Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Combustíveis: “são 1350 milhões a mais para o Governo e a menos no bolso dos cidadãos”
Cristóvão Norte referiu que “este é o retrato fiel da austeridade dissimulada ao serviço de um governo glutão”.
“Os Portugueses vivem hoje, com sofrimento e indignação, o pesadelo do preço dos combustíveis. A fatura fiscal bate todos os recordes. Os portugueses pagam hoje mais 14 cêntimos de impostos no gasóleo por litro, e 9 cêntimos na gasolina, por comparação com 11 de fevereiro de 2016, dia anterior ao mais espetacular aumento de impostos sobre os combustíveis jamais registado em Portugal. Os portugueses pagam hoje 72 cêntimos em impostos por litro de gasóleo. Os portugueses pagam hoje 95 cêntimos em impostos por litro de gasolina”. Estas foram as palavras iniciais de Cristóvão Norte no debate, agendado pelo PSD, sobre “políticas fiscais e de preços para os combustíveis”.
De seguida, o social-democrata referiu que, com este governo, os portugueses pagaram em impostos sobre os produtos petrolíferos mais 395 milhões em 2016 por comparação com 2015, mais 447 milhões em 2017 e, ate ao final de 2018, o valor vai largamente ultrapassar os 500 milhões. “Os portugueses pagam hoje dos combustíveis mais caros da Europa. Este é o retrato fiel da austeridade dissimulada ao serviço de um governo glutão, insaciável na arrecadação de impostos e que tudo fez e nada opôs para que os portugueses se encontrassem nesta situação desesperante que põe em causa as famílias e a esmagadora maioria das empresas”.
Para Cristóvão Norte “este é o milagre do Governo. Tem um número: 1350 milhões de euros. Tem rostos: PS, BE e PCP. Tem uma vítima: o contribuinte. Este é um traiçoeiro exercício de manipulação: o governo prometeu que se o preço subisse o imposto descia, ora, o preço subiu e o Governo mentiu”. Recorda o deputado que o executivo rompeu um contrato de confiança que tinha com o país. “Em 2016, em fevereiro, quando aumentou os impostos relacionados com os combustíveis em 7, 4 cêntimos, 6 do ISP e induzido 1,4 do IVA, o Governo tinha como objetivo «ajustar o preço dos produtos petrolíferos à redução do Iva cobrado por litro de combustível atendendo à oscilação da cotação internacional dos combustíveis». Mas a montanha pariu um ratinho logo em 2016. Os combustíveis subiram 19 cêntimos no gasóleo e 16 na gasolina e o Governo apenas reduziu 2 no gasóleo e 1 gasolina. Os 4 restantes ficaram guardadinhos no bolso do Governo, num desvio estimado em 250 milhões de euros. Em 2017, nem montanha nem rato”.
No entender do social-democrata, estas decisões do governo conduzem a perdas para as famílias, para as empresas, para a economia, para o país. “Ninguém escapa quando os combustíveis sobem, nem rico, nem pobre, grande ou pequeno, todos sofrem, sofrendo mais quem é mais frágil. Estas políticas só ampliam as desigualdades sociais, já que estes impostos indiretos são por natureza regressivos”.
Tendo em conta esta “austeridade encapotada”, Cristóvão Norte anunciou que o PSD entregou um Projeto de Resolução que visa garantir que o Governo passa a cumprir os compromissos que fez com o país. “Que cumpre a neutralidade fiscal. Que desça, de forma imediata, o imposto sobre os produtos petrolíferos na medida da arrecadação de receita em excesso, como se tem verificado em 2018 com as sucessivas revisões em alta do preço. Os portugueses não devem pagar mais do que aquilo que resulta da evolução dos mercados. Mas também que, doravante, proceda a revisões trimestrais para que não tenha lugar, mais vez nenhuma, uma fatura injustificada de mais de 1000 milhões de euros para satisfazer a voragem fiscal do Governo”.

24-05-2018 Partilhar Recomendar
26-11-2018
A dívida pública atingiu um máximo histórico com este governo
    Inês Domingos alertou para os riscos inerentes a estes valores.
26-10-2018
Estado deve devolver com juros as verbas cobradas indevidamente
    Teresa Leal Coelho apresentou a proposta do PSD para corrigir a injustiça entre as obrigações dos contribuintes e as obrigações do Estado.
18-10-2018
Plataformas eletrónicas: PSD contribuiu para a regulamentação do setor
    Paulo Rios de Oliveira assegurou que os sociais-democratas querem dar condições aos taxistas para que estes possam concorrer de igual para igual com as plataformas eletrónicas.
18-10-2018
Carlos Silva alerta para o retrocesso na mobilidade dos cidadãos da margem sul com o fim da concessão da Fertagus
    O deputado reafirmou a rejeição do PSD a uma proposta “cega, partidária e sindicalista” dos comunistas.
11-10-2018
Dívida pública atingiu máximo histórico com este governo
    António Leitão Amaro recorda que dois terços dessa dívida foi criada por governos socialistas.
03-10-2018
António Leitão Amaro: Orçamento vem “com uma aditivação eleitoral”
    O social-democrata assegurou que o PSD apresentará propostas para um caminho alternativo.
21-09-2018
PSD quer impedir as cativações de verbas nas entidades reguladoras
    A iniciativa dos sociais-democratas foi apresentada por Duarte Pacheco.
20-09-2018
Plano Nacional de Investimento: Emídio Guerreiro assinala a “hipocrisia dos socialistas”
    O deputado acusou o governo de procurar disfarçar o insucesso do executivo no que toca ao investimento público.
19-09-2018
O governo tem sacrificado o investimento público para cumprir as metas do déficit
    Virgílio Macedo enfatizou que todos os partidos que apoiam parlamentarmente este governo são cúmplices deste desinvestimento.
19-09-2018
Carlos Silva: os portugueses estão fartos da propaganda do governo
    O social-democrata considera que o executivo vai ficar conhecido “como o governo do agora é que é”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas