Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“A saúde não é uma prioridade para este governo”
Ricardo Baptista Leite repetiu o apelo do Presidente da República para que se “inverta o caminho de desinvestimento na saúde que tem vindo a ser executado pelo governo”.
Ricardo Baptista Leite recordou que na semana em que o Parlamento discute o Programa de Estabilidade, o Presidente da República veio apelar que se “inverta o caminho de desinvestimento na saúde que tem vindo a ser executado pelo governo”. De acordo com o social-democrata, este desinvestimento é real, demonstra-se nos números e sente-se na vida das pessoas, quer dos doentes quer dos profissionais. “De acordo com os vossos números, prevê-se um PIB para 2018 que ronda os 200 mil milhões de euros, dos quais apenas 9667 milhões serão investidos na saúde. 4,8% do PIB, o valor mais baixo dos últimos 20 anos, o terceiro menor investimento na saúde na Europa, pior que nós só a Letónia e a Lituânia”.
Contudo, refere o parlamentar, quando se podia esperar que apesar deste desinvestimento poderíamos pelo menos ter investimento em infraestruturas, a verdade é que nem isso. “Olhamos para o Programa de Estabilidade e o único Hospital que parece que vai haver é uma PPP, curiosamente com o apoio do PCP. Continuamos a ver que nos cuidados primários não há uma aposta real, a aposta nos médicos de família para todos os utentes continua a ser uma miragem, continuamos muito aquém da meta das Unidades de Saúde Familiar, de camas de cuidados continuados, de paliativos, nada disto é uma prioridade para o governo”.
Em consequência, frisa o social-democrata, temos “pior saúde para os portugueses e o tempo de espera para primeira consulta de especialidade, em alguns casos, a atingir os 3 anos”.
A terminar, Ricardo Baptista Leite declarou que o “Programa de Estabilidade traduz o que temos visto no terreno: a saúde não é uma prioridade para este governo, precisamos de menos palavras e de mais ação e precisamos que se invista mais na saúde dos portugueses”.

24-04-2018 Partilhar Recomendar
13-07-2018
“A geringonça está a mutilar o Serviço Nacional de Saúde”
    Adão Silva considera que a atual governação originou um “SNS mutilado, claudicante e sem servir às pessoas”.
12-07-2018
Governo volta a falhar no Hospital de Santarém
    Os deputados eleitos pela Região constataram essa realidade após reunirem com a Administração do Hospital Distrital de Santarém.
05-07-2018
“O INFARMED não se vai deslocalizar para a cidade do Porto”
    A conclusão foi retirada por Ricardo Baptista Leite após ouvir o Ministro da Saúde.
05-07-2018
“Hospital da Madeira continua a não ser uma prioridade para este Governo”
    Sara Madruga da Costa desafiou o executivo a cumprir com a sua palavra e honrar os compromissos que assumiu com os madeirenses.
05-07-2018
Cristóvão Norte apela ao Ministro da Saúde que eleja o Algarve como prioridade
    O deputado lamentou que o Algarve tenha ficado de fora das prioridades do governo para a construção de novos hospitais.
05-07-2018
Fátima Ramos considera que a construção da nova maternidade é crucial para Coimbra
    A deputada lamentou que os anúncios ainda não se tenham concretizado.
05-07-2018
Governo continua a adiar a construção da futura ala pediátrica do Hospital de São João
    Simão Ribeiro lembra que passaram três meses e o concurso para a obra ainda não foi lançado.
05-07-2018
“Governo reconhece que o acesso à saúde está a piorar de ano para ano”
    Segundo Luís Vales esse reconhecimento está patente no Relatório sobre o Acesso aos Cuidados de Saúde no SNS.
05-07-2018
PSD exige respostas do governo sobre a transferência do INFARMED para o Porto
    Adão Silva enfatizou que as deslocalizações e descentralizações têm de ser feitas de forma prudente e sensata.
04-07-2018
Deputados do PSD acusam Governo de irresponsabilidade total na gestão das 35 horas nos hospitais
    Duarte Marques, Teresa Leal Coelho e Nuno Serra estiveram no terreno a avaliar as consequências da decisão do executivo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas