Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Governo deu borla fiscal às grandes empresas e aumentou os combustíveis para as famílias
Emídio Guerreiro frisou que também no sector da energia este governo social-comunista está a penalizar os portugueses.
No encerramento do debate sobre energia, Emídio Guerreiro acusou a maioria “social-comunista” que apoia o governo de tentar rescrever a história. Frisando que estes partidos esqueceram propositadamente os erros cometidos no passado e os esforços feitos entre 2011 e 2015 para corrigir esses erros, o deputado recordou que durante o governo liderado por Passos Coelho assistimos a um corte nas rendas do sector da energia. “Destacava também a aposta nas energias renováveis, sem custos para os contribuintes, a generalização dos combustíveis low-cost, o alargamento da tarifa social de eletricidade e a aprovação do compromisso para o Crescimento Verde”.
Lamentando que para a esquerda nada disto interesse, o social-democrata prosseguiu a sua intervenção referindo que a atual maioria, que prometeu ser unida e credível, também na política energética não o tem sido. “As contradições entre as posições políticas dos diferentes partidos que apoiam o governo são notórias, as iniciativas legislativas diversas e as respetivas votações assim o comprovam. O recente desentendimento, no que se refere à prospeção e exploração de petróleo, é apenas mais um exemplo de que algo não vai bem na maioria social-comunista”.
A consequência, adianta o deputado, “é uma borla fiscal de centenas de milhões de euros às grandes empresas e um aumento dos combustíveis para as famílias empresas. Uma história vergonhosa de um imposto adicional sobre os combustíveis, que seria revisto trimestralmente, e que afinal veio para ficar e a todos penalizar”. Tendo em conta este cenário, Emídio Guerreiro frisou que é também devido a estes “tristes episódios” que o PSD olha para o futuro com preocupação.
A terminar, o parlamentar afirmou que o país, os cidadãos e as empresas não podem esperar mais. “É este o desafio que deixamos: façam. Deixem-se de conversa e governem. Afinal onde está a maioria estável, credível e duradoura”, questionou.

31-03-2017 Partilhar Recomendar
28-11-2018
Em matéria de energia este Orçamento é “muita parra e pouca uva”
    Emídio Guerreiro refere que apesar da propaganda do governo, “a montanha pariu um rato”.
17-10-2018
Emídio Guerreiro: “este governo detesta entidades independentes”
    O deputado acusou o governo de não resistir à “tentação do controlo político” e de ter colocado “um comissário político” na ERSE.
11-05-2018
Comissão de inquérito às rendas na energia: PSD será ativo e consequente
    Paulo Rios de Oliveira expôs a posição do PSD e referiu que “a presença nos governos socialistas de Sócrates está a passar de Currículo Político a Cadastro Político.”
04-05-2018
Legislação nacional garante a total segurança de pessoas e bens sob as linhas de alta e muito alta tensão
    António Topa indica que as leis nacionais respeitam a legislação europeia e as recomendações da Organização Mundial de Saúde.
02-05-2018
Rendas energéticas: Emídio Guerreiro manifestou a disponibilidade do PSD para avaliar tudo
    O deputado afirmou esperar que a comissão de inquérito anunciada pelo BE não sirva para “ajudar a confundir e disfarçar”.
26-01-2018
António Topa alerta para riscos em torno das instalações elétricas e de gases combustíveis em edifícios
    Segundo o deputado, com a alteração à Lei deixou de ser necessário uma aprovação por parte de entidades certificadas independentes.
15-12-2017
PSD apoia iniciativa que visa a definição de regras de proteção contra a exposição aos campos eletromagnéticos derivados de linhas de muito alta tensão
    A posição dos sociais-democratas foi expressa pelo deputado António Topa.
20-09-2017
PSD defende um aumento da fiscalização da ERSE aos preços do Gás
    António Proa acusou o Secretário de Estado da Energia de inação.
18-09-2017
Energia: rendas excessivas foram criadas por governos socialistas
    Segundo Luís Leite Ramos, o governo liderado por Passos Coelho foi o único que cortou essas rendas.
12-06-2017
António Topa lembra que as atividades da REN são sujeitas a uma forte supervisão
    O deputado questionou aos comunistas e bloquistas se têm noção das consequências da tomada de controlo público da atividade de gestão técnica do sistema elétrico nacional.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas