Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Governo das esquerdas “defrauda e engana” os profissionais da educação
Germana Rocha apelou à seriedade, coerência e responsabilidade dos partidos da esquerda.
No debate da Petição apresentada pela FENPROF que visa a Valorização da Educação e dos seus Profissionais, Germana Rocha frisou que essa valorização só pode realmente acontecer quando os tratamos com a verdade e responsabilidade que se impõem. “E isto é o que não tem acontecido com esta Coligação Governativa, que defrauda e engana estes profissionais, porque lhes criam expetativas, prometendo aos Professores respeito pelas suas carreiras incluindo, a real contagem do seu tempo de serviço e agora vêm dar o dito por não dito, dizendo que afinal, chegaram à conclusão de que não têm condições para cumprir os seus compromissos, enganando, deliberadamente, a classe docente”.
A este propósito, a deputada recordou ainda que esta é uma altura em que todos os partidos à esquerda se sentam à mesa a negociar o Orçamento do Estado para 2019, embora não tenham cumprido com o Orçamento do Estado de 2018 que eles próprios aprovaram. Ao mesmo tempo, adianta a parlamentar, “o governo abandona as negociações e decide de forma unilateral a contagem do tempo de serviço aqui em causa, desvalorizando até as Resoluções aprovadas por este Parlamento”.
Outro dos aspetos apontado por Germana Rocha que contribui para a desvalorização dos profissionais da educação reside no Programa de Regularização Extraordinária dos Precários da Administração Pública, que, na opinião da deputada, é “verdadeiramente enganador”.
A terminar, a parlamentar defender que é necessário “seriedade, ponderação, coerência e responsabilidade, quer nas negociações, quer nas decisões, para não enganar nem defraudar os profissionais dum setor tão importante como é o da Educação que têm um papel determinante no desenvolvimento do nosso País”.


11-10-2018 Partilhar Recomendar
05-07-2019
Duarte Marques: “os estudantes de Fátima não têm culpa da vossa cegueira ideológica”
    Para o deputado, seja público ou privado, o que importa é que os jovens tenham acesso uma escola de qualidade.
02-07-2019
PSD propõe a criação de uma Comissão para preparar o Futuro
    Margarida Mano lembrou que os deputados estão no Parlamento “para servir o Presente e preparar o Futuro”.
02-07-2019
Gratuitidade dos manuais escolares: PSD alertou que a medida estava mal desenhada e ia ser mal implementada
    Ana Sofia Bettencourt enfatiza que o tempo veio dar razão às preocupações manifestadas pelos sociais-democratas.
21-06-2019
Governo prometeu 1000 novos assistentes operacionais nas escolas. Não colocou nenhum.
    Pedro Pimpão questionou ao executivo quando é que cumpre a sua palavra e dota as escolas de meios técnicos e humanos.
12-06-2019
“O PSD é a favor do empréstimo de manuais escolares aos alunos do ensino obrigatório”
    Ana Sofia Bettencourt reiterou a posição dos sociais-democratas, mas apontou algumas das reservas relativamente à forma e modo da sua implementação.
10-05-2019
António Costa revelou a sua falta de sentido de Estado e de responsabilidade
    Fernando Negrão sustentou ainda que “confiar ao PS a garantia das boas contas é como confiar à raposa a guarda do galinheiro”.
10-05-2019
Professores: proposta do PSD traduzia um firme compromisso de responsabilidade e de confiança do país para com a educação
    Em sentido contrário, lamenta Margarida Mano, temos um PS que considera “ludibriar as pessoas um talento digno de elogio”.
08-05-2019
Pedro Pimpão: “estamos perante uma crise encenada, uma farsa”
    O deputado acusou o governo de ter instrumentalizado os professores por mero “tacticismo político”.
08-05-2019
“António Costa pretende acabar a Legislatura como a começou: com um golpe parlamentar”
    Adão Silva sublinhou que para o PSD “o equilíbrio das contas públicas é inegociável”.
08-05-2019
Para o governo o PCP passou a ser um “zero à esquerda”
    Álvaro Batista considera que se trata de uma “desconsideração” por um partido que tem sido “muleta do governo”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas