Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Incêndios: “temos hoje um país sem meios e sem uma estratégia sustentável para combater os fogos”
Nuno Serra lamenta que “o Governo continue fechado na sua propaganda, desprezando qualquer conselho ou proposta da oposição”.
“Este debate demonstra bem aquilo que o PSD tem denunciado nos últimos tempos: uma campanha de propaganda tóxica que o governo tem realizado para tentar branquear as falhas que existiram no combate aos incêndios do ano passado, e que não tem deixado o próprio governo preparar a próxima época de incêndios. O que temos hoje é um país sem meios e sem uma estratégia sustentável para combater os fogos rurais”. Foi com estas palavras que Nuno Serra iniciou a sua intervenção, esta quinta-feira, no debate sobre a preparação da época de incêndios.
De seguida, o social-democrata frisou que se a visão do que é a preparação do combate já é aterradora, o que está ao nível da prevenção florestal não é melhor. “A atitude continua a ser culpar os proprietários, os habitantes do mundo rural, agravando e intensificando os problemas das suas economias, onde naturalmente se insere a gestão sustentável dos combustíveis, mas que este governo, com meia dúzia de soluções avulsas apresentadas se afastam cada vez mais do saber científico ou empírico. A aposta na aparente ilusão de que faz prevenção, está a cegar o poder político e engana os cidadãos e opinion markeres, que de repente já todos sabem como fazer para prevenir e combater os fogos florestais”.
Criticando a postura do executivo, que acusou de andar em “campanha eleitoral permanente”, o deputado lembrou que o governo começou por acusar os eucaliptos pela dimensão dos fogos. Depois “culpabilizou os proprietários pela má gestão dos seus terrenos e responsabilizou-os de prejudicar terceiros, duplicando as coimas e impondo prazos absurdos. E ainda criou novas obrigações legais sem qualquer rigor técnico, cujo efeito tem precisamente o oposto ao pretendido: aumentam a produtividade primária, isto é o crescimento dos matos, tornado mais frequente a necessidade da sua gestão e consequentemente encarecendo-a cada vez mais e inviabilizando a rentabilidade do território”.
Face a este cenário, Nuno Serra declarou que “cortar árvores junto das casas, com distâncias patéticas, e roçar mato na berma da estrada não é o que se esperava da prevenção estrutural que Portugal merecia depois do que aconteceu no ano passado. A prevenção estrutural ao nível da silvicultura é muito mais que isso”.
Lamentando que o governo continue fechado na sua propaganda, desprezando qualquer conselho ou proposta da oposição, Nuno Serra concluiu afirmando que o executivo não pode continuar a usar a floresta como uma moeda de troca política ou uma forma fácil de fazer propaganda.

04-04-2018 Partilhar Recomendar
18-06-2019
Fernando Negrão acusa António Costa de “não ser Primeiro-Ministro para o povo”
    O líder parlamentar do PSD destacou ainda a “falta de transparência” do governo no processo de reconstrução das casas atingidas pelos incêndios.
30-05-2019
Cristóvão Crespo preocupado com o despejo do Posto Territorial de Avis da GNR
    O social-democrata pediu esclarecimentos ao Ministro sobre esta situação.
29-05-2019
Incêndios: os portugueses podem confiar nos bombeiros e nas forças de segurança, mas não podem confiar no governo
    Duarte Marques considera que a incompetência do governo levou a que se voltasse a falhar na preparação atempada da época de fogos.
15-05-2019
Lei da liberdade sindical: Carlos Peixoto recorda que a proposta do governo “nasceu torta”
    O Vice-Presidente da bancada do PSD elencou os contributos imprescindíveis do PSD para “endireitar” esta proposta.
13-05-2019
Cativações e cortes no investimento. “Chama a isto boa gestão das contas públicas?”
    Fernando Negrão acusou António Costa de fazer um “brilharete nas contas” à custa de corte no investimento.
10-05-2019
Bancadas do PS, BE e PCP “são a lavandaria política do governo socialista”
    No debate sobre o Fundo de Solidariedade Europeu, Rubina Berardo acusou as bancadas da esquerda de branquearem a atuação do governo.
10-05-2019
Gestão do Fundo de Solidariedade tem sido incompetente, imoral e uma vergonha
    Duarte Marques considera “indigno” que o governo queira ficar com o dinheiro destinado aos municípios afetados pelos incêndios.
10-05-2019
Incêndios: “o governo aproveita-se da desgraça alheia para financiar serviços públicos”
    António Lima Costa afirma que o governo desviou verbas europeias destinadas às zonas afetadas para financiar organismos da administração central sediados em Lisboa.
10-05-2019
Linhas de crédito para a limpeza da floresta foram um “monumental falhanço”
    Segundo Jorge Paulo Oliveira o dinheiro apenas chegou a duas Câmaras Municipais.
16-04-2019
Violência Doméstica: Ângela Guerra defende a importância de consensos políticos
    A parlamentar frisou que o Parlamento tem a responsabilidade de dar resposta a todas as vítimas deste crime.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas