Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Plataformas eletrónicas de transportes: “queremos acreditar que o PS não está a fingir que resolve, para nada resolver”
Paulo Rios de Oliveira considera que a iniciativa do governo não dá resposta às maiores questões que esta atividade pressupõe.
No encerramento do debate do Projeto de Lei do PSD que estabelece o regime jurídico da atividade de transporte individual de passageiros a partir de plataforma eletrónica, Paulo Rios de Oliveira lamentou a falta de intervenções do governo e dos partidos que o suportam.
Segundo o social-democrata após este debate e de tudo o que aqui ouvimos, impõem-se conclusões claras e mensagens inequívocas. Em primeiro lugar, recorda o deputado, este tema só vem a debate por imposição do PSD e para apresentação e defesa da proposta do PSD. Desde, pelo menos, meados de 2015 que este modelo de negócio e novo serviço começou a operar em Portugal na mais absoluta desregulação e com o Governo da República a assistir. O impacto destas plataformas afetou consumidores, profissionais do setor e novos interessados com o Governo da República a assistir. Gerou-se a confusão de conceitos, procedimentos e regras de exercício e prestação do serviço, com incidentes graves e amplamente noticiados e o nosso Governo refugiou-se em explicações desculpas vagas e inconsequentes. Ainda em 2015, os tribunais acolheram uma providência cautelar que ordenou a suspensão do serviço da plataforma UBER e gerou-se o caos no setor. Apenas no final de 2016 o governo avança timidamente com uma proposta que não é suficiente nem é sólida”.
No entender do social-democrata a proposta do governo não é suficiente porque não articula e responde às quatro maiores questões que esta atividade pressupõe, ou seja o justo equilíbrio e defesa de: quem presta o serviço automóvel; quem conduz a viatura; o consumidor; as plataformas. “Mas também não é sólida. Como se não bastasse, a proposta está limitada ao apoio do PS, ou seja, abre mais um rombo na solidez da governação à moda da geringonça. Dito de outro modo, o governo não soube, não quis ou não pode reunir o tal «governo de amplo consenso e maioria estável» que vendeu aos portugueses e chegou a este debate pendurado nos votos dos 66 deputados socialistas. A este bloco ou bloqueio em que o governo se deixou meter, respondeu o PSD com uma proposta, a nossa proposta que, bem mais ambiciosa e equilibrada, permite responder e disciplinar esta nova atividade”.
A terminar, Paulo Rios de Oliveira afirmou que no PSD “queremos acreditar que o PS não está a fingir que resolve, para nada resolver e que o governo quer encontrar uma solução para este desafio. Se o governo quer uma solução, uma boa solução, a solução que, de forma mais equilibrada, compõe os interesses em jogo, pode e deve apoiar a solução e proposta do PSD”.

01-06-2017 Partilhar Recomendar
20-10-2017
“Municipalização da Carris privilegia despudoradamente o município de Lisboa”
    Sandra Pereira criticou a forma “atabalhoada” como a municipalização foi feita e alertou para as injustiças criadas.
11-10-2017
Transportes: esquerda tem de dar explicações sobre o que anda a fazer
    António Costa Silva frisou que os partidos que suportam o governo têm responsabilidades no que se está a passar com a Soflusa.
11-10-2017
Soflusa é exemplo do caos em que se está a tornar o sector dos transportes
    José Carlos Barros quis saber quais as soluções que o PEV tem exigido ao governo.
03-10-2017
Carris: PS não acautela preocupações do Presidente da República
    Carlos Silva acusou os socialistas de estarem “amarrados à esquerda” e de ignorarem o Presidente.
20-09-2017
Parlamento analisa Petição que solicita a reclassificação de veículos em portagens
    Paulo Rio de Oliveira mencionou os efeitos dessas alterações e lamentou a ausência de respostas do Governo ao Parlamento.
20-09-2017
PSD insta o Governo a avançar com investimentos previstos no Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas aprovado em 2015
    António Costa Silva frisou que estes investimentos vão trazer melhor desenvolvimento, maior sustentabilidade, mais eficiência, mais competitividade e melhor ambiente.
18-09-2017
Governo não fez nenhum investimento público ferroviário
    António Costa Silva frisou que a esquerda está no governo há dois anos e não tem nada para mostrar.
07-09-2017
“É uma vergonha ver o PS suportar iniciativas que são um ataque ao Poder Local”
    Luís Leite Ramos lamentou a posição assumida pelos socialistas no caso da blindagem de uma futura concessão da Carris a privados, medida vetada pelo Presidente da República.
01-06-2017
“Fenómeno das plataformas eletrónicas de transporte é um exemplo por excelência da economia de partilha”
    António Costa Silva elencou as diferenças entre a visão do PSD e do governo.
01-06-2017
PSD quer regular a atividade de transporte individual de passageiros a partir de plataformas eletrónicas
    Segundo Paulo Neves a proposta dos sociais-democratas irá defender o consumidor, quem trabalha e quem presta o serviço.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas