Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Atividade seguradora e resseguradora: “vender gato por lebre passará a ser mais difícil”
Carlos Silva declarou o apoio do PSD à implementação da diretiva europeia, mas lamentou a demora do executivo na transposição.
O Parlamento apreciou, esta sexta-feira, uma Proposta de Lei do governo que visa alterar o regime jurídico de acesso e exercício da atividade seguradora e resseguradora e o regime processual aplicável aos crimes especiais do setor segurador e dos fundos de pensões e às contraordenações cujo processamento compete à Autoridade de Supervisão de seguros e fundos de pensões, transpondo a Diretiva da União Europeia.
Em nome do PSD, Carlos Silva começou por reconhecer que subscrever um seguro para proteção face a uma situação que depois o seguro não cobre é um dos pesadelos que muito cidadãos enfrentam e que a nova diretiva de distribuição de seguros pretende evitar.
Nesse sentido, adianta, a esta diretiva reforça a responsabilidade dos mediadores, estabelece regras mais duras na venda de seguros, combatendo a venda inadequada ou mesmo a venda enganosa.
De seguida, o social-democrata referiu que a diretiva traz alterações significativas no que respeita ao dever de informação e aconselhamento ao cliente tendo em conta o seu perfil de risco e investimento. “Neste contexto, a presente Proposta de Lei visa o reforço da proteção dos consumidores, através da melhoria da qualidade da informação que lhes devem ser prestados. Vai ainda no sentido da prevenção de situações de vendas inadequadas de produtos de seguros, penalizando eventuais más práticas comerciais. Um dos desafios da diretiva para os distribuidores diz respeito ao modo de remuneração e atribuição de incentivos que não devem colidir com os interesses dos clientes. Parece-nos que vender gato por lebre passará a ser mais difícil”.
Contudo, Carlos Silva lamentou que apesar destes fatores positivos, mais uma vez, o governo revele que convive mal com prazos de transposição das diretivas. “Estes atrasos alem de prejudicarem a atividade legislativa, prejudicam sobretudo os consumidores que já deviam estar protegidos. A data prevista inicialmente para transpor a Diretiva da Distribuição de Seguros era 23 fevereiro 2018, a Comissão Europeia adiou o prazo de transposição para 1 de julho passado, com vista à entrada em vigor a partir de 1 de outubro. Apesar deste adiamento, ainda assim estamos confrontados com a possibilidade de incumprimento por parte do Estado Português sob pena de instauração de um procedimento de incumprimento”, lamentou o parlamentar.

28-09-2018 Partilhar Recomendar
19-02-2010
PSD questiona possibilidade de reabertura da Linha de Apoio à Internacionalização de Patentes
    Deputados alertam a necessidade de proteger a criatividade nacional
19-02-2010
PSD pede divulgação dos dados referentes ao registo e licenciamento de patentes
    Deputados querem acesso ao número de pedidos nacionais, europeus e internacionais
19-02-2010
OPINIÃO / Ajuste de Contas
    De acordo com a Universidade Católica, o valor de 9,3 por cento de défice nas contas do Estado é “surpreendente” e poderia corresponder a um “esforço do Governo no sentido de imputar às contas de 2009 o máximo de défice possível” com vista a “tornar mais evidente a trajectória de redução do défice em 2010 e nos próximos anos”.
15-02-2010
Almeida Henriques interroga extinção da actividade de certificação da instalação de infra-estruturas de telecomunicações em edifícios
    Deputado quer conhecer motivos para concentração na mesma entidade da instalação e certificação de edifícios
11-02-2010
PSD aponta falhas nos Programas de Apoio ao Empreendedorismo Jovem
    Deputados supervisionam desempenho do Programa FINICIA Jovem
11-02-2010
Deputados eleitos pela Região Autónoma dos Açores questionam actuação do BPN e BPP
    Mota Amaral e Joaquim Ponte preocupados com ressarcimento dos clientes destes bancos
05-02-2010
Deputados eleitos pelos Açores alertam para falta de crédito para empresas no arquipélago
    Mota Amaral e Joaquim Ponte pedem respostas concretas do Governo para evitar colapso de empresas
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas