Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Parece que a esquerda pretende proteger Ricardo Salgado e transformar o Governador do Banco de Portugal no ladrão
Carlos Silva afirmou que o PSD não aceita “que se confundam polícias com ladrões” e que o PS tente apagar as suas responsabilidades no sistema financeiro.
No debate de várias iniciativas com vista a alterar o modelo de Supervisão do Setor Financeiro, Carlos Silva afirmou que, a pretexto de um debate que se pretende sério, assistimos ao PS a atacar a independência dos reguladores, fragilizando as instituições. “Veja-se os ataques do líder parlamentar e Presidente do PS ao Governador do Banco de Portugal. Veja-se a necessidade de intervenção do Presidente da República para proteger a independência do Banco de Portugal. Veja-se o que se está a passar com a nomeação dos administradores do Banco de Portugal e dos novos membros do Conselho de Finanças Públicas, cujas propostas de nomeação têm sido sujeitas ao veto de gaveta do governo, só porque não se tratam de boys do PS”.
De seguida, o social-democrata acusou o governo e as esquerdas de procurarem rescrever a história e passar a imagem de que o que existe de mau no sistema financeiro não é da sua responsabilidade. “É ou não verdade que o Dr. Carlos Costa foi nomeado por um governo vosso? Foi, mas agora não serve os vossos interesses e pretendem saneá-lo. É verdade que o Banco de Portugal nem sempre atuou com a celeridade que se impunha, mas isso não justifica que o possamos transformar no principal réu do que se passa no BES. Os responsáveis pelo desastre do BES, pelas perdas dos lesados, foram os seus gestores, que, deliberadamente, os senhores do governo, PS, Bloco e PCP tentam a todo o tempo fazer esquecer. Na novela que tornaram em torno do BES até parece que se pretende proteger Ricardo Salgado e transformar o Governador do Banco de Portugal no ladrão”.
Carlos Silva afirmou, de seguida, que não estranha esta posição da esquerda. “Este é o mesmo PS de António Costa que, enquanto líder da oposição, achava que o governo de Passos Coelho devia ter injetado dinheiro público para salvar o BES e com isso ajudar Ricardo Salgado. Este é o mesmo PS do BPN nacionalizado, cuja gestão catastrófica custou aos contribuintes 4 a 5 mil milhões de euros. Este é o mesmo PS de Santos Ferreira e Armando Vara na gestão da Caixa que concedeu empréstimos a amigos e empresas amigas para que adquirissem ações e tomassem de assalto o BCP, para onde mais tarde transitariam para a administração. Este é o mesmo PS, de José Sócrates que como 1º Ministro patrocinou financiamentos a empresas do universo GES, e que mais tarde levaram à destruição de empresas que criavam valor acrescentado para o País, como a PT. Este é o mesmo PS do Governo da Geringonça, em que decorrido 1/3 do seu mandato, o que temos relativamente ao sistema financeiro não passa de conversa fiada”.
A terminar, o parlamentar afirmou que o PSD não aceita que se confundam polícias com ladrões, que o PS apague as suas responsabilidades no sistema financeiro e que ponha em causa a independência, fragilize as instituições e, com isso, destrua o sistema financeiro.

07-04-2017 Partilhar Recomendar
23-03-2017
Dívida pública: “o Governo está a jogar à lotaria com o nosso futuro”
    Inês Domingos considera que a atuação do executivo, nesta como em outras matérias, “é o reflexo de uma política imediatista, sem olhar às consequências para o futuro”.
09-03-2017
Ministro das Finanças defende a subordinação política dos reguladores e supervisores ao governo
    Duarte Pacheco considerou que isto é “inaceitável” e “altamente preocupante para o Estado democrático”.
09-03-2017
“Dirigentes do PS têm estado em manobras de intimidação dos fiscalizadores, reguladores e supervisores”
    Carlos Abreu Amorim frisou que estas entidades têm de ser independentes em relação aos regulados, mas também perante o poder político.
09-03-2017
A independência das instituições e da supervisão bancária está em risco
    António Leitão Amaro recordou vários episódios de ataques à independência das instituições e dos reguladores.
08-03-2017
“O governo não está a fazer o que devia para aumentar o potencial da economia e para nos pôr a crescer”
    Passos Coelho considera que a realidade não coincide com a “visão idílica” que o governo apresenta.
01-03-2017
Offshore: PSD considera que “tudo deve ser esclarecido”
    Duarte Pacheco criticou o “oportunismo bacoco” da esquerda parlamentar.
17-02-2017
Inês Domingos: “com este Governo o investimento colapsou”
    A deputada criticou o “fraquíssimo desempenho” de um executivo incapaz de inspirar confiança aos investidores.
09-02-2017
Com as reversões da “geringonça” o investimento caiu, a criação de novas empresas caiu e a economia abrandou
    António Leitão Amaro recordou que com o Governo liderado pelo PSD a economia, o investimento e as exportações estavam a crescer mais.
09-02-2017
É fundamental retomar a reforma do IRC oferecendo um quadro fiscal atrativo e previsível para quem queira investir no país
    Marco António Costa frisa que “o país precisa de retomar o caminho de reformas iniciadas e que permitiram um crescimento económico sustentado”.
08-02-2017
Luís Montenegro considera que a gestão da dívida feita pelo Governo “é um desastre”
    O líder parlamentar do PSD acusou ainda o Ministro das Finanças de ter mentido sobre demissão de António Domingues.
Início Anterior Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas