Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Administração Interna: “não é depois de a casa ser roubada que se vai pôr trancas na porta”
Luís Marques Guedes alertou para a paralisia do governo.
No encerramento do debate com a Ministra da Administração Interna, Luís Marques Guedes afirmou que durante a discussão a Ministra entreteve-se com uma “navegação bélico-doce” com os grupos parlamentares que a apoiam, pela agenda sindical das forças de segurança, pouco ou nada falando relativamente ao que verdadeiramente interessa. Já no que respeita às questões colocadas pelos grupos parlamentares da oposição, o social-democrata referiu que a Ministra primeiro procurou fingir-se de vítima relativamente às circunstâncias que acontecem e depois passou para o habitual passa-culpas. “Foi assim relativamente à recuperação dos meios aéreos para o combate aos incêndios. Diz a senhora Ministra que não é como gostaria, mas que os concursos públicos são muito complicados e já lá vai um ano e meio e fica tudo da mesma. A senhora tem de perceber que este já é o segundo ano de época de incêndios que a senhora vai enfrentar”.
O mesmo acontece, adianta o deputado, em relação à dotação necessária aos Serviços de Informação dos meios adequados e em relação à criação de um Ponto Único de Contato, mais duas áreas em que vão passando os meses e as soluções continuam sem ser implementadas.
A terminar, Luís Marques Guedes referiu-se também à violência nos espetáculos desportivos e concluiu afirmando que no PSD “gostávamos que não fosse preciso acontecer um acidente grave neste país para que o governo começasse a assumir as suas responsabilidades. Não é depois de a casa ser roubada que se vai pôr trancas na porta”, rematou.

13-04-2017 Partilhar Recomendar
17-02-2010
Bacelar Gouveia preocupado com homejacking na Região do Algarve
    Deputado do PSD questionou o Ministro da Administração Interna durante a discussão do Orçamento do Estado para 2010
17-02-2010
“Verba para a formação dos agentes é insuficiente”
    Luís Montenegro defende que a verba destinada à formação de novos agentes de segurança pública é insuficiente
05-02-2010
Número de efectivos da GNR de Tondela é insuficiente
    Actualmente com 38 guardas, quando deveriam ser 96
Início Anterior
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas