Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Os serviços públicos estão a degradar-se todos os dias. Na saúde é o caos completo"
Hugo Soares aponta o dedo ao governo das esquerdas e alertou para o caos no sector da saúde.
Hugo Soares entende que as declarações da Ministra da Justiça sobre a possível não renovação de mandato da atual Procuradora Geral da República (PGR), Joana Marques Vidal, representam uma forma de condicionar o trabalho da PGR numa altura em que ainda faltam 10 meses para terminar o seu mandato. No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, o líder parlamentar do PSD contestou a forma “leviana” como esta questão foi colocada e frisou que “há um antes e um depois de Joana Marques Vidal na PGR. É a primeira vez que a justiça demonstrou que não é fraca com os fortes. E quando há decisões para serem tomadas de extrema relevância para o país, o que os senhores fizeram foi colocar em causa a autonomia da Dra. Joana Marques Vidal, condicionando o trabalho do Ministério Público. E tudo isto sem falar com o Presidente da República. Não há opiniões de Ministros que não sejam opiniões do governo, ou o senhor desautoriza a Ministra da Justiça, ou esta é a posição do governo e, doravante, o país sabe que a Dra. Joana Marques Vidal, com 10 meses ainda de mandato, está em exercício de funções porque vai ser substituída por vontade política”.
Antes, o social-democrata recordou o acordo de revisão constitucional, assinado em 1997 entre o PS e PSD, quando António Costa era Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, que estabelecida que a PGR teria mandatos de “seis anos sem limitação de renovações”. “Mais claro do que isto não pode haver: o espírito do legislador é claro no que se assinou. Não há limitação de mandatos para nenhum órgão que não esteja expresso na lei”, argumentou o parlamentar.
De seguida, Hugo Soares focou-se nas consequências para os serviços públicos das opções políticas do governo. De acordo com o líder parlamentar do PSD “os serviços públicos estão a degradar-se todos os dias. São escolas que não ligam o aquecimento porque não têm dinheiro para pagar contas, é o contrato de confiança com as universidades que não está a ser cumprido, são escolas profissionais sem dinheiro, com os alunos a adiantar dinheiro do próprio bolso para pagar alimentação e transportes e é, na saúde, o caos completo”. Recorda o social-democrata que, em junho, teve oportunidade de visitar o Centro Hospitalar de Faro e alertar para a falta de condições daquele hospital. “Eu tive ocasião de perguntar ao senhor Primeiro-Ministro, há 3 semanas, no debate quinzenal, se tudo estava a ser feito para preparar o pico da gripe. Hoje, temos notícias de doentes que esperam em macas na receção hospitalar como se isso fosse o internamento e o tratamento das urgências. O hospital de Faro é o que conhecemos, mas é assim nas urgências de todo o país”.
A terminar, Hugo Soares perguntou a António Costa se acha razoável que, no ano 2018, “o governo das esquerdas e o país possa saber que há Centros de Saúde do país que não receberam este mês os medicamentos e outros artigos de tratamento de primeira necessidade, que não conseguem fazer o acompanhamento domiciliário dos seus doentes, porque o Estado não pagou o seguro da frota automóvel”.
09-01-2018 Partilhar Recomendar
29-03-2018
Com o governo das esquerdas o investimento no SNS é 27,5% inferior ao do período da troika
    Simão Ribeiro frisou que o PCP e o BE são tão responsáveis pela situação do SNS como o PS.
29-03-2018
Fátima Ramos apela ao Ministro da Saúde para que “não seja Centeno”
    A deputada quer que Adalberto Campos Fernandes se imponha perante o Ministro das Finanças e defenda os doentes.
29-03-2018
Ricardo Baptista Leite: o governo não tem estratégia para a saúde
    O deputado lamentou que, apesar de o país estar crescer, o governo opte por desinvestir no SNS.
29-03-2018
"É intolerável o adiamento de consultas e cirurgias por tempos clinicamente desajustados"
    Adão Silva considera que o Ministro da Saúde está reduzido a um “mero protetorado do Imperador Centeno”.
23-03-2018
“Importa assegurar que as pessoas são atendidas com qualidade, com eficácia e de forma rápida”
    A posição foi assumida por Laura Magalhães no debate de iniciativas na área das dependências.
22-03-2018
Com este governo assistimos a muitos anúncios e pouca concretização
    Nilza de Sena considera que essa concretização é crucial para que Portugal não continue a ter o quinto crescimento mais baixo da Europa.
22-03-2018
Crescimento económico: continuamos na cauda da União Europeia
    Paulo Neves confrontou a euforia dos socialistas com a realidade dos números.
22-03-2018
“O país poderia estar a crescer muito mais e a beneficiar muito mais”
    Luís Campos Ferreira considera que isso seria uma realidade “se não tivéssemos um governo manietado por uma maioria de esquerda que é avessa a uma economia social de mercado”.
22-03-2018
Governo tem uma péssima relação com as Universidades e Centros de Investigação
    Cristóvão Norte fala num conflito permanente entre o executivo e as instituições.
22-03-2018
Greve dos professores também é contra o PCP
    Segundo Álvaro Batista este descontentamento revela que os comunistas estão “a vender o seu apoio ao PS em troca de nada”.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas