Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Luís Montenegro acusa o governo de colocar em causa o mercado do arrendamento
No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, o social-democrata destacou ainda as “entradas de leão e saídas de ratinho” do Governo em relação a Dijsselbloem.
O PSD levou ao debate com o Primeiro-Ministro as alterações feitas pela geringonça à lei das rendas. Na sua intervenção, Luís Montenegro quis saber qual o objetivo do Governo com mais esta reversão, que não protege os senhorios mais pobres e duplica o prazo para a passagem do mercado livre as rendas mais antigas sempre que os inquilinos tenham dificuldades económicas, mais de 65 anos ou 60% de deficiência.
No entender do líder parlamentar do PSD as mudanças legislativas aprovadas pela esquerda vão ter como consequências “a diminuição da atividade de reabilitação, a diminuição da oferta de casas para arrendamento e o aumento das rendas”. Sublinhando que esta mudança na lei “está a gerar desconfiança no mercado de arrendamento”, uma vez que o aumento da proteção dos inquilinos não foi acompanhada da aprovação do subsídio para os senhorios mais pobres, o social-democrata questionou a António Costa o que pretende o governo com este retrocesso.
De seguida, Luís Montenegro acusou o governo de “entradas de leão e saídas de ratinho” com Dijsselbloem. No entender do líder da “bancada laranja” o Governo de teve “entradas de leão” a pedir a demissão do presidente do Eurogrupo e “saídas de ratinho” por não ter pedido a demissão na última reunião de Ministros das Finanças, em Malta. “Em Portugal, fala como um leão, a pedir a demissão e a cabeça de Dijsselbloem, mas, nas reuniões europeias, essas entradas de leão são substituídas por saídas de ratinho”. Para o social-democrata assistimos a uma “encenação” do Secretário de Estado das Finanças na reunião do Eurogrupo, que se traduziu num “momento ridículo”.
A terminar, Luís Montenegro confrontou António Costa com o veículo para o crédito malparado. “O senhor já disse que estava a ultimar uma solução, depois já disse que estava a trabalhar intensamente numa solução e depois já disse que havia um calendário para as reuniões. Quantas reuniões é que já houve sobre este assunto? Qual foi o resultado dessas reuniões? Qual o calendário que vamos seguir? É mesmo caso para dizer que, um ano depois, o crédito continua malparado, mas o governo está cada vez mais bem-parado. Isto é só conversa, é preciso dizer ao país qual é de facto a conversa que o senhor preconiza”, rematou o parlamentar.

12-04-2017 Partilhar Recomendar
Luís Montenegro questiona o Primeiro-Ministro
Luís Montenegro questiona o Primeiro-Ministro
24-03-2017
Miguel Morgado: “o Presidente do Eurogrupo tem de ir embora”
    O deputado apresentou o Voto de Condenação do PSD pelas declarações inaceitáveis proferidas por Jeroen Dijsselbloem.
24-03-2017
Regina Bastos evoca 60 anos da assinatura do Tratado de Roma
    A deputada enfatizou que o PSD continua empenhado na construção de uma Europa forte e unida.
22-03-2017
CGD: Luís Montenegro denuncia “privatização geringonçada”
    No debate quinzenal, o social-democrata questionou o Primeiro-Ministro sobre o encerramento dos balcões da Caixa e sobre a reforma curricular anunciada pelo Secretário de Estado da Educação.
17-03-2017
Manuel Rodrigues destaca benefícios do CETA para as pequenas e médias empresas portuguesas
    O parlamentar lembra que com este acordo estas empresas deixam praticamente de pagar taxas aduaneiras.
17-03-2017
“O CETA cria novas oportunidades para as empresas da União”
    Segundo António Costa Silva este acordo permitirá uma poupança de mais de 500 milhões de euros por ano às empresas da União e beneficiará fortemente as empresas mais pequenas.
08-03-2017
Europa: Miguel Morgado refere que a ameaça da criação de um diretório volta a pairar
    O social-democrata alertou para a ideia que se começa a impor de que a Europa deve caminhar a várias velocidades.
03-03-2017
Duarte Marques: “a esquerda só quer a Europa dos direitos, não a dos deveres”
    O deputado acusou os parceiros de coligação do governo de defenderam a “implosão” de Europa.
03-03-2017
“Precisamos de uma Europa com melhores soluções para os problemas que temos em comum”
    No debate sobre a Presidência Maltesa no Conselho Europeu, Miguel Morgado alertou para “o risco de fragmentação” da União.
27-01-2017
Passos Coelho expõe a “fantasia” e o “faz de conta” do Governo em matéria de défice
    O social-democrata frisou que o Governo só conseguiu atingir a meta de défice fazendo “exatamente aquilo que disse que não ia fazer”.
06-01-2017
“Precisamos de um Novo Programa de Realojamento”
    Emília Santos considera que Portugal precisa de uma estratégia consistente, coordenada e consequente.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas