Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
"Por que razão o PS demorou mais de três anos a demarcar-se de José Sócrates?"
Fernando Negrão levou o “Caso Sócrates” ao debate com o Primeiro-Ministro, onde também desafiou António Costa a responder se o País está preparado para os incêndios.
O líder da bancada social-democrata levou a debate o caso Sócrates. Segundo Fernando Negrão, este tornou-se um “tema incontornável” depois de os mais altos dirigentes do PS terem afirmado estar envergonhados com o caso Sócrates. “Qual a razão para só em 2018 o PS ter mudado de estratégia?”, inquiriu Fernando Negrão, adiantando uma possível resposta: “foi com medo de ser contaminado eleitoralmente pelo comportamento de José Sócrates e Manuel Pinho? Para o PS e para o senhor, o que é mais importante: os votos e as eleições ou os princípios e as convicções?"
Ao assinalar que o assunto foi colocado no plano político pelo próprio Governo e pelo PS, Fernando Negrão enfatizou que “as confissões de vergonha e de desonra revelam o reconhecimento de que alguma coisa aconteceu”.
Face a toda este reconhecimento dos socialistas, o líder parlamentar do PSD questionou a António Costa se “a bancarrota foi culpa da crise ou o resultado de nefastas decisões tomadas pelo Governo a que vossa excelência [António Costa] pertenceu, presidido por José Sócrates”.

Incêndios: governo dá sinais de incompetência e acumula erros

Fernando Negrão denunciou a incapacidade do governo em tranquilizar os portugueses, sobretudo quando a época de incêndios se aproxima. O líder parlamentar do PSD reiterou a preocupação dos sociais-democratas, no que respeita aos incêndios, e salientou a disponibilidade do PSD para dar o seu contributo em prol do País: “nós queremos ajudar, diga-nos como?” O desafio foi lançado pelo líder parlamentar do PSD a António Costa no debate quinzenal desta quarta-feira.
De seguida, o parlamentar afirmou que no PSD “estamos preocupados com os portugueses”, principalmente porque não vemos no governo “capacidade política, nem operacional para resolver” problemas relacionados com a prevenção e o combate aos incêndios. Essas incapacidades, adianta, ficam visíveis com a postura do Primeiro-Ministro, que sempre que questionado a propósito desta matéria, dá uma “resposta padrão a todas as perguntas”. O próprio Ministro da Administração Interna, quando ouvido esta terça-feira no Parlamento, “não teve uma resposta concreta para dar aos portugueses”, lembrou.
De acordo com Fernando Negrão, o atual Executivo, em vez de tranquilizar o País, tem dado sinais de “incompetência e de acumular de casos e erros que só nos podem deixar preocupados”. Depois de elencar um conjunto vasto de problemas que têm vindo a público nos últimos dias, o líder da “bancada laranja” perguntou a António Costa se “temos hoje, dia 9 de maio, um dispositivo de combate aos fogos devidamente apetrechado e pronto a entrar em ação?”.
A terminar, Fernando Negrão recordou que o Presidente da República avançou que não se recandidatará caso se repitam as tragédias de 2017 para, logo, lembrar que António Costa adotou uma atitude contrária. “E isso é revelador”, apontou o social-democrata.

09-05-2018 Partilhar Recomendar
06-07-2017
Incêndios: PSD exige informação regular, atualizada e detalhada sobre a saúde dos bombeiros feridos
    Teresa Morais exige que o Governo preste informação atualizada sobre os bombeiros hospitalizados.
30-06-2017
Incêndios de Pedrógão Grande: Parlamento aprova proposta do PSD para criação de uma Comissão Técnica Independente
    Carlos Abreu Amorim frisou que hoje é inegável que as entidades que dependem do governo e “que se andam a digladiar com passa-culpas constantes não têm condições para realizar esta avaliação”.
29-06-2017
Luís Montenegro: “temos a obrigação de dizer ao povo o que é que falhou”
    O líder parlamentar do PSD considera que é imperativo tranquilizar o povo português e devolver-lhe a confiança.
29-06-2017
Incêndio de Pedrógão: Pedro Pimpão apela à união para o renascimento da região
    O deputado é perentório a afirmar que o país não pode virar as costas a esta região.
29-06-2017
“O Estado falhou redondamente e agora tem de apurar responsabilidades”
    Margarida Balseiro Lopes frisou que é função dos deputados questionar e exigir respostas.
29-06-2017
“O Estado falhou onde menos podia falhar: na segurança e proteção das pessoas”
    Maurício Marques questionou o que levou o governo a alterar profundamente a estrutura de coordenação nacional e regional em cima da época dos fogos florestais.
29-06-2017
Pedrógão Grande: “o PSD não deixará cair no esquecimento tudo o que aconteceu”
    Teresa Morais garante que os sociais-democratas não deixarão de fazer todas as perguntas e de exigir todas as respostas.
28-06-2017
Pedrógão Grande: Passos Coelho defende a criação de um mecanismo rápido de indemnização às famílias das vítimas
    O líder do PSD frisou ainda que “é necessário apurar todas as responsabilidades”.
22-06-2017
Pedrógão Grande: o País não esteve à altura da confiança dos portugueses
    Para José Matos Correia importa proceder a “um apuramento exaustivo daquilo que se terá passado” e, assim, “honrar a memória daqueles nossos compatriotas” e “garantir que este drama não mais se repetirá”.
22-06-2017
Pedrógão Grande: “a situação é premente e as respostas terão de ser urgentes”
    O líder parlamentar do PSD escreveu aos partidos a pedir consenso para comissão independente sobre incêndios.
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas