Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
José António Silva afirma que o Bloco desconfia dos autarcas portugueses
Na base da acusação do deputado está a recusa do BE em aceitar uma eventual transferência de competências do setor da saúde para as autarquias locais.
No debate da iniciativa do BE para a criação de uma Nova Lei de Bases da Saúde, José António Silva confrontou os bloquistas com o seu passado. Recordou o deputado que, em 2001, o Bloco de Esquerda apresentou uma iniciativa neste sentido, no qual propunha que “o Estado pode apoiar as iniciativas privadas de saúde através da concessão de incentivos ou apoios financeiros definidos em contratos-programa, nos termos da lei” e que “o Estado apoia a atividade das instituições particulares de solidariedade social e de outros sujeitos sem fins lucrativos que realizem prestações de saúde e outras atividades que contribuam para a realização do direito à proteção da saúde”.
Tendo em conta a mudança registada de uma iniciativa para a outra, o social-democrata questionou “o que é mudou, entre 2001 e 2018, para o Bloco de Esquerda deixar de defender que o estado apoiasse os setores privado e social na área da saúde”.
“Já não se reveem nas propostas dos então Deputados Luís Fazenda e Fernando Rosas? Consideram esses Deputados reacionários e revisionistas? Era o Bloco de Esquerda de então um partido cúmplice dos interesses privados que agora tanto denunciam? Ou simplesmente não leram e já não recordam as propostas apresentadas pelos pais fundadores do vosso partido?”
De seguida, o social-democrata recordou que anteprojeto do antigo Deputado João Semedo e do Dr. António Arnaut previa, na sua base oitava, no setor da saúde, uma eventual transferência de competências para as autarquias locais, no que às instalações, equipamentos e transporte de doentes diz respeito. Contudo, refere o deputado, o projeto do BE teve o cuidado de retirar essa possibilidade de descentralização de competências para o Poder Local. “Certamente não se tratou de um lapso, pelo que esta opção traduz um sentido no mínimo centralizador. Sei bem que o BE não tem nem passado nem expressão no poder autárquico. Mas o que pergunto é porque razão desconfia o Bloco dos autarcas portugueses, ao pondo de não os deixar sequer colaborar com o Serviço Nacional de Saúde em aspetos tão básicos, mas tão importantes para as pessoas, como são os casos do transporte de doentes ou da manutenção e melhoria de algumas instalações e equipamentos de saúde, designadamente no âmbito dos cuidados primários”.

22-06-2018 Partilhar Recomendar
22-02-2019
Ana Oliveira: “o governo virou as costas ao Serviço Nacional de Saúde”
    A deputada enumerou um conjunto de problemas que colocam em evidência as consequências da governação das esquerdas.
21-02-2019
Ministra da Saúde foge às questões sobre o novo Hospital da Madeira
    Os deputados eleitos pela Região acusam o governo de estar a adiar a resposta às questões para fugir às responsabilidades que tem nesta matéria.
20-02-2019
“O PSD tem sido a mãe solteira que verdadeiramente criou o SNS ao longo destes 40 anos”
    Ricardo Baptista Leite recordou que foi o PSD que implementou o SNS por todo o território nacional, que integrou os serviços de saúde materno infantil, que aprovou a lei de Bases da Saúde e que pagou as dívidas deixadas.
20-02-2019
“Menos 1.500 milhões de euros em investimento público. É isto o fim da austeridade?”
    No debate da Moção de Censura, Emídio Guerreiro frisou que “os problemas do país resolvem-se cumprindo com o que se promete e não com palavras, anúncios e propaganda”.
08-02-2019
“Participação dos cidadãos no processo de decisão em saúde é fundamental para se alcançarem decisões justas, equilibradas e transparentes”
    Essa preocupação, adianta Isaura Pedro, está refletida na Lei de Bases da Saúde que o PSD apresentou.
08-02-2019
“Requisição civil decretada simboliza a falência da capacidade negocial de um governo em desespero”
    Ângela Guerra apelou ao governo para que “emende a mão” e deixe de tentar “virar portugueses contra portugueses”.
08-02-2019
Hospital do Senhor do Bonfim é o espelho do “exagero, irresponsabilidade e irracionalidade” da governação socialista
    Simão Ribeiro colocou em evidência “a diferença abissal” entre as promessas socialistas e a realidade.
06-02-2019
“Aguardar 1000 dias por uma consulta é fortalecer o SNS?”
    No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão lamentou que António Costa não “sinta vergonha de ter feito parte do governo que deixou o país em bancarrota”.
01-02-2019
Transporte não urgente de doentes: PSD defende um regime justo, equilibrado e que respeite as necessidades dos utentes
    Ana Oliveira teceu críticas às iniciativas apresentadas pelo BE, PEV e PCP.
01-02-2019
PSD apoia a criação de um Registo Nacional de Esclerose Múltipla
    José António Silva elencou as mais-valias da criação deste registo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas