consulta é fortalecer o SNS?”
    No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão lamentou que António Costa não “sinta vergonha de ter feito parte do governo que deixou o país em bancarrota”.
01-02-2019
Transporte não urgente de doentes: PSD defende um regime justo, equilibrado e que respeite as necessidades dos utentes
    Ana Oliveira teceu críticas às iniciativas apresentadas pelo BE, PEV e PCP.
01-02-2019
PSD apoia a criação de um Registo Nacional de Esclerose Múltipla
    José António Silva elencou as mais-valias da criação deste registo.
31-01-2019
Funções dos Técnicos Auxiliares de Saúde justificam a existência de uma carreira própria
    Miguel Santos afirmou que a reintegração destes profissionais nas carreiras especiais da saúde não pode continuar a ser adiada pelo governo.
31-01-2019
Luís Vales louva esforço que o SNS tem realizado na procura das melhores respostas às necessidades dos doentes oncológicos
    O deputado enalteceu a abnegação e a elevada competência dos profissionais de saúde que se dedicam a esses doentes.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas