Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Sara Madruga da Costa assinala “hipocrisia, cinismo e oportunismo” do BE
Em causa “a súbita alteração de posição” dos bloquistas em relação ao ISP.
“Só há uma explicação para a súbita alteração de posição do Bloco de Esquerda em relação ao Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP). Hipocrisia, hipocrisia, cinismo e oportunismo, numa triste e vã tentativa de iludir o povo e os portugueses perante este brutal aumento dos combustíveis”. Foi com estas duras palavras que Sara Madruga da Costa assinalou a mudança dos bloquistas no debate sobre os combustíveis.
De acordo com a deputada, o BE sentiu necessidade de vir agora “de mansinho” fingir ser opositor ao governo e propor a eliminação do ISP, “quando aprovou com o seu parceiro de governo esta solução de aumento do imposto sobre os produtos petrolíferos em 2016, 2017 e 2018. O BE já teve outras oportunidades para contribuir para a eliminação deste imposto, mas optou sempre por apoiar o governo e chumbar a sua eliminação. Ainda há duas semanas atrás o BE defendia a discussão desta matéria no Orçamento do Estado”.
Tendo em conta esta postura, a social-democrata frisou que os portugueses perguntam porque motivo mudou o BE de opinião. “Qual a razão para a aparente alteração de posição do BE? Porque motivo o BE decidiu hoje ser oposição ao governo, quando ainda ontem foi parceiro e a deputada Catarina Martins esteve reunida com o governo naquela que foi a primeira reunião de negociação do orçamento do estado para 2019? Será que a eliminação deste imposto injusto será discutida apenas hoje numa mera encenação teatral de oposição por parte do BE?”
Dirigindo-se aos bloquistas, Sara Madruga da Costa assinalou que “esta permanente contradição e fingimento é o conhecido oportunismo político de um partido que tem duas caras, que numa hora é oposição e noutra hora é governo. É o conhecido método do socialismo, de dizer sim quando é não e não quando é sim”.
Recordando que mais de metade do preço dos combustíveis resulta de taxas e impostos aprovados pelo BE e do caminho escolhido por este governo, a deputada enfatizou que “o PSD foi sempre contra este caminho e contra esta forma encapotada de austeridade”.

21-06-2018 Partilhar Recomendar
12-12-2018
Carlos Silva aconselha Ministro do Planeamento e das Infraestruturas: “pare, escute e olhe”
    O social-democrata apelou ao governante para que “pare com a propaganda, escute os portugueses e olhe para a realidade sem fantasias”.
12-12-2018
Modelo de governação do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas resume-se a dois princípios: cativar e prometer
    Paulo Rios de Oliveira ironizou que quando esses princípios falham a resposta é sempre a mesma: “a culpa é do PSD”.
12-12-2018
Pedro Marques é o “ministro da propaganda eleiçoeira”
    Luís Leite Ramos acusou o governante de ser a “voz-off do mega spot eleitoral de um governo faz de conta”.
12-12-2018
Cativações: Infraestruturas de Portugal executou apenas cerca de 50% dos investimentos previstos
    António Topa afirmou que os relatórios confirmam que com este governo o investimento registou uma descida de 22%.
12-12-2018
Infraestruturas Públicas encontram-se em total degradação
    Joel Sá sublinhou que “este é um governo de muita propaganda e pouca obra”.
26-11-2018
A dívida pública atingiu um máximo histórico com este governo
    Inês Domingos alertou para os riscos inerentes a estes valores.
26-10-2018
Estado deve devolver com juros as verbas cobradas indevidamente
    Teresa Leal Coelho apresentou a proposta do PSD para corrigir a injustiça entre as obrigações dos contribuintes e as obrigações do Estado.
18-10-2018
Plataformas eletrónicas: PSD contribuiu para a regulamentação do setor
    Paulo Rios de Oliveira assegurou que os sociais-democratas querem dar condições aos taxistas para que estes possam concorrer de igual para igual com as plataformas eletrónicas.
18-10-2018
Carlos Silva alerta para o retrocesso na mobilidade dos cidadãos da margem sul com o fim da concessão da Fertagus
    O deputado reafirmou a rejeição do PSD a uma proposta “cega, partidária e sindicalista” dos comunistas.
11-10-2018
Dívida pública atingiu máximo histórico com este governo
    António Leitão Amaro recorda que dois terços dessa dívida foi criada por governos socialistas.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas