Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
SEF: José Cesário fala em “saneamento político”
O Vice-Presidente da bancada do PSD diz que “agora toda a Administração Pública sabe que quem discordar dos senhores do PCP e do Bloco corre o risco de ser afastado”.
José Cesário alertou para o “saneamento político” que ocorreu no SEF. Segundo o Vice-Presidente da bancada do PSD, “o governo brindou-nos nos últimos dias com mais uma decisão notável, bem demonstrativa do modo como encara a governação e a administração pública. A Diretora e os Subdiretores do SEF foram afastados, alegadamente por não terem cumprido os objetivos do Governo. Ora na passada semana todos ouvimos, nesta Assembleia, o Senhor Primeiro-Ministro assumir com veemência, como é seu hábito, a sua convicção de que a CRESAP foi das coisas boas feitas no passado, ou seja, que as nomeações são baseadas em critérios de competência. Pois bem, Senhores Deputados, como é possível conciliar esta declaração sonante com a demissão de Luísa Maia Gonçalves? A CRESAP serve para nomear com isenção, premiando a competência, mas para demitir ou, se quisermos, para provocar uma demissão, já não está em causa a capacidade, bastando uma simples decisão política. A isto, Senhores Deputados, chama-se saneamento político”.
Segundo o deputado, o motivo que determinou a saída de Luísa Maia Gonçalves terá sido o incumprimento de objetivos tendo em conta a nova lei de estrangeiros. “Exatamente a tal lei que tinha merecido um parecer técnico negativo do SEF. A verdade é que o SEF se limitou a cumprir a sua missão, alertando a tutela para o facto de as alterações propostas pelo PCP e pelo Bloco implicarem graves riscos em matéria de segurança interna, impossibilitando a deportação de cidadãos manifestamente perigosos, para além do aumento da desregulação do processo migratório. É assim que tal ousadia se paga agora com este afastamento”.
No entender do social-democrata, “a sacrossanta aliança do PS com a extrema-esquerda assim o determinou. Agora toda a Administração Pública sabe que quem discordar dos senhores do PCP e do Bloco corre o risco de ser afastado. Assim se consagra o delito de opinião na administração pública. Ficam a saber isso os dirigentes do SEF, mas também os professores, os médicos, os enfermeiros, os funcionários dos registos, enfim, todos os funcionários públicos. Hoje, os portugueses sabem que a santa aliança PS/Bloco/PCP, além de se banquetear à mesa do orçamento, satisfazendo as suas clientelas preferidas, não hesita em sanear quem quer que se oponha às suas intenções, por mais incompreensíveis que sejam”.
Depois de dar a garantia de que “este tipo de intenções será combatido pelo PSD com todas as nossas forças, lado a lado com os portugueses, e jamais nos vergaremos perante estratégias totalitárias e demagógicas que só podem comprometer a democracia”, José Cesário concluiu a sua declaração política lamentando que “isto de o PCP e o Bloco perderem nas urnas e terem de ser consolados fraternalmente pelo colinho do vosso governo, à custa dos portugueses e de funcionários públicos competentes como Luísa Maia Gonçalves, é uma vergonha”.

11-10-2017 Partilhar Recomendar
18-06-2019
Fernando Negrão acusa António Costa de “não ser um Primeiro-Ministro para o povo”
    O líder parlamentar do PSD destacou ainda a “falta de transparência” do governo no processo de reconstrução das casas atingidas pelos incêndios.
30-05-2019
Cristóvão Crespo preocupado com o despejo do Posto Territorial de Avis da GNR
    O social-democrata pediu esclarecimentos ao Ministro sobre esta situação.
29-05-2019
Incêndios: os portugueses podem confiar nos bombeiros e nas forças de segurança, mas não podem confiar no governo
    Duarte Marques considera que a incompetência do governo levou a que se voltasse a falhar na preparação atempada da época de fogos.
15-05-2019
Lei da liberdade sindical: Carlos Peixoto recorda que a proposta do governo “nasceu torta”
    O Vice-Presidente da bancada do PSD elencou os contributos imprescindíveis do PSD para “endireitar” esta proposta.
13-05-2019
Cativações e cortes no investimento. “Chama a isto boa gestão das contas públicas?”
    Fernando Negrão acusou António Costa de fazer um “brilharete nas contas” à custa de corte no investimento.
16-04-2019
Violência Doméstica: Ângela Guerra defende a importância de consensos políticos
    A parlamentar frisou que o Parlamento tem a responsabilidade de dar resposta a todas as vítimas deste crime.
16-04-2019
Violência Doméstica: “é preciso mais luta contra o luto”
    Sandra Pereira apresentou 5 iniciativas do PSD para combater este flagelo.
10-04-2019
“O PS não tem noção da destruição que deixou no país e em que deixou os portugueses”
    Duarte Marques criticou a “desonestidade intelectual” dos socialistas e lamentou que não valorizem o esforço feito pelos portugueses.
03-04-2019
Segurança: governo tem problemas sérios no confronto com a realidade
    Segundo Luís Marques Guedes os recursos humanos e os meios orçamentais alocados à segurança diminuíram com este governo.
03-04-2019
Governo só veio criar confusão e propaganda no combate aos incêndios
    Duarte Marques alertou que todas as autoridades estão desiludidas com as alterações promovidas pelo executivo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas