Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Miguel Santos assinala “enorme cinismo político” do PCP
Perante o regresso dos comunistas ao protesto, o social-democrata recordou que o PCP apoia esta política e este governo.
Miguel Santos colocou em evidência o enorme “cinismo político” dos comunistas, durante a Interpelação ao Governo sobre “política geral centrada nas necessidades de investimento nos serviços públicos, nomeadamente nos setores da Saúde, Educação, Transportes e Comunicações”.
Dirigindo-se à bancada do PCP, o Vice-Presidente da bancada do PSD recordou que os comunistas fizeram um acordo de governação onde o PCP “estabeleceu os princípios que entendeu. Neste momento, passado este período, o senhor traz um role de reivindicações, uma lista de protestos sobre várias matérias que o senhor gostava que estivessem a acontecer mas não estão. A pergunta que deixo é: regressando o PCP à figura do protesto, a quem é que o senhor dirige o seu protesto e as suas reivindicações”, questionou.
De seguida, o parlamentar lembrou que durante um ano e meio o PCP não se ouviu nessa fórmula, antes pelo contrário, “aquilo que assistimos foi ao elogio mútuo nos debates quinzenais com o Primeiro-Ministro sobre temas mais ou menos combinados”. Sublinhando que agora são indisfarçáveis os problemas que o país atravessa, Miguel Santos deu o exemplo do que se passa no setor da saúde: “faltam médicos, não há concursos para psicólogos, faltam enfermeiros, faltam técnicos de diagnóstico e terapêutica, não há as UFS novas que eram previsíveis, faltam equipamentos, as listas de espera de cirurgias e de consultas aumentam, falta resposta do INEM, falta resposta nas urgências hospitalares, os concursos que o senhor Ministro continuamente promete não são abertos, as PPP são renovadas e a dívida total do SNS a fornecedores externos aumentou 37,1%. Em matéria de investimento, o investimento no SNS entre 2015 e 2017 caiu 27,5%”.
Face a este cenário, Miguel Santos sentenciou que “agora que os problemas se agigantam o PC e o BE não assumem qualquer responsabilidade. Apresentam-se com a denúncia, como se não fosse nada da sua responsabilidade. É um enorme cinismo político. O PC e o BE apoiam este governo, apoiam esta política e este governo só existe porque o PC e o BE o viabilizam”, frisou.

15-02-2018 Partilhar Recomendar
27-02-2019
“Está demonstrado o fracasso das políticas deste governo também nas matérias da Saúde”
    António Costa Silva contestou os tempos de espera para consultas em Évora.
27-02-2019
“Na Guarda um doente cardíaco só pode estar doente às terças e quintas”
    Carlos Peixoto alerta que nos outros dias não há nenhum médico disponível.
27-02-2019
Manuela Tender acusa o governo de se esquecer da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro
    A deputada considera que esta foi uma “legislatura perdida para esta Região”.
27-02-2019
“Governo tem utilizado todos os expedientes possíveis para adiar a resolução de assuntos muito importantes para a Madeira”
    A acusação foi deixada por Sara Madruga da Costa no debate sobre Saúde.
27-02-2019
Saúde: Distrito do Porto “está doente”
    Luís Vales refere que essa é a consequência das políticas do PS, PCP e BE.
27-02-2019
Cristóvão Norte desafia Ministra da Saúde a dar resposta aos problemas dos algarvios
    Caso contrário, o parlamentar entende que o nome da Ministra passará de Temido para “temida”.
27-02-2019
Adão Silva: “o SNS está a andar para trás”
    O deputado elencou um conjunto de dados que comprovam os falhanços da atual governação.
22-02-2019
Ana Oliveira: “o governo virou as costas ao Serviço Nacional de Saúde”
    A deputada enumerou um conjunto de problemas que colocam em evidência as consequências da governação das esquerdas.
21-02-2019
Ministra da Saúde foge às questões sobre o novo Hospital da Madeira
    Os deputados eleitos pela Região acusam o governo de estar a adiar a resposta às questões para fugir às responsabilidades que tem nesta matéria.
20-02-2019
“O PSD tem sido a mãe solteira que verdadeiramente criou o SNS ao longo destes 40 anos”
    Ricardo Baptista Leite recordou que foi o PSD que implementou o SNS por todo o território nacional, que integrou os serviços de saúde materno infantil, que aprovou a lei de Bases da Saúde e que pagou as dívidas deixadas.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas