Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“O CETA cria novas oportunidades para as empresas da União”
Segundo António Costa Silva este acordo permitirá uma poupança de mais de 500 milhões de euros por ano às empresas da União e beneficiará fortemente as empresas mais pequenas.
“Em 30 de outubro, a União Europeia e o Canadá assinaram o acordo comercial, tendo sido aprovado pelo Parlamento Europeu, em 17 de fevereiro de 2017. Abre-se assim o caminho para que o acordo possa entrar em vigor a título provisório, assim que seja ratificado pelo Canadá. O CETA será plenamente aplicado quando os parlamentos de todos os Estados-Membros ratificarem o acordo, em conformidade com as respetivas obrigações constitucionais internas”. Estas foram as palavras iniciais de António Costa Silva num debate sobre esta matéria.
Segundo o social-democrata, há provas claras de que os acordos de comércio livre estimulam o crescimento e a criação de empregos na Europa. Assim, adianta, “o CETA cria novas oportunidades para as empresas da União. Irá poupar mais de 500 milhões de euros por ano às empresas da União, atualmente pagos em direitos aduaneiros sobre mercadorias que são exportadas para o Canadá. Irá garantir às empresas da UE um acesso sem precedentes aos contratos públicos canadianos. O acordo irá beneficiar fortemente as empresas mais pequenas, que são as que têm menos capacidade para suportar os encargos da burocracia. O acordo irá criar novas oportunidades para os agricultores e produtores de alimentos, sem deixar de proteger plenamente as sensibilidades da UE. A abertura da UE a determinados produtos é limitada e calibrada, sendo compensada pela abertura do Canadá”.
No que respeita às críticas de PCP e BE, António Costa Silva considera que estamos perante a “velha conversa” de quem está “contra tudo o que seja a evolução das sociedades” e de quem quer “manter e preservar tudo o que sejam modelos anquilosados”. “Tudo o que seja partilha de soberania para a esquerda é perda de soberania. Tudo o que sejam economias mais evoluídas, para a esquerdas estaremos sempre a falar de perda de direitos. No fundo, o modelo das esquerdas deste parlamento é garantir o «orgulhosamente sós»”.
A terminar, o social-democrata frisou que “o PSD acredita em sociedades mais livres, mais equilibradas, mais justas e que todos tenham as mesmas oportunidades. Um modelo mais aberto, mas com regras transparentes, será certamente melhor para todos. O Acordo CETA entre a UE e o Canadá vai permite-nos aprofundar as relações económicas para benefício da economia portuguesa”.

17-03-2017 Partilhar Recomendar
18-05-2018
Duarte Marques: “Portugal é um dos países que mais tem a ganhar com a participação europeia”
    O deputado destacou as oportunidades que as verbas da coesão trazem ao país e defendeu que os territórios de baixa densidade devem ser valorizados na distribuição das verbas.
09-05-2018
Europa: PSD não aceita cortes na Política de Coesão e na Política Agrícola Comum
    Rubina Berardo frisou que os sociais-democratas tudo farão para defender os interesses de Portugal.
15-03-2018
Brexit: proteção dos direitos dos nossos cidadãos a residir no Reino Unido é uma prioridade para o PSD
    Carlos Gonçalves recordou ao Primeiro-Ministro que vivem 400 mil portugueses no Reino Unido.
15-03-2018
Europa: discurso do governo varia conforme a plateia que tem pela frente
    Rubina Berardo considera que a “espargata que o governo tenta fazer entre as conversas que tem no Conselho Europeu e as conversas que tem com os seus parceiros de governo não é recomendável nem credível”.
05-01-2018
Governo afastou o Parlamento do processo negocial para a entrada de Portugal na Cooperação Estruturada Permanente
    Costa Neves salientou a importância de o Parlamento ser envolvido e escrutinar todo este processo.
15-12-2017
PSD condena posição de Martin Schulz relativamente ao federalismo europeu e à expulsão automática de Estados-Membros da União Europeia
    Duarte Marques considera que é inaceitável a posição expressa pelo ex-Presidente do Parlamento Europeu.
06-12-2017
“Portugal deve aderir à Cooperação Estruturada Permanente”
    A posição dos sociais-democratas foi expressa pelo deputado Costa Neves.
06-12-2017
Política Europeia: Miguel Morgado assinala “problema grave de amnésia” de António Costa
    O Vice-Presidente da bancada do PSD aproveitou ainda para sublinhar a posição do PSD em relação à entrada de Portugal na Cooperação estruturada Permanente.
27-10-2017
PSD repudia extensão do mandato do Presidente do Eurogrupo
    Duarte Marques lamentou que a palavra dada pelo governo em Portugal seja “desonrada” em Bruxelas.
18-10-2017
Miguel Morgado critica “total ausência de política europeia” do governo
    O social-democrata fala em falta de credibilidade, dando como exemplo a contradição do executivo em relação à manutenção do Presidente do Eurogrupo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas