Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Sandra Pereira: “o PCP cristalizou-se e parou no tempo”
A deputada referiu-se à “inquietação” de um partido que defende uma coisa na rua e depois vota ao lado do governo.
Sandra Pereira considera que o debate sobre a Legislação Laboral, agendado pelo PCP, é um ensaio preparatório dos comunistas para as suas celebrações de Abril e de Maio. Segundo a deputada, “nesta altura do ano o PCP inicia um processo de metamorfose em que de parceiro do Governo passa a porta-voz da CGTP. Primeiro são os cartazes na rua, depois são os debates aqui no Parlamento, depois vem o 25 de Abril e o Dia do Trabalhador com manifestações por todo o país e logo a seguir regressam ao governo e votam ao lado do Governo, contradizendo tudo o que andaram a dizer na rua”.
Dirigindo-se à bancada comunista, a deputada manifestou a sua compreensão relativamente à “inquietação” do PCP. “É a inquietação de quem, ora está a votar Orçamentos ao lado do governo, ora está lá fora com cartazes a exigir a reversão da Lei laboral. É a inquietação de quem é vítima do jogo de faz de conta deste governo. Sempre que a CGTP quer falar mais alto o PCP transforma-se no seu microfone, mas não passa disso porque os senhores não conseguem fazer valer nas negociações aquilo que apregoam na rua”.
De seguida, Sandra Pereira sublinhou que “o PCP cristalizou-se e parou no tempo”. “Continua a dizer a mesma lengalenga há 50 anos, recusando perceber que os mecanismos de segurança no trabalho são outros e recusando perceber que os desafios do mundo do trabalho são novos e são diferentes. A revolução tecnológica, as novas formas de trabalho, os robots inteligentes, tudo está em desenvolvimento no mundo do trabalho. E o que tem o PCP a dizer-nos sobre isto? Nada”, responde a parlamentar.
A terminar, Sandra Pereira questionou à bancada comunista “quando é que o PCP vai ser deixar de ser um partido birra, amadurece e se liberta do protesto”.

14-03-2018 Partilhar Recomendar
18-03-2010
Deputados do PSD/Guarda pedem novos esclarecimentos sobre despedimentos na Delphi
    Carlos Peixoto e João Prata consideram insatisfatórias as respostas do Governo a esta questão
18-03-2010
Queixa da Comissão de Trabalhadores denuncia violação do Código de Trabalho na CP
    PSD exige esclarecimentos do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações
17-03-2010
“A política de emprego deste Governo é um descalabro”
    Mercês Borges defendeu uma reflexão sobre o problema do desemprego em Portugal
23-02-2010
PSD recomenda ao Governo a criação de indicadores para avaliar Iniciativa Emprego 2009 e 2010
    Deputados consideram que importa "garantir a transparência da acção governativa, designadamente através da disponibilização de indicadores estatísticos relativos à actividade desenvolvida pelos diferentes serviços da Administração Pública"
12-02-2010
Desemprego feminino é preocupante
    Margarida Almeida mostrou-se preocupada com o elevado desemprego feminino e questionou a Ministra sobre qual a atitude que o Governo pensa tomar.
11-02-2010
PSD aponta falhas nos Programas de Apoio ao Empreendedorismo Jovem
    Deputados supervisionam desempenho do Programa FINICIA Jovem
11-02-2010
PSD avalia Programas de combate ao Desemprego e Desemprego Jovem
    Sociais-democratas solicitam envio de dados disponíveis que atestem os resultados obtidos pelo IEFP
05-02-2010
Deputados eleitos pelos Açores alertam para falta de crédito para empresas no arquipélago
    Mota Amaral e Joaquim Ponte pedem respostas concretas do Governo para evitar colapso de empresas
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas