Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Calçada Portuguesa: PSD defende a sua salvaguarda e valorização
Helga Correia apresentou a iniciativa do PSD que defende ainda que o governo se associe à Candidatura da Calçada Portuguesa a Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO.
Helga Correia apresentou o Projeto de Resolução do PSD que recomenda ao Governo a salvaguarda e valorização da Calçada Portuguesa. Sublinhando que é consensual a preocupação em torno da salvaguarda da Calçada Portuguesa, a deputada recordou que a Calçada Portuguesa constitui um pavimento natural em pedra, característico da cidade de Lisboa e de Portugal, que hoje é reconhecida por todos pela sua beleza artística e está presente em quase todo o mundo.
Contudo, adianta a deputada, a generalização da calçada acabou por ter como consequência a utilização de materiais menos nobres e de menor qualidade. “A utilização de mão-de-obra não especializada e a ausência de fiscalização, levou em muitos casos à degradação de alguns pavimentos, tornando-os pouco confortáveis ou até inseguros para os peões, designadamente para idosos, pessoas com mobilidade reduzida e em cadeiras de rodas e crianças”. Apesar disso, refere, não podemos concluir, porém, que a utilização de pavimentos alternativos são a única solução para a minimizar a insegurança das pessoas, na medida em que, os problemas são transversais a todos os tipos de pisos usados na construção dos passeios, quando os mesmos não são adequadamente colocados.
De seguida, a social-democrata frisou que a técnica de aplicação, conjugada com a criatividade, transformou um mero pavimento em património artístico que valoriza o espaço público e é marca forte da nossa identidade histórica. “Entendemos que a calçada portuguesa deve ser preservada, cabe-nos evitar a sua desvalorização e progressiva eliminação, só assim é possível a sua fruição”.
Com esse propósito, concluiu Helga Correia, os deputados do PSD recomendam ao governo a Salvaguarda da Calçada Portuguesa através de mecanismos que minimizem a sua degradação e que o governo se associe à Candidatura da Calçada Portuguesa a Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO.

21-12-2017 Partilhar Recomendar
27-11-2018
“As propostas do PSD para o IVA da cultura eliminam o caracter discricionário e discriminatório do Orçamento”
    José Carlos Barros contestou a diferenciação introduzida pelo governo entre tipos e locais de espetáculos.
30-10-2018
Cultura: média de um Ministro por ano é “a evidência do fracasso da política cultural do governo”
    José Carlos Barros referiu que a “inação” é a marca da governação das esquerdas.
06-07-2018
Touradas: quadro legislativo é adequado e atual
    Joel Sá declarou que os sociais-democratas consideram que “não é oportuno fazer alterações” à atual Lei.
17-05-2018
PSD quer que o governo dê continuidade às obras de restauro do Mosteiro de Santa Maria de Semide
    Os sociais-democratas apresentaram um Projeto de Resolução nesse sentido.
06-04-2018
O modelo criado pelo governo de apoio financeiro às artes fracassou
    José Carlos Barros lembrou que o orçamento da cultura em 2016 foi inferior ao do governo liderado pelo PSD.
06-04-2018
“Quem decide na Cultura é o Ministro das Finanças e o Primeiro-Ministro”
    Margarida Mano considera que o Ministro da Cultura não tem qualquer poder.
05-04-2018
Cultura: governo não honrou a palavra dada
    Fernando Negrão saudou os agentes culturais por terem desencadeado a maior onda de contestação na Cultura das últimas décadas.
21-03-2018
“O Ministério da Cultura parece estar fechado para obras”
    José Carlos Barros elencou um conjunto de problemas que afetam o setor e que se agravam com a inação do Ministro.
09-03-2018
Luís Marques Guedes acusa o Estado de incúria e inação em relação ao Forte de Santo António da Barra
    O deputado defendeu a transferência da gestão deste Forte para a competência do Município de Cascais.
22-02-2018
Acordo Ortográfico: governo continua a fazer de conta que não há nada para discutir
    José Carlos Barros recordou que o PSD entende que há muito a discutir e que por isso propôs a criação de um Grupo de Trabalho sobre esta matéria.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas