Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Luís Montenegro considera que a gestão da dívida feita pelo Governo “é um desastre”
O líder parlamentar do PSD acusou ainda o Ministro das Finanças de ter mentido sobre demissão de António Domingues.
Após assistir ao Primeiro-Ministro a anunciar pela terceira vez as mesmas medidas, Luís Montenegro foi perentório em afirmar que “a escola Sócrates voltou”. “O senhor vem hoje, pela terceira vez, anunciar os mesmos programas, as mesmas medidas, sempre com um embrulho um bocadinho diferente para parecer que é novo, mas no fundo a confessar que perdemos um ano e que estamos hoje exatamente no mesmo ponto em que estávamos há um ano. É o regresso dos programinhas, dos PowerPoints, é o regresso da fantasia”, afirmou o líder parlamentar do PSD no início da sua intervenção no debate quinzenal.
De seguida, o social-democrata focou a sua intervenção nos números do abandono escolar precoce. Segundo o social-democrata 2016 “foi o primeiro ano desde 2010 em que o abandono escolar cresceu. Desde 2011 o abandono escolar decresceu todos os anos. Já se interrogou o que é que terá acontecido em 2016? Será que isto não tem nada a ver com o desinvestimento que o Governo fez no ensino profissional? Será que isto não tem nada a ver com as reversões das reformas que foram introduzidas no sistema de educação”, questionou o deputado.
O segundo tema levado por Montenegro a debate foi o da competitividade e financiamento da nossa economia. Recorda o líder da “bancada laranja” que Portugal foi hoje ao mercado e fez “uma emissão de dívida de 630 milhões de euros a 5 anos. Em agosto pagámos 1,8% de juros para uma emissão de dívida semelhante, hoje pagámos 2,75%, um acréscimo de mais 47% do custo do juro. A 7 anos colocámos 550 milhões de euros, em junho pagámos 1,84%, hoje pagámos 3,67%, o dobro. Isto quer dizer que estamos a substituir dívida antiga por dívida nova, sendo que a nova é mais cara. Isto quer dizer que a trajetória que vínhamos percorrendo de diminuição das nossas taxas de juro se inverteu. Isto quer dizer dificuldades para o financiamento das empresas, isto quer dizer dificuldades para o financiamento do Estado, isto quer dizer que há um preço a pagar por causa da sua política económica”.
Dirigindo-se a António Costa, o social-democrata foi claro em afirmar que “a gestão da dívida do seu Governo é um desastre e tem de acordar para este problema porque isto lhe vai rebentar nas mãos”.
A terminar, Luís Montenegro desafiou o Primeiro-Ministro a esclarecer se sabia ou não do acordo entre Mário Centeno e António Domingues. Segundo o parlamentar as “notícias que vieram hoje a público demonstram que o Ministro das Finanças mentiu sobre o processo”. O líder da bancada parlamentar do PSD recordou uma intervenção de António Costa, em pleno debate quinzenal, onde o Primeiro-Ministro considerou a demissão de António Domingues “estranha”. Então, atirou Montenegro, o Primeiro-Ministro “não estranha que o Ministro das Finanças tenha ocultado o teor da correspondência que trocou com o anterior Presidente da Caixa? Ou afinal o senhor Primeiro-Ministro sabia?”, questionou.

08-02-2017 Partilhar Recomendar
Luís Montenegro questiona o Primeiro-Ministro no debate quinzenal
Luís Montenegro questiona o Primeiro-Ministro no debate quinzenal
29-11-2017
PSD apresenta propostas para apoiar as empresas e os territórios que foram atingidos pelos incêndios
    Luís Leite Ramos frisou que estas medidas são urgentes e visam resolver problemas que afetam empresas e populações.
03-11-2017
“Este é um Orçamento ideológico a pensar na manutenção do poder e não nos portugueses”
    Luís Leite Ramos considera que este Orçamento prossegue um caminho errado e eleitoralista.
03-11-2017
“No Orçamento para 2018 não há uma visão de futuro para o país”
    Para Maria Luís Albuquerque é de lamentar que “quem tem a responsabilidade de governar desperdice deliberadamente a oportunidade de assegurar um futuro mais sustentável”.
27-10-2017
Joel Sá enfatiza importância da indústria da ourivesaria
    No debate sobre o regime jurídico da ourivesaria e das contrastarias, o deputado manifestou a disponibilidade do PSD para a revisão desse regime.
20-10-2017
Cativações colocaram em causa a qualidade dos serviços públicos
    Duarte Pacheco afirmou que até o PCP reconhece essa realidade.
19-10-2017
PSD apresenta iniciativa para reforçar a defesa da concorrência
    António Leitão Amaro afirmou que o Projeto de Lei dos sociais-democratas vai proteger os portugueses e contribuir para uma economia mais aberta e mais livre.
19-10-2017
Esquerda está ávida de receita fiscal para compensar os erros estratégicos que estão a ser cometidos
    Só desta forma, refere Carlos Silva, se pode compreender o regime sancionatório aplicável ao Crowdfunding apresentado pelo executivo.
20-09-2017
PSD apresenta propostas para reforçar a supervisão financeira e completar a União Bancária
    Maria Luís Albuquerque sublinhou a necessidade de alterações que conduzam à proteção dos contribuintes e a uma sustentada confiança no mercado e nas instituições.
18-09-2017
CETA significa a concretização de uma efetiva cooperação política e económica entre a União Europeia e o Canadá
    José Cesário reconheceu que este acordo implica grandes desafios para o nosso universo empresarial e laboral.
07-09-2017
"PS opta por se salvar em detrimento do desenvolvimento e do progresso de Portugal”
    Teresa Leal Coelho alerta para o que se está a passar com a Autoeuropa, sublinhando que serão os portugueses que irão pagar o preço da obsessão ideológica da esquerda radical legitimada pelo PS.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas