Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Defesa: Bruno Vitorino acusa o PCP de “dizer mal do passado para justificar o seu silêncio no presente”
O deputado enumerou um conjunto de erros deste governo que foram cometidos com o “silêncio cúmplice” dos comunistas.
No debate de iniciativas que pretendiam alterar o Estatuto dos Militares das Forças Armadas, Bruno Vitorino considerou que a iniciativa do PCP não traz nada de novo, acrescentando que “é partidarização de matérias que são de interesse nacional. O objetivo do PCP é dizer mal do passado para justificar o seu silêncio no presente”.
Segundo o deputado, o anterior governo fez uma profunda reforma da legislação militar, no sentido de modernizar e adaptar as nossas Forças Armadas à nova realidade internacional. “O objetivo do PCP é criticar esse esforço, esse trabalho. O que hoje apresentam, nada acrescenta realmente para melhorar a instituição militar. Curioso é, nos dias de hoje, que o PCP critique o governo anterior, acusando-o de degradar a condição militar, de querer retirar poderes aos chefes militares, ou de desvalorizar as Forças Armadas. Com o atual Governo socialista e com o atual Ministro assistimos a um conjunto de situações anormais e graves: ao pôr em causa a dignidade do Colégio Militar, ao discutir na praça pública, da forma como o fez, a ação do Ministro levou à demissão dos responsáveis pelo colégio e do próprio Chefe Estado-Maior do Exército. Foi a afetada a imagem do Exercito. Isto com o silêncio cúmplice do PCP. Assistimos à saída do Almirante CEMA. Isto com o silêncio cúmplice do PCP. Temos problemas financeiros graves nas Forças Armadas, cortes e cativações que põe em causa a manutenção e a operação nos 3 ramos. Isto com o silêncio cúmplice do PCP. Assistimos à sonegação constante de informação e de envio de documentação por parte do Ministro da Defesa à comissão respetiva. É o caso dos estudos sobre a Base Aérea do Montijo, ou da forma como é decidida e anunciada nas costas do parlamento a retração das nossas tropas do Kosovo. E isto com o silêncio cúmplice do PCP”.
A terminar, Bruno Vitorino frisou que nos dias instáveis como os de hoje, na Europa e no Mundo mais perigosos, deixarmos de ter um papel ativo numa aliança atlântica, de que fomos fundadores é um erro e um erro perigoso. “Quem não está, tende a ser esquecido. E nós deixámos de estar. É um erro e são erros atrás de erros”.

09-05-2017 Partilhar Recomendar
30-06-2017
Pedro Roque chefia missão de alto nível à sede da ONU
    O deputado, que preside à Assembleia Parlamentar do Mediterrâneo, participou ainda numa reunião especial do Conselho de Segurança da ONU.
19-06-2017
Sara Madruga da Costa reuniu com o Comandante da Zona Militar da Madeira
    No encontro foram abordados vários assuntos pendentes com a República.
29-03-2017
PSD defende o envolvimento dos meios militares na prevenção e combate ao flagelo dos incêndios florestais
    Luís Pedro Pimentel recordou que essa medida ia ser implementada pelo governo liderado pelo PSD.
01-06-2016
Deputados do PSD defendem necessidade de se agilizar o acesso dos jovens da Madeira à carreira militar
    Sara Madruga da Costa e Pedro Roque defenderam igualmente um aumento da participação de mulheres.
12-04-2016
Sara Madruga da Costa visitou radar militar na Madeira
    A visita serviu para a parlamentar perceber a forma como o radar está a funcionar e para conhecer o trabalho levado a cabo pelos militares na referida estação.
20-11-2015
“Cooperação entre a União Europeia e a NATO deve passar a ser uma realidade”
    Ângela Guerra quis saber qual a posição assumida pelo PS em relação à nossa política externa.
28-05-2015
Deputados do PSD presentes na cerimónia de comemoração do Dia do Hospital das Forças Armadas
    O projeto, decidido e realizado pelo atual Governo, celebrou esta quinta-feira o seu primeiro aniversário.
22-01-2015
Nova Lei de Programação das Infraestruturas Militares é mais realista e exequível
    António Prôa destacou as virtuosidades desta Proposta do Governo.
22-01-2015
“A Lei de Programação Militar é fundamental para a modernização das Forças Armadas”
    A afirmação foi proferida por Joaquim Ponte no Plenário.
22-01-2015
“Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo estão vivos”
    Nuno Sá Costa afirmou que o Governo e a maioria evitaram a morte dos estaleiros.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas