Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
José Carlos Barros lamenta “erros de orientação política” do Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território
O deputado criticou a “visão centralista” introduzida pelo governo no Programa.
O Parlamento debateu, esta quarta-feira, a Proposta de Lei do governo que pretende alterar o Programa Nacional da Política do Ordenamento do Território (PNPOT). De acordo com José Carlos Barros, esta versão do PNPOT ficou negativamente marcada pelos erros de orientação política refletidos na Resolução do Conselho de Ministros que, em agosto de 2016, determinou o início do processo: “por um lado, não compreendendo as profundas alterações, em diferentes domínios, que tinham ocorrido desde a aprovação do PNPOT em 2007; por outro lado, com o Governo a adotar uma visão centralista, centralizadora, colocando o foco no «fortalecimento do papel das duas áreas metropolitanas do país na estruturação do sistema urbano nacional»”.
De acordo com o social-democrata, desde o primeiro momento que “o PSD identificou e denunciou esta orientação política, considerando-a inaceitável e procurando influenciar alterações”.
De seguida, José Carlos Barros afirmou que estas mudanças foram caminhando no bom sentido, residindo o problema na parte política. “O problema é que era tarde, como quase sempre acontece quando tão mal se começa. E o problema é que esta deriva, esta tensão, acabou por se refletir num desfasamento no debate dos Fundos Comunitários e das grandes opções de investimento, e numa incapacidade de passar do enunciado de boas intenções para a sua efetiva territorialização, identificando infraestruturas, redes e instrumentos que as corporizem”.
A terminar, o parlamento deixou a garantia de que, em sede de especialidade, “o PSD, mais do que insistir nas fragilidades que subsistem, não deixará de contribuir para as alterações que sejam ainda possíveis em favor de um PNPOT mais útil ao País, mais operativo e, como se deseja, assegurando princípios de coesão e de equidade social e territorial”.

05-12-2018 Partilhar Recomendar
02-07-2019
Lítio: governo preparou um plano nas costas da população
    Liliana Silva acusou o governo de colocar “Portugal à venda”.
18-06-2019
Fernando Negrão acusa António Costa de “não ser um Primeiro-Ministro para o povo”
    O líder parlamentar do PSD destacou ainda a “falta de transparência” do governo no processo de reconstrução das casas atingidas pelos incêndios.
12-06-2019
“A cada minuto 7 mil pontas de cigarro são atiradas para o chão em Portugal”
    Chocada com o número, Berta Cabral enfatizou que “a prevenção é a palavra chave no âmbito da defesa do ambiente”.
05-06-2019
“O combate às alterações climáticas e a descarbonização da economia não se compadecem com narrativas nem propagandas”
    Bruno Coimbra lamentou que o governo tenha decidido abrandar o caminho e reverter e afrouxar o ímpeto reformista imposto pelo anterior governo.
05-06-2019
Passes sociais: uma boa medida, com um mau modelo
    António Costa Silva enfatizou que não é por se repetir muitas vezes a mentira de que o PSD é contra os passes sociais que essa mentira se torna verdade.
05-06-2019
PSD vai apresentar ao país um plano de emergência para o setor dos transportes
    Carlos Silva sublinhou que os sociais-democratas pretendem dar resposta à degradação do serviço público de transporte de passageiros.
15-05-2019
Ambiente: preferir os anúncios ao desempenho e a propaganda à ação só pode trazer maus resultados no futuro
    Bruno Coimbra deixou o alerta: “Portugal está na primeira fila dos países europeus que são e serão mais afetados pelas alterações climáticas”.
15-05-2019
Autonomia dos sistemas multimunicipais de água tem sido gravemente prejudicada
    Maurício Marques alerta que a ação do governo está a criar estrangulamentos nos investimentos necessários.
15-05-2019
Seca: medidas velhas que não acompanham as novas realidades
    Sublinhando que Portugal é um país particularmente vulnerável às alterações climáticas, Emília Cerqueira frisou que precisamos de novas abordagens para mitigar estes problemas.
15-05-2019
Berta Cabral: Programa Casa Eficiente 2020 “foi um fiasco e um logro”
    A deputada denunciou que a taxa de execução deste Programa é inferior a 1%.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas