Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“A propriedade Intelectual assume hoje um papel de enorme relevância para o crescimento económico”
A afirmação foi proferida por Andreia Neto, que defendeu ainda o alargamento das competências do Tribunal da Propriedade Intelectual.
O Parlamento apreciou, esta quinta-feira, um Projeto de Lei que visa alterar a Lei de Organização do Sistema Judiciário, aditando a competência do Tribunal da Propriedade Intelectual. Em representação do PSD, Andreia Neto começou por reconhecer que a propriedade Intelectual assume hoje um papel de enorme relevância para o crescimento económico, para a criação de emprego e para o desenvolvimento do sistema de inovação, conquistando uma importância crescente no valor das empresas, tanto de caráter tecnológico como comercial.
Nesse âmbito, o Tribunal da Propriedade Intelectual criado aquando da Lei da Organização do Sistema Judiciário em 2013, teve o propósito de agilizar a tramitação dos processos judiciais no âmbito do Direito da Propriedade Intelectual, concentrando todos os processos existentes num único Tribunal com jurisdição nacional e com competência exclusiva e restrita. Contudo, reconhece a parlamentar, tendo por base as necessidades da especialização que estiveram na origem da criação deste Tribunal, aquela que hoje é aqui proposta e que dizem respeito ao alargamento da esfera de competência daquele tribunal, faz todo o sentido. “Uma vez que o Tribunal de Propriedade Intelectual não tem qualquer competência para julgar decisões em processos de contraordenação em matéria de direitos de autor e conexos, designadamente o recurso das decisões da Inspeção Geral das Atividades Económicas, aditar essa competência para julgar recursos de decisões em processos de contraordenação em matéria de direitos de autor e conexos, designadamente o recurso das decisões da IGAC nesta matéria, faz todo o sentido. Ou seja, dada a complexidade processual que está naturalmente inerente a estas matérias parece nos razoável manter a competência para os julgamentos de recurso na esfera dos tribunais atualmente competentes”.
A terminar, Andreia Neto frisou que o reconhecimento crescente, pelos agentes económicos, da importância e das vantagens associadas à utilização deste Tribunal tem conduzido a um aumento da procura pelos serviços prestados pelas autoridades públicas que detêm responsabilidades na área da proteção dos direitos de propriedade industrial, circunstância que acentua a premência na busca contínua de soluções que lhes permitam dar uma resposta célere e ajustada às reais necessidades dos cidadãos e das empresas.

10-01-2019 Partilhar Recomendar
19-07-2019
Lei do lobbying: este é o momento de parar para pensar
    Após o veto do Presidente da República, Álvaro Batista afirmou que o PSD prefere esperar 3 meses e decidir bem, do que correr o risco de correr mal.
19-07-2019
Emília Cerqueira louva trabalho desenvolvido pela Provedora de Justiça
    No debate do Relatório Anual, a deputada destacou a forma como a Provedora tratou o processo de indemnização às vítimas dos incêndios.
04-07-2019
Parlamento define princípios gerais de atribuição de abonos para apoio à atividade política dos deputados
    António Leitão Amaro afirmou que a solução encontrada resolve os problemas identificados, mas enfatizou que esta não era a solução defendida pelo PSD.
04-07-2019
Transparência: governo é o maior responsável pelo clima de descrédito que incide sobre os políticos
    No entender de Paulo Rios de Oliveira, o executivo socialista continua a ser parte do problema.
04-07-2019
Regime jurídico do acesso ao direito e aos tribunais nunca foi prioritário para o governo
    Andreia Neto adianta ainda que a proposta do executivo menoriza os advogados portugueses.
04-07-2019
Ao final de quatro anos, governo começa finalmente a identificar problemas
    Sara Madruga da Costa falava a propósito dos problemas no Instituto Nacional de Medicina Legal e nas perícias medico legais em Portugal.
04-07-2019
“Portugal continua a figurar nos relatórios internacionais como um mau aluno em matéria de combate à corrupção”
    Rui Cruz refere que o governo “não soube, ou não quis, dar mais força, profundidade e eficácia à investigação criminal”.
04-07-2019
Proposta do processo de inventário foi prometida durante 4 anos
    Emília Cerqueira considera que, ao apresentar a proposta nos últimos dias dos trabalhos parlamentares, o governo demonstra que afinal não o pretendia aprovar.
21-06-2019
“Este governo menosprezou a justiça”
    Emília Cerqueira enfatizou que estamos perante um “governo que não age por ação, só por reação”.
31-05-2019
Carlos Peixoto: aumento do salário dos juízes é injusto para os portugueses
    O deputado lembra que os juízes passam a poder ganhar mais que o Primeiro-Ministro.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas