Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Tancos: “senhor Primeiro-Ministro, não acha que já fomos longe demais?”
Fernando Negrão considera que este caso exigia intervenção imediata da hierarquia militar e da tutela política.
Fernando Negrão confrontou o Primeiro-Ministro com a escolha do deputado socialista Carlos Pereira para liderar a Entidade Reguladora do Setor Energético (ERSE). No debate quinzenal com António Costa, o líder parlamentar do PSD questionou a “independência” do deputado em causa e perguntou qual a razão desta escolha, recordando várias críticas internas feitas pelo referido deputado. “É para calar este tipo de afirmações que agora quer ver como administrador de uma entidade reguladora o senhor deputado Carlos Pereira”, questionou.
No entender do social-democrata, é notório que o deputado socialista “foge à definição daquilo que acha que deve ser o perfil do administrador de uma entidade reguladora. E uma entidade reguladora deve ter como ómega do seu funcionamento uma característica: a sua independência. Esta independência, deve ser relativamente a todos os agentes do mercado, sejam eles privados ou públicos mas, principalmente, do poder político. Acha que o deputado Carlos Pereira assegura essa independência do poder político?"
A concluir este tema, Fernando Negrão frisou que o currículo do socialista “não oferece garantias para exercer essas funções com independência”.
De seguida, o líder parlamentar social-democrata regressou ao caso de Tancos sinalizando o facto de se ter ficado hoje a saber que o ex-Chefe de Gabinete do Ministro da Defesa admitiu ter recebido documentação sobre o roubo em Tancos. “Não acha que já fomos longe demais? Não considera que este caso exigia intervenção imediata da hierarquia militar e da tutela política para apuramento de todas as responsabilidades?”. O líder da “bancada laranja”, manifestou ainda a sua estranheza perante a informação dada pelo Primeiro-Ministro de que o Ministro da Defesa não foi informado pelo seu ex-Chefe de Gabinete que tinha recebido documentação sobre o furto.
A terminar, Fernando Negrão assinalou que na próxima segunda-feira passa um ano desde os incêndios na região centro e que até hoje “só há oito casas reconstruídas num universo de 28 concelhos”. “Como explica isto”, questionou.

10-10-2018 Partilhar Recomendar
15-02-2010
Almeida Henriques interroga extinção da actividade de certificação da instalação de infra-estruturas de telecomunicações em edifícios
    Deputado quer conhecer motivos para concentração na mesma entidade da instalação e certificação de edifícios
11-02-2010
PSD aponta falhas nos Programas de Apoio ao Empreendedorismo Jovem
    Deputados supervisionam desempenho do Programa FINICIA Jovem
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores questionam actuação do BPN e BPP
    Mota Amaral e Joaquim Ponte preocupados com ressarcimento dos clientes destes bancos
05-02-2010
Deputados eleitos pelos Açores alertam para falta de crédito para empresas no arquipélago
    Mota Amaral e Joaquim Ponte pedem respostas concretas do Governo para evitar colapso de empresas
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas