Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD quer ouvir administração do Hospital de S. João e vai confrontar Centeno com queixas no SNS
Em causa os atrasos na construção da nova ala pediátrica do Hospital S. João que leva a que crianças com cancro estejam a ser tratadas no corredor.
O PSD anunciou hoje que vai pedir esclarecimentos ao Governo e a audição da administração do Hospital de São João sobre os problemas no atendimento pediátrico, prometendo confrontar na quarta-feira o ministro das Finanças com as queixas.
Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, o coordenador do grupo parlamentar do PSD na Comissão de Saúde, Ricardo Baptista Leite, afirmou que, “ao longo dos últimos dois anos, o país tem assistido à degradação dos serviços prestados aos doentes com cancro”.
“Hoje, somos confrontados com a notícia de que no Hospital de São João, onde o governo anterior tinha iniciado a construção de uma nova ala pediátrica para doentes com doença oncológica, muitas crianças estão a ser tratadas em condições que não são dignas do Serviço Nacional de Saúde, que não são dignas do nosso país”, criticou.
O deputado do PSD falou de situações de crianças que estão a receber tratamentos de quimioterapia em corredores ou que são transportadas em elevadores com caixotes do lixo.
“O PSD não pode ficar indiferente e vamos colocar hoje mesmo uma pergunta ao Governo a pedir esclarecimentos e iremos também chamar a administração do hospital de São João para esclarecer o que se está a passar”, apontou.
Por outro lado, o deputado recordou que, há um mês e meio, o PSD já tinha pedido uma audição do ministro das Finanças, Mário Centeno, na comissão parlamentar de Saúde precisamente para responder sobre as dificuldades sentidas no setor. “[Mário Centeno] é de facto o ministro da Saúde em funções, é aquele que está a tomar decisões na saúde e temos um Ministério da Saúde que está refém quer da extrema esquerda quer, sobretudo, das decisões do ministro das Finanças que tem uma agenda pessoal e coloca o défice acima da saúde dos portugueses”, acusou o social-democrata.
Na audição de quarta-feira, o PSD promete confrontar Mário Centeno com este e outros casos “de norte a sul” do país, nomeadamente com a situação do IPO de Lisboa onde acusam o Governo de não ter investido os cinco milhões de euros previstos pelo anterior executivo para a expansão do bloco operatório.
“Os doentes veem atrasos nos tratamentos, nas consultas”, lamentou Baptista Leite.
Na pergunta entretanto entregue na Assembleia da República e que tem como destinatário o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, os sociais-democratas questionam diretamente se o Governo tem conhecimento das condições em que estão a ser realizados os tratamentos de quimioterapia pediátricos no Centro Hospitalar de São João.
“Que medidas foram já tomadas para impedir a ocorrência dessa flagrante violação dos direitos das crianças com doença oncológica?”, questionam, inquirindo se foram apresentadas justificações ou pedidos de desculpa aos pais das crianças.
O PSD interroga ainda o ministro da Saúde sobre “o atraso na realização das obras necessárias no Centro Hospitalar de S. João com vista a permitir a existência de uma nova ala pediátrica naquela unidade hospitalar” e quanto prevê o Governo desbloquear as verbas necessárias para a sua construção.
“Considera o ministro da Saúde que as questões anteriores podem melhor ser respondidas pelo senhor ministro das Finanças?”, acrescentam.

10-04-2018 Partilhar Recomendar
12-10-2018
Hospital da Madeira: deputados do PSD eleitos pela Região exigem a correção da decisão do Conselho de Ministros
    Os sociais-democratas exigem que António Costa honre o compromisso assumido de financiar a obra em 50%.
11-10-2018
Vacinação: Portugal não pode descansar sobre os resultados alcançados
    António Topa reconheceu que o nosso país tem um Programa Nacional de Vacinação bom, universal, gratuito e acessível.
11-10-2018
Laura Magalhães: “as políticas de combate à droga não devem ser ambíguas”
    A deputada apelou ao consenso em torno de medidas que visem o combate ao consumo de drogas ilícitas.
04-10-2018
Helga Correia exige respostas urgentes para o hospital de Oliveira de Azeméis
    Exigência surge após uma visita a esta unidade hospitalar.
04-10-2018
“Só fala constantemente do passado quem tem medo do presente e de assumir as responsabilidades”
    Simão Ribeiro desafiou os partidos da esquerda a assumirem as suas responsabilidades pelos problemas nos serviços públicos.
04-10-2018
Atrasos e dívidas do governo afetam a saúde dos madeirenses
    Sara Madruga da Costa e Rubina Berardo reuniram com o Secretário Regional da Saúde.
01-10-2018
Deputados do PSD reúnem com a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo
    Os sociais-democratas eleitos pelo distrito de Santarém saíram da reunião preocupados com a falta de investimento e com o fracasso da descentralização.
28-09-2018
Costa Neves despede-se do Parlamento
    No dia em que abandona o cargo de deputado, o social-democrata deixou uma palavra de respeito e apreço por todos.
28-09-2018
O Hospital da Madeira não pode ser arma de arremesso político
    Sara Madruga da Costa lamenta que o governo tenha demorado três anos a tomar uma decisão sobre uma infraestrutura que é fundamental para os madeirenses.
26-09-2018
Os portugueses não podem confiar na palavra do Primeiro-Ministro
    A propósito do Infarmed, Fernando Negrão lembrou a António Costa que “quem não tem palavra não tem credibilidade”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas