Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Miguel Morgado: credibilidade do Ministro das Finanças está “minada”
Em causa um conjunto de medidas constantes no Programa do Governo e criticadas por Mário Centeno em 2013.
Miguel Morgado lamentou, esta quarta-feira, que a primeira intervenção do Ministro das Finanças no Parlamento tenha sido marcada por uma suprema infelicidade. Segundo o Vice-Presidente da bancada do PSD, é admissível que para quem está no conforto de um gabinete do Banco de Portugal que a “saída limpa” seja uma coisa pouca importante, “mas para os milhões de portugueses que foram adversamente afetadas pela bancarrota socialista, eu apostaria que fez muita diferença”.
No debate do Programa do Governo, o deputado afirmou que António Costa foi buscar Mário Centeno para utilizar a sua reputação para anular as acusações de radicalismo de que eram alvo. Dirigindo-se ao governante, o parlamentar frisou que “o que nós vemos hoje, ao ler o Programa de Governo, é que não resta nada dos seus contributos próprios. Disso não sobra nada”. Aliado a isso, adianta o deputado, está o facto de várias das medidas agora apresentadas pelo executivo socialista terem sido consideradas pelo Ministro das Finanças, apenas há 2 anos, como negativas para o país. “Aumentos do salário mínimo causam desemprego se o aumento não for superior à produtividade do trabalhador. Há um efeito negativo do aumento do salário mínimo na variação salarial dos trabalhadores que têm uma remuneração imediatamente acima. Os mais prejudicados são os trabalhadores com baixos salários”, dizia o Ministro das Finanças do Governo que agora pretende fazer exatamente o contrário. Esta postura, conclui Miguel Morgado, mina a credibilidade do Ministro das Finanças.

02-12-2015 Partilhar Recomendar
04-12-2019
PSD pede ao Governo e ao PS que “deixem em paz” a poupança dos portugueses
    Álvaro Almeida frisa que “é o bem-estar e o futuro dos portugueses que está em causa”.
27-11-2019
Rui Rio: “Portugal precisa de menos impostos”
   
20-11-2019
“Foram transferidos 30 mil milhões de euros para offshores nos últimos 3 anos”
    Carlos Silva questionou onde andam agora os “megafones da esquerda parlamentar”.
14-11-2019
Grupo Parlamentar do PSD elegeu Coordenadores e Vice-coordenadores
   
30-10-2019
Cristóvão Norte: “o crescimento económico não é prioridade para este governo”
    A acusação foi deixada pelo deputado no debate do Programa do Governo.
04-07-2019
Governo transpõe diretivas europeias fora de prazo e sem os pareceres das entidades especializadas
    Inês Domingos fala em desrespeito pelo Parlamento.
03-07-2019
Maioria parlamentar trata as matérias relevantes “de forma avulsa”
    Cristóvão Crespo censura a política fiscal do governo e fala numa estratégia “colada com cuspo”.
02-07-2019
20 países da União Europeia cresceram mais do que Portugal em 2018
    Apontando vários exemplos do falhanço governativo do PS, Inês Domingos adiantou que é tempo de “escolher uma alternativa reformista”.
19-06-2019
Governo das esquerdas é “forte com os fracos e fraco com os fortes”
    António Leitão Amaro fala numa “carga fiscal máxima para serviços e investimento público no mínimo”.
19-06-2019
Virgílio Macedo acusa a Autoridade Tributária de ter realizado um “arrastão fiscal”
    O deputado considera que as ações de cobrança de impostos na estrada “só aprofundam o sentimento de perseguição tributária dos contribuintes".
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas