Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Regime do maior acompanhado: PSD defende um verdadeiro e real modelo de apoio à tomada de decisão
Sandra Pereira alertou para as fragilidades jurídicas da proposta do governo.
Sandra Pereira saudou a Ministra do Justiça por, finalmente, trazer ao Parlamento o diploma que estabelece o regime do maior acompanhado, algo que o Grupo Parlamentar do PSD considera da maior importância. “Depois de sucessivos anúncios e adiamentos e demoras já tardava”, referiu a deputada.
Referindo que o PSD esperava que esta demora se traduzisse num bom diploma, a social-democrata afirmou que o PSD esperava mais do governo. “Com isto não queremos deixar de assinalar o progresso que esta iniciativa representa, nem queremos deixar de reconhecer a bondade das intenções do governo, nomeadamente a assunção do princípio de que todas as pessoas são dotadas de plena capacidade jurídica, e o exercício da sua autonomia deverá estender-se até à medida do possível. Foi precisamente este princípio que norteou os Projeto de Lei que o PSD apresentou aqui sobre esta matéria e que o Governo e o PS sempre menosprezaram e disseram até que continham «fragilidades jurídicas e axiológicas». Pois bem, fragilidades jurídicas e axiológicas é o que mais encontramos nesta proposta de Lei”.
Sublinhando que o governo não passa das intenções, Sandra Pereira declarou que se verifica que ainda prevalece um modelo protecionista baseado na substituição da vontade, ao invés de um verdadeiro e real modelo de apoio à tomada de decisão, que é precisamente o garante do exercício da autonomia. “Mais, a terminologia usada, com expressões tais como, «incapaz», «demência notória», são estigmatizantes, o que aliás contraria os objetivos desta reforma, e são perfeitamente desajustadas do conhecimento científico atual e do próprio ordenamento jurídico. Verificamos também uma deficiente caracterização da incapacidade bem como a ausência total de critérios orientadores da aplicação de medidas de acompanhamento, atribuindo-se ao juiz uma incompreensível margem de liberdade. Distinção muito pouco clara dos atos de execução autónoma de caráter pessoal, dos de índole patrimonial, o que se afigura potenciadora de conflitos”.
Face a este cenário, Sandra Pereira questionou à Ministra da Justiça se o governo tem disponibilidade e abertura política para acolher contributos e melhorar este diploma.

09-03-2018 Partilhar Recomendar
08-03-2019
PSD favorável a alterações ao Código de Processo do Trabalho que tornem o sistema mais “eficiente, eficaz e célere”
    A posição dos sociais-democratas foi expressa pela deputada Susana Lamas.
07-02-2019
PSD recomenda a adoção de medidas urgentes em matéria de registos e notariado
    A iniciativa dos sociais-democratas foi apresentada por Emília Cerqueira.
30-01-2019
Carlos Peixoto desafia CDS a integrar um pacto para a justiça
    O Vice-Presidente da bancada do PSD recordou que os sociais-democratas apresentaram a todos os partidos uma proposta para melhorar o sistema de justiça.
30-01-2019
Violência contra as mulheres: é preciso passar do diagnóstico à ação
    Sandra Pereira lamentou que muito tenha ficado por fazer nos últimos anos.
30-01-2019
Os portugueses querem um governo que lute contra a corrupção
    Álvaro Batista colocou em evidência a inação da governação das esquerdas nesta matéria.
25-01-2019
Fernando Negrão acusa Governo de estar a “destruir o Serviço Nacional de Saúde”
    O líder da bancada do PSD lamentou a desumanidade e insensibilidade social manifestada pelo Primeiro-Ministro.
24-01-2019
PSD quer o Provedor de Justiça a coordenar e monitorizar a aplicação da Convenção sobre os Direitos da Criança em Portugal
    A proposta dos sociais-democratas foi apresentada por Andreia Neto.
16-01-2019
“Os advogados estagiários não podem ser os «novos escravos»”
    Sandra Pereira considera que “o país deve refletir sobre as condições de exercício da advocacia”.
16-01-2019
PSD não desiste da criminalização do enriquecimento ilícito
    Andreia Neto refere que o PSD não se cansará de continuar a procurar uma solução para criminalizar esse tipo de comportamentos.
11-01-2019
Sandra Pereira: “os crimes sexuais merecem o nosso mais profundo repúdio”
    No debate sobre alterações ao Código Penal a deputada alertou que manda a prudência que as alterações legislativas não se façam “a reboque da pressão mediática”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas