Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
SEF: Helga Correia alerta para as consequências reputacionais para Portugal das filas de espera no aeroporto
A deputada quer saber que medidas estão a ser tomadas pelo governo para que “espetáculo idêntico” não se repita.
No debate sobre a “Internacionalização da Economia Portuguesa”, Helga Correia começou por sublinhar que contrariamente ao que é dito pela propaganda dos partidos de esquerda, “nem tudo são rosas”. Segundo a deputada, a incapacidade do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de dar resposta ao aumento dos turistas que entram em Portugal é um claro exemplo dos problemas existentes.
Sublinhando as consequências negativas desta situação, a social-democrata recordou que “o trabalho de receção dos turistas começa em casa e Portugal não está a conseguir fazer isso”. Recordando que esse é um falhanço da responsabilidade do governo socialista, a deputada questionou à bancada do PS qual a imagem que as filas de espera no aeroporto projetam internacionalmente. “Que imagem pretendemos dar, considerando que a estratégia turística deste governo passa por projetar Portugal, e assim continuar a ser um dos principais destinos turísticos da Europa e do Mundo? Tendo em conta que está a chegar o período em que o número de turistas aumenta, o que está o Governo a fazer para evitar que este ano se assista a espetáculos de idêntica natureza nos aeroportos portugueses?”
Ainda no que respeita ao SEF, Helga Correia referiu que notícias recentes dão nota que o SEF não é capaz de dar resposta aos pedidos, devido a uma falta de meios. “No que diz respeito à captação de investimento, que imagem damos de um país que promove o destino e desperta o investimento e depois não dá condições para que esse investimento se concretize”, questionou a social-democrata.

16-05-2018 Partilhar Recomendar
23-05-2018
Valorização do interior: PSD desafia o governo a avançar com medidas concretas e devidamente calendarizadas
    No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, Fernando Negrão questionou ainda António Costa sobre o conflito de interesses do Ministro Pedro Siza Vieira.
16-05-2018
Luís Campos Ferreira: “governo rege-se pela lógica do poucochinho”
    No debate sobre “Internacionalização da Economia Portuguesa”, o social-democrata enfatizou que “foi assim que lá chegou e é assim que o executivo governa”.
16-05-2018
Economia: governo não resolve os problemas, vive das conjunturas e tenta aproveitar a onda
    Paulo Neves condenou a ausência de uma “estratégia clara e bem definida” por parte do executivo.
16-05-2018
“Ou o Ministro da Economia não conta para a política económica deste governo, ou a economia não conta para este governo”
    Para Luís Leite Ramos só uma destas duas opções explica a ausência do governante no debate sobre a “Internacionalização da Economia Portuguesa”.
16-05-2018
Virgílio Macedo: “poderíamos e deveríamos estar a crescer mais e melhor”
    O social-democrata considera que em vez de um governo pró-ativo, Portugal é governando por um executivo “pró-passivo”.
03-05-2018
Carlos Silva acusa o governo de “incompetência e incapacidade” na transposição da diretiva sobre serviços de pagamento de moeda eletrónica
    No entender do deputado, não se compreende que o governo mais numeroso de sempre deixe passar os prazos de transposição de diretivas europeias.
20-04-2018
PSD contra o desvio de verbas comunitárias do interior para as áreas metropolitanas
    Emídio Guerreiro frisou que com esta intenção o governo de coloca em risco o objetivo central do Portugal 2020.
22-03-2018
Com este governo assistimos a muitos anúncios e pouca concretização
    Nilza de Sena considera que essa concretização é crucial para que Portugal não continue a ter o quinto crescimento mais baixo da Europa.
22-03-2018
Crescimento económico: continuamos na cauda da União Europeia
    Paulo Neves confrontou a euforia dos socialistas com a realidade dos números.
22-03-2018
“O país poderia estar a crescer muito mais e a beneficiar muito mais”
    Luís Campos Ferreira considera que isso seria uma realidade “se não tivéssemos um governo manietado por uma maioria de esquerda que é avessa a uma economia social de mercado”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas