Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
PSD desafia António Costa a apresentar Moção de Confiança
A propósito dos incêndios, Hugo Soares criticou a “soberba, displicência e negligência” do Primeiro-ministro e desafiou-o a pedir desculpa aos portugueses.
No primeiro debate quinzenal após os trágicos incêndios de 15 e 16 de outubro, Hugo Soares questionou a António Costa se já está em condições de pedir desculpa aos portugueses.
No início do debate, o líder parlamentar do PSD deixou uma “palavra para os heróis nacionais, que não precisaram de ouvir do governo que tinham de se bastar a si próprios. Os que sabiam no momento que combatiam sozinhos os momentos mais difíceis das suas vidas. Os patrões e os empregados que tentavam salvar as unidades onde trabalhavam, os agricultores que tentavam salvar os seus modos de vida, os pais que fugiam com as crianças, os idosos que estavam abandonados à sua sorte. Todos aqueles que perderam a vida sozinhos e a quem o Estado falhou. A quem o senhor Primeiro-Ministro falhou”. Perante este cenário catastrófico, o social-democrata assumiu a responsabilidade política que lhe cabe e, em nome da bancada do PSD, pediu desculpa aos portugueses.
De seguida, o parlamentar afirmou que o Primeiro-Ministro já devia ter assumido a sua responsabilidade. “Saltava pelos olhos que a responsabilidade do que aconteceu foi do Estado. Que aquelas pessoas a quem o Estado falhou deviam ser reparados nos seus danos pelo Estado”.
Recordando que ainda na passada sexta-feira a esquerda chumbou a iniciativa do PSD para indemnizar as vítimas dos incêndios e que a floresta é a mesma de há cinco anos, o social-democrata foi perentório a frisar que “o que falhou foi o Comando, foi a prevenção, foi o vosso desleixo, foi a Proteção Civil e foi a vossa incompetência”. Face a este cenário, Hugo Soares desafiou António Costa a trazer ao Parlamento uma Moção de Confiança. “O senhor perdeu as eleições legislativas e quis ser o Primeiro-Ministro do Parlamento. O senhor perdeu agora a confiança dos portugueses. O senhor perdeu ontem a confiança do senhor Presidente da República. Por uma vez, seja um estadista e faça aquilo que a responsabilidade política obriga e traga a esta Câmara uma Moção de Confiança para provar ao país que continua a ter o Parlamento consigo”.
Perante a recusa do governante em avançar com uma Moção de Confiança, o líder da “bancada laranja” afirmou que António Costa “perdeu a oportunidade de mostrar que lidera e que tem a confiança do Parlamento. Na verdade, já não está aí a fazer nada, o senhor fazia um favor ao país se apresentasse a sua demissão ao Presidente da República.”
A terminar, Hugo Soares criticou a “soberba, displicência e negligência” de António Costa e comparou o atual governante com o anterior Primeiro-Ministro. “Há uns anos houve um Primeiro-Ministro que disse ao país que se fosse preciso perder eleições para fazer aquilo que os portugueses precisavam de fazer, dizia ele, então «que se lixem as eleições». Quero dizer ao senhor Primeiro-Ministro, sem medo das palavras, que o senhor para se manter no poder diz «que se lixem os portugueses»”.

18-10-2017 Partilhar Recomendar
Hugo Soares questiona o Primeiro-Ministro
Hugo Soares questiona o Primeiro-Ministro
22-02-2018
Segurança Interna: falta coragem ao governo para atuar
    Desde a segurança rodoviária à violência no desporto, Luís Marques Guedes criticou o imobilismo do executivo.
06-02-2018
Seminário sobre o “Mecanismo Europeu de Proteção Civil”
    Conheça o Programa e Participe.
19-01-2018
“Em 2016 o investimento público na floresta diminuiu”
    Maurício Marques refere que a “floresta portuguesa tem sido objeto de muitas considerações e muitas propostas, mas no terreno pouco ou nada se verifica”.
18-01-2018
PSD propõe Projetos-piloto de ordenamento florestal para o interior
    Duarte Marques defendeu que o projeto previsto para Pedrógão seja alargado a Mação, Oleiros, Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Proença-a-Nova, Gavião e Nisa.
11-01-2018
“PSD deu um contributo decisivo para a melhoria da eficácia e do prestígio das forças de segurança”
    Sara Madruga da Costa considera que o Estatuto da PSP foi um sinal claro e inequívoco de que o PSD pretendia fornecer mecanismos e instrumentos para garantir aos polícias condições adequadas no desempenho das suas funções.
10-01-2018
Lei dos Estrangeiros: alterações danosas foram “cedência à pressão da extrema-esquerda”
    Carlos Abreu Amorim lamenta que com esta "deriva ideológica esquerdizante" o PS tenha quebrado o consenso que existia em relação a esta matéria.
21-12-2017
PSD pretende maior eficiência e eficácia na fiscalização das contas dos partidos políticos e das campanhas eleitorais
    José Silvano apresentou uma iniciativa que visa ainda superar as atuais dúvidas de constitucionalidade.
20-12-2017
“Este foi um ano bem penoso para os portugueses e a responsabilidade é sua que é Primeiro-Ministro”
    Hugo Soares contrariou António Costa e desafiou-o a pronunciar-se sobre a coerência do governo em assuntos como a associação Raríssimas, os CTT, o Salário Mínimo Nacional e o Montepio.
20-12-2017
Passos Coelho acusa o PS de instrumentalizar o Estado e os cidadãos
    O líder do PSD afirmou ainda não ter memória de “ano tão trágico”.
07-12-2017
PSD contra alteração ao Estatuto da GNR proposta pelo PCP e PAN
    José Silvano justificou a oposição do PSD com base na coerência histórica e na importância da GNR para a segurança nacional e combate ao crime.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas