Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Legislação Laboral: as leis em vigor são boas
Adão Silva questionou se ainda vamos ver o PCP na rua a gritar: “a luta continua, governo para a rua”.
No encerramento do debate sobre a Legislação Laboral, Adão Silva afirmou que a discussão desta matéria revelou que o “PCP sente-se traído, desiludido, enganado pelo PS, seu parceiro nesta coligação”. Segundo o Vice-Presidente da bancada do PSD, o PCP está “num verdadeiro labirinto de enganos, pois pensava que chegava ao governo e que o PS abriria as portas para a revolução gloriosa do PCP”.
Perante a dúvida de para que lado é que o PS cairia no debate, o social-democrata afirmou que os comunistas optaram por ameaçar o PS. “Hoje o PCP ameaça o PS, hoje o PCP chantageia o PS, hoje o PCP faz e anuncia as greves que se vão intensificar e novas greves virão. A pergunta é: e se no fim disto tudo o PS não ceder e não cair para o sítio que os senhores querem? Como é que fazem? Vêm para a rua gritar «a luta continua, governo para a rua»”.
De seguida, Adão Silva frisou que os comunistas com estes agendamentos pretendem “retomar a revolução” e “entalar o PS”. “Mas quer mais, quer negar as evidências. O PCP não quer saber da evolução do mundo, não quer saber se há ou não economia digital, se há ou não robotização, se há ou não novas relações no mercado de trabalho, etc. O PCP quer ver se tem uma oportunidade de trazer os seus velhos princípios fundadores, pois o PCP mete a cabeça debaixo da areia e não olha para o futuro”.
No que respeita à Legislação Laboral, o Vice da “bancada laranja” afiançou que as leis em vigor são boas. “Não são nenhum espaço intocável, é preciso ajusta-las, melhora-las e dar-lhes contemporaneidade com aquilo que é a realidade, mas são boas. E quem o diz é o emprego que está acrescer, é o desemprego que está a decrescer, é a economia que está a crescer e a aumentar. O PS sabe muito bem disto e por isso é que colhe os frutos do trabalho árduo, empenhado e dedicado do PSD e do CDS”.
A terminar, Adão Silva enfatizou que o PSD tem uma metodologia e uma visão de futuro, contrariamente a um PCP de “pensamento retrógrado e passadista” e a um PS titubeante e com hesitações.
14-03-2018 Partilhar Recomendar
05-07-2019
Parlamento fez história com o reconhecimento do Estatuto do Cuidador Informal
    Helga Correia enfatizou que se inicia um caminho “para dar dignidade e valor a quem cuida de forma voluntária, benévola e com amor”.
05-07-2019
Cristóvão Crespo preocupado com os atrasos na atribuição de pensões
    O deputado alertou o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social sobre os fortes constrangimentos à vida destes cidadãos.
02-07-2019
Legislação laboral tem permitido a recuperação de emprego e o crescimento económico
    Susana Lamas sublinhou igualmente a importância da concertação social.
02-07-2019
“Este governo é o campeão da destruição dos serviços públicos”
    Clara Marques Mendes afirmou que “o Governo fala dos pobres, mas desfavorece-os; prega a solidariedade, mas não a pratica”.
26-06-2019
Segurança Social necessita de uma reforma estrutural profunda para garantir a sua sustentabilidade futura
    Feliciano Barreiras Duarte referiu que esta é uma reforma que o PSD tem vindo a defender, a pensar no futuro.
26-06-2019
Governo “declarou-se incompetente” para resolver o problema do atraso no processamento das pensões
    De acordo com Sandra Pereira, o executivo reconheceu que este problema agravou-se nos últimos 4 anos e que não tem capacidade de o resolver.
26-06-2019
PS devia ter “pudor e vergonha” de falar em cortes nas pensões
    Joana Barata Lopes lembrou que foram os socialistas que negociaram e comprometeram o país aos cortes previstos no memorando de entendimento com a troika.
26-06-2019
Clara Marques Mendes: “governo andou 4 anos a governar à vista”
    A deputada recordou que os sociais-democratas foram alertando para a falta de prudência e de sensatez com que estavam a ser adotadas determinadas políticas.
31-05-2019
Joana Barata Lopes: Ministro Vieira da Silva esteve “no pântano de Guterres e na bancarrota de Sócrates”
    A deputada considera que o socialista não se preocupa com o futuro e apenas está interessado em agradar aos eleitores.
31-05-2019
“O diálogo e a negociação são marcos fundamentais na construção das relações laborais”
    Pedro Roque considera que a busca pelo interesse comum está nos antípodas da instrumentalização dos trabalhadores e da sua utilização como peões no combate ideológico.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas