Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Miguel Santos assinala “enorme cinismo político” do PCP
Perante o regresso dos comunistas ao protesto, o social-democrata recordou que o PCP apoia esta política e este governo.
Miguel Santos colocou em evidência o enorme “cinismo político” dos comunistas, durante a Interpelação ao Governo sobre “política geral centrada nas necessidades de investimento nos serviços públicos, nomeadamente nos setores da Saúde, Educação, Transportes e Comunicações”.
Dirigindo-se à bancada do PCP, o Vice-Presidente da bancada do PSD recordou que os comunistas fizeram um acordo de governação onde o PCP “estabeleceu os princípios que entendeu. Neste momento, passado este período, o senhor traz um role de reivindicações, uma lista de protestos sobre várias matérias que o senhor gostava que estivessem a acontecer mas não estão. A pergunta que deixo é: regressando o PCP à figura do protesto, a quem é que o senhor dirige o seu protesto e as suas reivindicações”, questionou.
De seguida, o parlamentar lembrou que durante um ano e meio o PCP não se ouviu nessa fórmula, antes pelo contrário, “aquilo que assistimos foi ao elogio mútuo nos debates quinzenais com o Primeiro-Ministro sobre temas mais ou menos combinados”. Sublinhando que agora são indisfarçáveis os problemas que o país atravessa, Miguel Santos deu o exemplo do que se passa no setor da saúde: “faltam médicos, não há concursos para psicólogos, faltam enfermeiros, faltam técnicos de diagnóstico e terapêutica, não há as UFS novas que eram previsíveis, faltam equipamentos, as listas de espera de cirurgias e de consultas aumentam, falta resposta do INEM, falta resposta nas urgências hospitalares, os concursos que o senhor Ministro continuamente promete não são abertos, as PPP são renovadas e a dívida total do SNS a fornecedores externos aumentou 37,1%. Em matéria de investimento, o investimento no SNS entre 2015 e 2017 caiu 27,5%”.
Face a este cenário, Miguel Santos sentenciou que “agora que os problemas se agigantam o PC e o BE não assumem qualquer responsabilidade. Apresentam-se com a denúncia, como se não fosse nada da sua responsabilidade. É um enorme cinismo político. O PC e o BE apoiam este governo, apoiam esta política e este governo só existe porque o PC e o BE o viabilizam”, frisou.

15-02-2018 Partilhar Recomendar
18-03-2020
Covid-19: o Governo tem o nosso apoio para as medidas que forem necessárias
   
18-03-2020
Covid-19: PSD concorda com o estado de emergência, “todos devemos ser soldados para ajudar Portugal”
   
17-03-2020
Adão Silva: seria mais claro o funcionamento do Parlamento através da Comissão Permanente
   
13-03-2020
Coronavírus: Ricardo Baptista Leite apela aos portugueses para que cancelem tudo e fiquem em casa
    O Vice-Presidente da bancada do PSD enfatiza que “Portugal não pode ser outra Itália.”
11-03-2020
Coronavírus: PSD está disponível para “apoiar no que for necessário”
   
11-03-2020
Covid-19: PSD reitera disponibilidade para ajudar autoridades a travar epidemia
   
09-03-2020
PSD quer ouvir ex-Presidente da entidade gestora da Linha de Saúde 24
   
06-03-2020
Se há hospitais que não têm fundos disponíveis para comprar medicamentos a responsabilidade é do PS
    Álvaro Almeida culpabiliza os partidos da esquerda pelo “caos na saúde”.
04-03-2020
Coronavírus: “Onde estão as duas mil camas?”, pergunta Rui Rio
   
04-03-2020
PSD critica “falta de coordenação política” e impreparação do Governo para travar surto
    Ricardo Baptista Leite criticou a “falta de preparação do Governo” e as “falhas de comunicação que têm contribuído para o alarmismo social”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
08-04-2020 Sessão Plenária
16-04-2020 Sessão Plenária
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas