Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Emília Cerqueira acusou a esquerda de não querer pagar o subsídio de renda
Segundo a deputada estes partidos pretendem que seja o senhorio a subsidiar as políticas sociais do Estado.
O Parlamento debateu, esta quinta-feira, uma iniciativa do PCP que visa prorrogar, por 10 anos, o prazo de aplicação do Novo Regime de Arrendamento Urbano para os arrendatários com Rendimento Anual Bruto Corrigido (RABC) inferior a cinco Retribuições Mínimas Nacionais Anuais (RMNA), para os arrendatários com idade igual ou superior a 65 anos ou com deficiência igual ou superior a 60% e para o Arrendamento não habitacional.
No seguimento de uma intervenção dos socialistas, Emília Cerqueira recordou à bancada do PS as palavras de António Costa, aquando da revisão da Lei das Rendas, em 2006, sobre a anterior Lei: “é uma questão que tem seis décadas e que é responsável pela degradação do património imobiliário das cidades portuguesas, pelo abandono de imóveis e pelo clima de suspeita e desconfiança entre inquilinos e proprietários”. Dizia ainda o agora Primeiro-Ministro, em outubro de 2005: “da parte do senhorio, é evidente que tem de se pôr fim a este ciclo, em que o Estado delegou nos senhorios o custo social da proteção das rendas”. Face a estas afirmações, a deputada do PSD frisou que, volvidos 10 anos, estamos perante a mesma discussão.
De seguida, a parlamentar frisou que com esta alteração, o intuito da esquerda passa por não pagar o subsídio de renda. “A verdade é que os senhores, sob esta capa, não querem pagar. Querem que sejam os privados a fazer Estado social e a subsidiar as políticas sociais do Estado”.
A terminar, Emília Cerqueira salientou as “piruetas” do PS nesta matéria, e questionou à bancada socialista se esta mudança de posição serve para fazer a vontade à extrema-esquerda.
20-10-2016 Partilhar Recomendar
16-04-2019
PSD apresenta propostas de alteração ao regime das sociedades de investimento e gestão imobiliária
    Jorge Paulo Oliveira afirmou que os sociais-democratas pretendem atrair investimento para a dinamização do mercado imobiliário.
13-12-2018
Propostas do PSD para a Habitação e Arrendamento Urbano são “equilibradas, sensatas e justas”
    Berta Cabral afirmou que o nosso país precisa de um verdadeiro mercado de arrendamento.
13-12-2018
“PSD propõe a criação do regime jurídico do arrendamento urbano para efeitos de qualificação, educação e formação”
    Margarida Balseiro Lopes considera que esta é a resposta aos mais de 70 mil alunos deslocados que não conseguem ter vagas em residências.
13-12-2018
PSD propõe a criação de um regime jurídico de arrendamento a estudantes
    António Lima Costa adiantou ainda que os sociais-democratas querem apoiar os estudantes que frequentam as Instituições de Ensino Superior localizadas no interior.
13-12-2018
Habitação: “o governo é pródigo a anunciar, mas em três anos nada conseguiu resolver”
    A acusação foi deixada por Germana Rocha no Plenário.
13-12-2018
PSD apresenta 10 iniciativas sobre Habitação e Arrendamento Urbano
    António Costa Silva frisou que as iniciativas pretendem fazer com que o mercado do arrendamento funcione plenamente.
27-11-2018
Resolução dos problemas do mercado de arrendamento não pode ser feita à custa dos proprietários
    António Costa Silva sublinha que a correção deve ser efetuada através do estímulo da oferta.
21-09-2018
António Costa Silva acusa esquerda radical de "balburdia legislativa"
    Em causa o decreto que garante o exercício do direito de preferência pelos arrendatários.
11-05-2018
Inquilinos da Fidelidade: Sandra Pereira acusa o BE de promover o medo e gerar a instabilidade
    A deputada considera que esta prática é, na realidade, o “alimento político” dos bloquistas.
10-05-2018
Arrendamento: pospostas do PSD foram feitas a pensar em todos os portugueses
    Jorge Paulo Oliveira refutou a visão esquerdista de “apontar soluções sempre a pensar na macrocefalia de Lisboa e do Porto”.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas