Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Passos Coelho quer saber tudo sobre o caso das offshore e acusa o Governo de ocultação na Caixa
Líder do PSD quer investigação “até às últimas consequências” das transferências para paraísos fiscais que terão escapado ao controlo do fisco.
Pedro Passos Coelho garantiu que os sociais-democratas levarão “até às últimas consequências” o apuramento do caso das transferências não detetadas para paraísos fiscais, dizendo que farão o contrário da “ocultação” do Governo e maioria na Caixa.
No debate quinzenal com o Primeiro-Ministro, o social-democrata recordou que “na ocasião em que desempenhei funções governativas, nunca tive conhecimento de nenhuma situação destas, quero dizer-lhe hoje na oposição que sou o primeiro interessado em que se apure exatamente tudo o que se passou”, referindo-se à notícia segundo a qual quase dez mil milhões de euros em transferências realizadas entre 2011 e 2014 para contas sediadas em paraísos fiscais não foram alvo de qualquer tratamento por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira.
Frisando ser necessário ouvir os “atuais e anteriores responsáveis políticos”, bem como a Autoridade Tributária, o parlamentar garantiu que os sociais-democratas farão “hoje na oposição exatamente o contrário daquilo que os senhores no governo e na maioria que o apoia estão a fazer relativamente à Caixa Geral de Depósitos, onde existe uma plena ocultação e uma violação das regras mais básicas de transparência, apenas porque o governo pretende proteger informação que lhe pode causar incomodidade”.
De seguida, o líder do PSD congratulou-se por, finalmente, o Primeiro-Ministro ter admitido que com a venda do Novo Banco o Estado não perderá, em caso algum, os 3,9 mil milhões de euros que a título de empréstimos foram colocados no fundo de resolução. “Folgo muito em que o senhor Primeiro-Ministro dê razão ao que sempre dissemos. Mas lamento que tenha andado todo este tempo a alimentar a ideia falsa de que o Estado tinha perdido o dinheiro que lá tinha colocado”.
No que respeita ao caso da Caixa Geral de Depósitos, Passos Coelho quis saber se é verdade que a Caixa vai pagar ou já terá pago despesas com advogados feitas pelo Dr. António Domingues no tempo em que ainda não era Presidente da CGD.
Depois de acusar o Primeiro-Ministro de se contradizer cada vez que fala sobre esta matéria, o social-democrata focou-se nas várias indicações que foram conhecidas relativamente aos desequilíbrios estruturais da economia portuguesa. “A nós preocupa-nos que tenha sido perdido um ano no combate a esses desequilíbrios estruturais. Sobretudo porque hoje podíamos estar em muito melhores condições de podermos encarar as reformas de transformação da nossa economia que nos permitiriam crescer mais e convergir com a Europa. Uma vez que a sua maioria é contra qualquer reforma estrutural, como é que o senhor Primeiro-Ministro vai justificar que a economia portuguesa esteja em sentido oposto ao que era necessário realizar”, questionou.
22-02-2017 Partilhar Recomendar
Pedro Passos Coelho questiona o Primeiro-Ministro
07-12-2017
Relatório da Comissão de Inquérito à nomeação e demissão de António Domingues da CGD não teve a preocupação de relatar a verdade apurada
    Luís Marques Guedes denunciou ainda que a Comissão foi alvo de uma “sistemática prática de obstaculização e recusa no fornecimento de informação”.
07-12-2017
“É urgente minorar os mecanismos que permitem um entorse à celeridade e à boa instrução do processo das Comissões de Inquérito”
    José Pedro Aguiar-Branco, que presidiu à Comissão que analisou a nomeação e a demissão de António Domingues da Administração da CGD, anunciou que participou à Procuradoria-Geral da República várias entidades por ocultação de informação à Comissão.
29-11-2017
PSD apresenta propostas para apoiar as empresas e os territórios que foram atingidos pelos incêndios
    Luís Leite Ramos frisou que estas medidas são urgentes e visam resolver problemas que afetam empresas e populações.
29-11-2017
“Com a maioria de esquerda são os contribuintes a limpar e a pagar as contas dos bancos”
    Carlos Silva recordou que o governo já gastou 10 mil milhões de euros a apoiar a Banca com dinheiro dos contribuintes.
29-11-2017
Inês Domingos coloca em evidência a “incapacidade reformista do PS”
    No debate sobre o setor financeiro, a deputada afirmou que as “ideias soltas” do PS parecem “refletir uma falta de visão estruturada para o futuro do país”.
03-11-2017
“Este é um Orçamento ideológico a pensar na manutenção do poder e não nos portugueses”
    Luís Leite Ramos considera que este Orçamento prossegue um caminho errado e eleitoralista.
27-10-2017
Joel Sá enfatiza importância da indústria da ourivesaria
    No debate sobre o regime jurídico da ourivesaria e das contrastarias, o deputado manifestou a disponibilidade do PSD para a revisão desse regime.
20-10-2017
“O direito ao descanso por parte do trabalhador não pode ser violado”
    Clara Marques Mendes alertou para os perigos da iniciativa do PS.
19-10-2017
PSD apresenta iniciativa para reforçar a defesa da concorrência
    António Leitão Amaro afirmou que o Projeto de Lei dos sociais-democratas vai proteger os portugueses e contribuir para uma economia mais aberta e mais livre.
19-10-2017
Esquerda está ávida de receita fiscal para compensar os erros estratégicos que estão a ser cometidos
    Só desta forma, refere Carlos Silva, se pode compreender o regime sancionatório aplicável ao Crowdfunding apresentado pelo executivo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas